* SEM MEDO DE VOAR

Freqüentemente DEUS nos empurra para dentro de algum lugar desconhecido para nos fazer confiar NELE, somente NELE, e crescer.

A mãe águia às vezes precisa parecer sem coração. Quando surgem alguns movimentos próprios da maturidade, ela empurra seus filhotes em direção àquilo que mais temem; a beira do ninho.

Mas, a águia realmente é desalmada? Ela sabe que os temores naturais de seus filhotes os deixariam encalhados, tremendo para sempre em meio aos gravetos secos do seu ninhos às alturas. No final, iriam se tornar águias velhas que nunca conheceram a alegria dos mergulhos no espaço nem a emoção do pôr-do-sol. Por isso, os filhotes precisam aprender que a queda tão temida não passa de uma ilusão a ser domada. O medo só precisa ser vencido para ser transformado em vôo.

Calvin Miller, em “NAS PROFUNDEZAS DE DEUS

Anúncios

* O DEUS COMOVIDO

A hospitalidade durante a festa de casamento era uma tarefa sagrada…A presença do vinho declarava que aquele era um dia especial e que todos os convidados eram especiais. Portanto, a falta do vinho era um embaraço social.

Maria, a mãe de JESUS, é uma das primeiras a notar que o vinho tinha acabado. Ela chega perto do seu filho e relata o problema. A resposta de Jesus: “Mulher, que tenho eu contigo? Ainda não é chegada a minha hora.”

Aí estão aquelas palavras de novo. “Minha hora”. JESUS está ciente do plano. Ele tem um lugar e um momento para executar seu primeiro milagre. E aquela não era a hora.

Nesse nstante, O Comitê Angelical de Milagres do Messias dá um suspiro coletivo de alívio.

– Ual, por um minuto pensei que ELE estragaria tudo.

– Eu também, você pode imaginar JESUS inaugurando seu ministério com um milagre de transformar água em vinho?

– É isso ai, JESUS, diga não, siga o plano!

JESUS sabe qual é o plano. Num primeiro momento parece que vai cumpri-lo à risca. Entretanto, quando olha para sua mãe e para o rosto do anfitrião, ELE reconsidera. A importância do plano é  vagarosamente eclipsado por sua preocupação pelas pessoas . O momento certo é importante, mas, as pessoas são mais importantes ainda.

Como resultado, JESUS muda seu plano para satisfazer as necessidades de alguns amigos. Incrível. A agenda do céu é alterada para que alguns amigos não fiquem numa situação ruim perante a sociedade. O primeiro milagre é motivado não por uma tragédia, pela fome, mas pela preocupação com amigos que estão em apuros.

(…)

Se alguma coisa é importante para você, que O ama de todo coração, é importante para ELE também.

Max Lucado, em “ELE AINDA REMOVE PEDRAS

* BATALHA ESPIRITUAL

Quando DEUS faz um milagre, ELE faz a obra completa.

Quando DEUS batalha em favor de alguém, ELE não pára até que o inimigo esteja vencido.

Quando estivermos encurralados e o inimigo não nos der nenhuma escapatória, o SENHOR abrirá um caminho. ELE luta por nós, mesmo quando perdemos a nossa força, a força DELE se manifestará.

No entanto, devido ao fato de toda oposição que enfrentamos ter um poder espiritual por trás, a batalha deve ser travada primeiro no espírito, antes que a vitória seja visível na carne. Isso quer dizer que temos que orar. Temos que declarar á DEUS nossa dependência DELE, temos que nos lembrar do SEU poder e da sua bondade, temos que viver focados na determinação de andar segundo SEUS princípios. Temos que assumir a posição de fé na Palavra e louvar enquanto assistimos o SENHOR lutar em nosso favor.

Ao primeiro sinal do ataque do inimigo, vá a DEUS e ouça o que ELE lhe diz. ELE o guiará. Não importa quanto esteja escuro, ELE promete que “a luz da lua será como do sol, e a do sol, sete vezes maior, como a luz de sete dias…..” Is 30:26. Em outras palavras, a luz que você tem será ampliada.

Você ouve o que o SEHOR está dizendo?

A mesma passagem bíblica prossegue e diz: “Um cântigo haverá entre vós, como na noite em que se celebra festa santa…” Quer dizer que, no meio da luta, seu coração experimentará tamanha alegria como se estivesse num culto de celebração. Terá tamanho senso da maravilhosa presença de DEUS que sua alma cantará.

A parte mais difícil quando deixamos DEUS lutando em nosso lugar é que ELE espera até o último segundo antes de nos deixar ver SUA ação, para que não tenhamos dúvida de onde emana  o poder.

Stormie Omartian, em “O PODER DA FÉ EM TEMPOS DIFÍCEIS”

* O SENHOR DA GLÓRIA

Lembre-se: Não é a oportunidade para fracassar que faz de você um fracasso; afinal de contas, as oportunidades para fracassar vêm a todos nós. É o que você faz com aquelas oportunidades que determina se vai ou não fracassar.

Você optará em confiar em DEUS e firmar-se-á na SUA Palavra, independentemente das provas ou circunstâncias? Ou você se desesperará?

Quando encara a situação nestes termos, você percebe que depende de nós mesmos se teremos sucesso ou fracasso na vida. Aqueles que perseverarem em DEUS serão bem-aventurados. Veja bem, DEUS não produz fracassos. As pessoas criam seus próprios fracassos quando param antes de conseguir o seu sucesso em DEUS!

A triste verdade é que muitas pessoas desistem quando estavam quase alcançando o sucesso em DEUS, sucesso que tinham desejado o tempo todo. Por que, ás vezes, DEUS demora tanto tempo para cumprir SUAS promessas? Porque quando não sobra nenhuma esperança nem capacidade humana é que chega a hora de DEUS intervir de modo sobrenatural. Quando não sobra nenhuma maneira terrena de concretizar a promessa de DEUS, QUANDO ESTÃO ESGOTADOS TODOS OS RECURSOS HUMANOS, DEUS pode operar o milagre e cumprir os SEUS propósitos, só assim ELE recebe toda a glória.

K. Hagin Jr, em “O PODER DISPONÍVEL”

 

* O CARVALHO E O COGUMELO

A Bíblia e cheia de exemplos de como DEUS usa longos processos para desenvolver o caráter, especialmente nos líderes. ELE levou 80 anos para preparar Moisés, incluindo 40 anos no deserto. Por 14 600 dias ficou esperando e matutando; “Será que está na hora?”. Mas DEUS continuava dizendo: “Ainda não”.

Quando DEUS quer fazer um cogumelo, ELE o faz da noite para o dia; mas quando quer fazer um carvalho gigante, leva 100 anos. Tenha paciência com o processo. Tiago aconselhou: “Não tentem se desviar de nada prematuramente. Deixem as coisas acontecerem, para que vocês se tornem maduros.” Tg 1:4

Quando Habacuque ficou deprimido porque DEUS não estava agindo rápido o suficiente, DEUS lhe disse: “Essas coisas que planejei não acontecerão imediatamente. Devagar, firmemente vai se aproximando o tempo em que a visão será cumprida. Se parecer demorar muito, não se desespere, porque tudo vai acontecer mesmo! Seja paciente! O cumprimento dessa promessa não chegará nem um dia atrasado” Hc 2:3. A demora não é uma negativa de DEUS.

Rick Warren, em “UMA VIDA COM PROPÓSITOS”

* DEUS DO IMPREVISÍVEL

“Então disse o SENHOR a Josué: Olha, tenho dado na tua mão a Jericó, ao seu rei e aos seus homens valorosos.
Vós, pois, todos os homens de guerra, rodeareis a cidade, cercando-a uma vez; assim fareis por seis dias.
E sete sacerdotes levarão sete buzinas de chifres de carneiros adiante da arca, e no sétimo dia rodeareis a cidade sete vezes, e os sacerdotes tocarão as buzinas.
E será que, tocando-se prolongadamente a buzina de carneiro, ouvindo vós o seu sonido, todo o povo gritará com grande brado; e o muro da cidade cairá abaixo, e o povo subirá por ele, cada um em frente
.”  Josué 6:3-5

Porque DEUS concedeu  a Josué todas estas complicadas instruções para a guerra? Várias respostas são possíveis: 1)DEUS deixava claro que a batalha dependia DELE e não das armas e da perícia de Israel. Este é o motivo pelo qual a Arca, que levava os israelitas para o confronto, deveria ser carregada pelos sacerdotes, não pelos soldados. 2) O método de DEUS para tomar a cidade acentuava o temor já sentido por Jericó, e 3) Esta estranha manobra militar era um teste para a fé dos israelitas e sua disposição para seguir a DEUS completamente.

BÍBLIA DE ESTUDO – APLICAÇÃO PESSOAL

* SONHO OU ILUSÃO?

É muito fácil saber se as conquistas são sonhos ou ilusões: se forem sonhos, há uma melhora espiritual; se forem ilusões, há uma piora.

DEUS não dá nada a um filho para depois perdê-lo. DEUS só dá as coisas que farão com que as pessoas se aproximem DELE.

Essa máxima cabe também ÁQUELAS COISAS que mais desejamos.

Há muitas pessoas que estão arrasadas espiritualmente porque não aprenderam a discernir sonho de ilusão. Os sonhos são de DEUS quando não são conquistas materiais, sociais, ou emotivas,  em si. Os sonhos estão associados primeiramente e  primordialmente, a uma melhora espiritual.

Cito um exemplo: Se alguém estiver num apartamento que comprou e o vizinho da direita briga com ele, o vizinho da esquerda briga, o de cima briga, o de baixo briga, mas essa pessoa melhorou sua comunhão com DEUS, o vizinho da direita vai ser vencido, o da esquerda, o de baixo, o de cima, o de qualquer lado, porque aquilo foi dado por DEUS.  Mas, se um filho de DEUS mudou-se para um lugar onde o vizinho de cima gosta dele, o da direita gosta dele, o da esquerda e o da frente também, mas essa pessoa regrediu espiritualmente, por trás existe o mover do inferno que está dando algo para depois cobrar um alto preço em troca.

Jorge Linhares, em “SONHO OU ILUSÃO”

* A FÉ NÃO É CEGA

O livro de Hebreus demonstra o único tipo de fé aceita pelo Senhor e que triunfará na pior das situações. É uma fé que crê nas realidades espirituais, que leva a justiça, que busca a Deus, que crê na Sua bondade, que tem confiança na Sua palavra, que obedece aos Seus mandamentos, que vive segundo a ética de Deus e que pratica poderosos atos de justiça.

A fé não é cega, pelo contrário, a fé requer uma visão do mundo espiritual e das promessas do Senhor. Não basta declarar cegamente ou religiosamente as escrituras, como se isso fizesse Deus, num passe de mágica, conceder o que você quer. Há pessoas que repetem as palavras como amuleto e superstição – isso não é fé, é mantra, é confissão positiva.

Precisamos ver as situações e pessoas da maneira que Deus as vê. A verdadeira fé requer uma visão da visão de Deus.

Provérbios 29:18 diz: “Não havendo profecia (visão), o povo se corrompe.”

Se não sabemos a vontade de DEUS, se não conhecemos as promessas de DEUS, não  moveremos  a mão de Deus. Quando concordamos com Deus e a Sua palavra, quando nos alinhamos a Sua vontade, então, fazemos com que Sua vontade seja feita aqui na terra. O Senhor tem uma visão para cada circunstância ou pessoa, o inimigo quer destruir as pessoas, este é seu intento principal.
Quando enfrentamos certas situações podemos ter duas atitudes:
1- concordar com o diabo através da descrença, da desobediência e permitir que seus planos se realizem
2- concordar com Palavra de Deus, obedece-LO e permitir que seus planos se cumpram.
Obtemos a visão de DEUS quando O buscamos. Temos que busca-LO, devemos buscar o Senhor não de maneira carnal e manipuladora. Buscar Sua visão é ir diante dEle pedindo discernimento do mundo espiritual com relação a situações ou pessoas. Buscar no Senhor o invisível e não o que se vê com os olhos naturais.

Se não há fé suficiente para acreditarmos no Senhor e na visão que Ele nos dá , temos que recorrer a Sua Palavra , porque ela renova a nossa mente.

Romanos 12:2- “Não vos conformeis com este mundo mas transformai-vos pela renovação da vossa mente.”

Temos que nos acostumar com o espiritual, com o que Deus diz que é e não com o natural. O mundo espiritual é mais real e forte do que o natural, é ele que determina a realidade que vemos, daí a importância de sermos “espirituais”, ou seja, de aprendermos a conhecer a vontade do PAI e discernir as armadilhas do mal.

João 15:7 _ “Se permanecerdes em mim e minha Palavra em vós, pedireis o que quiserdes e vos será feito”.

1João 5:14-15 _ “E esta é a confiança que temos para com Ele: se pedirmos alguma coisa segundo a Sua vontade, Ele nos ouve.”

Esta é a chave para caminharmos em fé naquilo que Deus prometeu – viver em CRISTO e pedir segundo a vontade do PAI.

IGREJA VIDEIRA – São Paulo

* O DESCANSO DOS JUSTOS

Eu não sei se alguma vez você já se preocupou em saber o que a Bíblia diz sobre o sono. Não é verdade que o sono serve apenas para a restauração física. Neste texto: “…aos seus amados ele o dá enquanto dormem” reconhecemos uma função muito mais profunda do sono do que exclusivamente o restabelecimento físico.

O sono é uma dádiva celestial. Aos poucos, o sono desliga a nossa consciência. Ao mesmo tempo, Deus se volta para a vida psíquica inconsciente, onde só Ele têm acesso. Por isso é recomendável que, ao se deitar para descansar, você leve em consideração o Salmo 63.6: “…no meu leito, quando de ti me recordo, e em ti medito, durante a vigília da noite.” Em outras palavras, permita que sua alma esteja junto com o Senhor! Entregue a Ele sua vida, peça que Ele realize Seus divinos planos em tua vida. Então a amorosa mão criadora do Salvador fará um profundo e extenso trabalho de edificação em sua alma, em seu espírito, em seu corpo e em todas as demais áreas da tua existência.

Devocional Pérolas Diárias

* NA QUARTA VIGÍLIA DA NOITE

“(…) já se fazia escuro e Jesus ainda não viera ter com eles

(…) por volta da quarta vigília da noite, veio ter com eles, andando por sobre o mar.”

(João, 6.17b e Marcos, 6.48b)

”Ainda” . Com essa palavra, João parece denunciar o ambiente de inquietação que se instalava entre os discípulos no meio do mar. Por mais que eles relutassem em tecer tais conjecturas, as altas ondas, o rijo vento, o barco afundando, a hora avançada, as forças mitigadas, o negrume da noite, todas as coisas pareciam apontar para um “atraso” divino, uma falta de sincronia entre a ação de Deus e as necessidades humanas, uma distração de Deus em face ao desespero humano.

Diz o texto que, naquele momento de medo, pânico, perplexidade, e de total incapacidade de não atribuir a Deus a falibilidade humana, Jesus vem andando por sobre as águas e o Seu relógio marcava a quarta vigília da noite. Teria Deus perdido a hora? Dormido no ponto? Havia o relógio divino trabalhado descompassado com a hora do nosso sofrimento? Teria Ele abdicado do compromisso radical que tem com as nossas vidas?

Não! Diz o texto enfaticamente: Ele veio na quarta vigília da noite. Por que? Porque é na quarta vigília que a noite se faz mais escura, as ondas mais revoltas e os ventos mais rijos em razão da proximidade do nascer do sol (o texto atesta esse fenômeno quando diz que neste período eles remavam com dificuldade “porque o vento lhes era totalmente contrário”). Como sempre, o relógio de Jesus estava rigorosamente pontual. Veio quando a escuridão era mais densa, as ondas mais encapeladas e os ventos totalmente adversos.

O relógio de Jesus é assim: sincronizado com o nosso sofrimento e as nossas dores. Jamais chega atrasado em nossa vida para a manifestação de Sua graça e de Sua misericórdia. Jamais posterga o milagre esperado. Ele sempre aparece quando a noite se faz mais escura e os ventos são totalmente contrários.

Talvez, muitos de nós estejamos, hoje, vivendo essa “síndrome do ainda”. Uma terrível sensação de que Deus perdeu a hora, Deus perdeu o bonde da história de nossa vida; um Deus atrasado em cumprir as Suas promessas. Talvez, muitos de nós estejamos nutrindo em nossas vidas essa idéia de um Deus distraído e incapaz de manifestar a Sua graça no tempo certo de nossos sofrimentos.

Precisamos entender isto: o Relógio de Jesus nunca falha. Ele Sempre aparece. Quando as trevas forem mais densas, as ondas mais revoltas e se fizer a quarta vigília da noite, louvemos e cantemos ao Senhor. Porque está vindo ao nosso encontro.

Creiamos nisto.

Rev. José Kleber Fernandes Calixto

* ORE SEM PRESSA

No livro de Eclesiastes lemos:

“Tudo tem a sua ocasião própria,
e há tempo para todo propósito debaixo do céu.
Há tempo de nascer, e tempo de morrer;
tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou;
tempo de derribar, e tempo de edificar;
tempo de chorar, e tempo de rir;
tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras;
tempo de buscar, e tempo de perder;
tempo de estar calado, e tempo de falar;
tempo de guerra, e tempo de paz…”

Mas, curiosamente, não se diz que há um tempo para sonhar, nem que há um tempo para orar.

Não receio errar quando concluo que isso não foi esquecimento do Autor. Tais citações não são feitas porque em TODO O TEMPO devemos sonhar e orar.

Sonho e oração devem ser tempo presente em cada coração, mesmo no tempo de chorar e no tempo de rir…mesmo no tempo do encontro, quanto no tempo da perda…..em tempos de guerra e em tempos de paz.

SONHE SEM TEMPO, ORE SEM PRESSA.

Neuma Fernandes

* BOA NOTÍCIA

“Porque há esperança para a árvore que, se for cortada, ainda se renovará, e não cessarão os seus renovos.  Se envelhecer na terra a sua raiz, e o seu tronco morrer no pó, ao cheiro das águas brotará, e dará ramos como uma planta.” Jó 14:7-9

Jó confiou nas providencias do Senhor, confiou que todas as coisas estão no controle do Senhor, ele sabia que aquele momento era passageiro, e que a qualquer momento as providencias de Deus viriam, afinal, ele era um homem justo, temente a Deus, e Deus não ia deixá-lo sofrer por muito tempo, mas o tempo foi passando e as coisas não mudavam, pelo contrario, se agravavam sem perspectiva de melhora.

Quando perdemos a esperança, nós desistimos de lutar, e se não lutarmos, não venceremos, temos que ter esperança, temos que crer ainda que nos pareça improvável o socorro, Deus estava contemplando a vida de Jó, era só uma questão de tempo para Deus intervir na sua causa, mas a fé de Jó minguou e ele não agüentou, amaldiçoou o seu dia natalício: “DEPOIS disto abriu Jó a sua boca, e amaldiçoou o seu dia.  E Jó, falando, disse:  Pereça o dia em que nasci…”(Jó 3: 1-3) este é o retrato fiel do desanimo.

Deus tem um propósito em todas as coisas, Ele tinha um propósito na vida de Jó, e tem na tua vida também, há um propósito na dor, espere no Senhor, talvez a tua fé já esteja minguando como a de Jó, mas Deus te diz que a tua luta não será eterna, ela terá fim, creia, Jó esperou um longo tempo, mas Deus deu um basta na sua adversidade, se a tua fé já está minguando, não pense que você está em pecado, é Deus tratando com você, Deus ensina os seus filhos, muitas vezes o ensinamento de Deus traz sofrimentos, angustias, a nossa fé tende a minguar diante das adversidades, no inicio, as recebemos dando glorias a Deus, mas se as lutas não passam logo, vem o desanimo, e ai nós aprendemos que na casa do senhor não tem super-cristãos, somos humanos limitados, Davi passou por estes momentos, nós lemos Davi dizendo: “os que confiam no Senhor serão como os montes de Sião, que não serão abalados, mas permanecem para sempre.” – Sl 125, mas logo lemos o mesmo Davi dizendo: ATÉ quando te esquecerás de mim, SENHOR? Para sempre? Até quando esconderá de mim o teu rosto? Até quando consultarei com a minha alma, tendo tristeza no meu coração cada dia? (Sl 13:1,2).

Ele conhece o teu sofrimento, e entende a tua situação, mas não fique prostrado, se levante, lute, ore, brade, enfim, clame a Deus e não se cale, Ele te ouvirá e responderá, diz a Palavra que Deus mudou a sorte de Jó, no momento em que ele orava, permaneça em oração, Ele vai mudar a tua sorte, todos os maus momentos passam, Jó não contava com aquele momento, ele era justo, temia a Deus, se desviava do mal, mas, as adversidades chegam para todos, a diferença está na forma de enfrentá-las, Deus quer te dá vitória, não importa o tamanho do teu problema, eu sei que Deus é poderoso para fazer infinitamente mais de tudo o que pensamos ou que pedimos,confie em Deus, há esperança para você.

Dc Carlos Alberto Arruda Ribeiro

* ABRINDO PORTAS

Não é verdade que às vezes vivemos situações nas quais não há uma saída clara, fácil, objetiva? É como se deparar com um beco sem saída.

Quem vivenciou uma experiência semelhante foi o apóstolo Paulo e Silas, na cidade de Filipos (ver Atos 16:16-31). Na prisão não havia qualquer possibilidade de fuga e muito menos de terem um julgamento justo.

Alguém poderia pensar que DEUS é injusto e não cuida daqueles que O servem e O seguem, pois, muitos destes enfrentam problemas e situações desesperadoras.

Mas, a Bíblia insiste que a oração pode mudar absolutamente tudo. Sem saber o que DEUS faria, Paulo e Silas louvavam a DEUS com cânticos e oravam. Então, onde não havia saída, DEUS providenciou uma por meio de um terremeto, libertando os dois e ainda levando o carcereiro à experiência  da salvação.

Uma das nossas fragilidades é pensar na oração como último recurso, quando deveria ser o primeiro. A oração não é uma arma para ser usada somente nas calamidades, nas enfermidades e nos momentos de profunda angústia. A oração cabe a qualquer momento, situação e lugar. Devemos orar sem cessar, isso significa estar sempre com a mente e o coração voltados para CRISTO. A oração é a chave que DEUS nos deu para destravar as portas que ELE quer abrir.

Devocional Pão Diário (Número 7)

DEUS DISSE? DEUS FARÁ!

Qualquer mãe  poderá dizer que a espera para dar à luz é uma experiência que gera paciência. Mas coitadinha mãe-elefante, demora aproximadamente 22 meses para que um embrião-elefante amadureça e nasça! O tubarão espinhoso tem uma gestação de 22-24 meses.  E em altitudes acima dos 1400 m, a salamandra alpina suporta um período de gestação de 38 meses!
Abraão poderia ter-se identificado com estes exemplos da natureza. Na sua velhice, o Senhor fez-lhe uma promessa: “Far-te-ei uma grande nação” (Gn. 12:2). Mas à medida que os anos passavam, Abraão questionava como é que o cumprimento da promessa seria possível sem a existência de um filho (15:2). Assim, Deus assegurou-lhe: “Aquele que de tuas entranhas sair, esse será o teu herdeiro” (v.4).
Apesar da sua idade avançada, Abraão creu em Deus, e foi-lhe imputado isto por justiça (v.6). Contudo ele esperou 25 anos desde que a promessa foi feita até ao nascimento de Isaac (17:1,17).
A espera do cumprimento das promessas de Deus faz parte da confiança n’Ele. Independentemente do tempo que demore, devemos esperar n’Ele. Como o escritor de Hebreus nos adverte: “Retenhamos firmes a confissão da nossa esperança, porque fiel é O que prometeu” (Hb. 10:23).

DEUS EXECUTA SEMPRE O QUE PROMETE.

* PEDRAS REMOVIDAS

Lázaro estava muito doente em Betânia, e suas irmãs esperavam o mestre Jesus, pois este representava a cura. Jesus estava na Judéia, e ao receber a noticia permaneceu evangelizando os necessitados, os enfermos (Mt 9:12) Era necessário cuidar das coisas do Pai.

Quando o mestre chega em Betânia, após quatro dias da morte de Lázaro, as irmãs do defunto choravam, e diziam: se estivesse aqui meu irmão não teria morrido. Mas o mestre estava sendo guiado por Deus, e falou: ‘’Eu sou a ressurreição e a vida, quem crer em mim, ainda que esteja morto viverá’’ (João 11:25).

Jesus se aproximou do túmulo, e falou: “tirai a pedra para que Lázaro saia”. “Senhor já cheira mal, pois tem quatro dias que ele morreu”, diziam os presentes (João 11:39).

Aquelas pessoas não sabiam que a enfermidade de Lázaro era para glória do Senhor, tudo aquilo era estratégia do Pai, para que houvesse conversões.

As pedras nos impedem de receber de Deus tudo aquilo que Ele tem para nos dar. Nossos sonhos serão ressuscitados quando não duvidamos, independente das circunstâncias. Nada é impossível para Jesus quando Ele está no comando, o mar pode estar agitado, o barquinho parecendo virar, mas basta uma palavra que tudo se acalma.

Ao retirar a pedra, Jesus grita: “Lázaro venha para fora!”. Muitos olhavam e, de repente, até falavam: “impossível, tem quatro dias!” E quando menos esperavam, Lázaro sai com as mãos e os pés atados. Imagino que muitos devam ter chorado, batido palmas, a alegria foi total naquele lugar.

Quando as pedras da descrença, do desânimo e da paralisia espiritual estão no caminho, nossos pés e mãos continuem atados. Pois nossa luta não é carnal, ou seja, contra os vizinhos, amigos, familiares, empregados, mas, espiritual. Só teremos condições de lutar contra os dardos inflamados do maligno se deixamos a palavra cair no coração. E, quando isto ocorre, passamos a dar frutos. Pois ao ouvir a palavra de Deus nossa fé é fortalecida, fazendo com que as pedras rolem, abrindo passagem para as bênçãos de Deus. Sem o conhecimento necessário as pessoas perecerão, com as mãos e os pés atados.

Daniel Parrela

* DEUS É FIEL

DEUS É FIEL

É, sim!

Absolutamente fiel.

Incondicionalmente fiel.

Não importa a dor que você esteja sentindo agora…

Não importa as trevas que amedrontam você neste instante.

Não importa a injustiça que você está enfrentando neste momento.

Não importa o que você esteja suportando.

DEUS É FIEL E BOM.

DEUS É MISERICORDIOSO E SÁBIO.

ELE não se atrapalha, não erra, não perde o controle das situações, não fica em dúvida, nem se sente acuado pelas milhões de orações que escuta a cada segundo.

DEUS não cansa, não dorme, não vira as costas, nem se esquece.

ELE É ONIPOTENTE, ONISCIENTE, ONIPRESENTE. É único nestas “peculiaridades”.

O futuro te mostrará isso, se hoje você se apegar a estas verdades  com todas as forças que te restam. Se você é obediente a ELE, se você observa e segue SEUS princípios, se coloca a vontade DELE acima da sua, se está comprometido com o REINO DELE, com os valores DELE. Se, de fato, você quer que seu “eu” pessoal morra e seja substituído pelo ESPÍRITO SANTO, da mesma forma que fez Paulo (Gálatas 2:20), então, fique certo que você verá a justiça e a fidelidade do PAI triunfar no meio de todas as suas dificuldades, transformando suas ruínas em belos jardins floridos.

Neuma Fernandes

* SEM EVIDÊNCIAS

Receber alguma coisa no momento que pedimos não requer fé.

Sem fé é IMPOSSÍVEL agradar à DEUS. O SENHOE quer saber se ainda acreditamos que manterá SUA palavra quando não tivermos evidência tangível para esperar.

Estamos freqüentemente divididos entre o que  A Palavra de DEUS diz e o que vemos e ouvimos. Mas DEUS usa essa luta para consolidar nossa fé. Desistir de pedir e de confiar é chamar DEUS de mentiroso. Desistir de orar e de acreditar é dar mais crédito à nossa compreensão de uma situação do que à onipotente sabedoria do PAI.

No que você acredita: nas suas percepções ou na Palavra de DEUS?

Charles Stanley, em “RESOLVA COM ORAÇÃO”

* LIBERANDO A VONTADE DE DEUS

Tudo o que concorda com DEUS precisa ser determinado e tudo que contradiz a DEUS precisa ser anulado. O determinar e o anular começa na terra.

Quando Moisés no topo do outeiro, erguia a mão, Israel prevalecia; quando, porém, a abaixava, Amaleque prevalecia (ver Êxodo 17:9-11). Aqui vemos o princípio da obra de DEUS, o que quer que ELE queira fazer, se o homem não o quiser, ELE não o fará. Não podemos forçar DEUS a fazer o que ELE não deseja, mas podemos impedi-LO de fazer o que ELE pretende.

DEUS tem um propósito já determinado, mas, não o cumprirá até que seja solicitado por SUA Igreja. ELE quer que a terra governe o céu. “Assim diz Jeová: Perguntai-me as cousas futuras; demandai-me acerca dos meus filhos, e acerca da obra das minhas mãos” Is 45:11. Esta é uma afirmação surpreendente, ficamos perplexos.  A respeito de SEUS filhos e da SUA obra, DEUS diz: DEMANDAI-ME. As pessoas não ousam proferir esta expressão – “Demandai-me”; pois, como pode o homem mandar em DEUS? Contudo, ELE próprio oferece-nos esta palavra: “Demandai-me acerca dos meus filhos e da obra das minhas mãos”. Isso não é outra coisa senão a terra governando o céu.

Ora, isto não implica, de nenhum modo, que podemos forçar DEUS a fazer o que ELE não quer. Antes, isso simplesmente significa que podemos abrir espaço para ELE fazer o que ELE deseja fazer. Assim temos forte e poderosa oração.

Watchman Nee, em O MINISTÉRIO DE ORAÇÃO DA IGREJA, Ed Vida

* A PALAVRA

DEUS pode falar com você a partir de qualquer página da Bíblia.

Não há hora de desespero em nossa vida que a Palavra de DEUS não possa derramar luz na situação e nos trazer conforto e direção. Torne a Palavra de DEUS uma presença constante em sua vida. Conecte-se à Palavra e permita que ela flua por suas veias. A luz da Palavra dissipará toda desesperança e te dará direção.

“Tudo quanto, outrora, foi escrito para o nosso ensino foi escrito, a fim de que, pela paciência e pela consolação das Escrituras, tenhamos esperança.” Rm 15:4

Você nem ao menos deve considerar a possibilidade de construir uma vida sem utilizar a Palavra de DEUS como uma ferramenta poderosa. De fato, ransforme-a em seu fundamento.

Tenha fome da Palavra de DEUS.

Tenha sede da Palavra de DEUS.

Mergulhe nela como se fosse um rio.

Vista-a como se fosse uma roupa.

Costure-a à sua alma a fim de que se torne parte do tecido de sua vida.

Stormie Omartian, em “O PODER DA FÉ EM TEMPOS DIFÍCEIS”

* PODER NA FRAQUEZA

O apóstolo Paulo ouviu de DEUS: “…o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza”, e depois ele concluiu a respeito de si mesmo: “Pelo que sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias”. Ele apontava para um mistério que vai além do modo budista de resolver o sofrimento e as dificuldades. Paulo não falava de resignação, mas de transformação. Aquelas mesmas coisas que nos fazem sentir insuficientes, que espoliam a esperança, são as que DEUS utiliza para realizar a sua obra. Para ter a prova, olhem para a cruz.

Por causa da cruz tenho ESPERANÇA. Se DEUS pode arrancar tal triunfo das mandíbulas da derrota aparente, extrair força de um momento de fraqueza total, o que DEUS poderia fazer com os aparentes fracassos e dificuldades da minha própria vida? Um teólogo alemão expressou numa simples frase a grande extensão entre a Sexta -Feira Santa e a Páscoa. É, aliás, um resumo da história humana: “DEUS chora conosco para que possamos um dia rir com ELE.”

Os discípulos que viveram os dois dias , a sexta-feira e o domingo, nunca mais duvidaram de DEUS. Aprenderam que, quando DEUS parece mais ausente, pode estar mais perto; quando DEUS parece mais sem força, pode ser mais poderoso; quando DEUS parece mais morto, pode estar voltando à vida. Aprenderam a nunca mais pensar que DEUS está vencido.

Philip Yancey, em”O JESUS QUE EU NUNCA CONHECI”

* RAZÃO E FÉ

Ser crédulo não é ser ingênuo. É um grande erro supor que a fé e a razão são incompatíveis. A fé e a visão são postas em oposição uma à outra nas Escrituras, mas, nunca a fé e a razão. Pelo contrário, a fé verdadeira é essencialmente racional, porque se baseia no caráter e nas promessas de DEUS.

Fé não é otimismo. Fé é uma confiança racional, uma confiança que conta com  o fato de que DEUS é digno de todo crédito. Por exemplo, quando Davi e seus homens voltaram a Ziclague, um terrível espetáculo os aguardava. Na sua ausência os amalequitas tinham saqueado sua aldeia, incendiado suas casas e levado cativas suas mulheres e crianças. Davi e os demais choraram até não ter mais força para chorar e então, na sua amargura, os homens cogitaram apedrejar Davi. Era uma crise séria, e Davi facilmente poderia ter-se deixado cair no desespero. Mas, em vez disso, lemos que Davi “se reanimou no SENHOR”. Esta era uma fé verdadeira. Ele não fechou seus olhos aos fatos, nem tentou criar sua própria auto-cofiança, ou dizer a si mesmo que se sentia realmente bem. Não. Ele se lembrou do SENOHOR seu DEUS, o DEUS da criação, o DEUS da aliança, o DEUS que prometeu ser o seu DEUS e colocá-lo no trono de Israel. À medida que Davi se recordava das promessas e da fidelidade de DEUS, sua fé crescia e se fortificava.

Assim, pois,  a fé e o pensamento andam juntos. A fé, se quiserem, pode ser definida assim: É insistir em pensar quando tudo parece estar determinado a nos oprimir e a nos colocar por terra. O problema das pessoas que têm sua fé abalada é que elas, ao invés de controlarem seus pensamentos, os seus pensamentos é que são controlados por alguma circunstância e, como se diz, elas passam a rodar em círculos. Isso é a essência da preocupação e do temor. Isso é ausência de racionalidade.

Uma grande parte das nossas dúvidas e temores provém de sombrias percepções do que seja a real natureza do Evangelho de JESUS CRISTO, a raiz para uma vida de fé é um claro, preciso e bem definido conhecimento de JESUS.

John R W Stott, em “CRER É TAMBÉM PENSAR”

* SABE DIFERENCIAR?

Como sabemos se DEUS está falando conosco e que não é a nossa mente que está nos enganando?

A resposta é simples: Eu tenho certeza da voz de DEUS quando sinto PAZ quanto a tudo que estou ouvindo. Sinto que aquilo é certo. Recebemos a informação em nossa mente, mas, a confirmação vem do Espírito Santo.

Houve algumas vezes que orei e esperei a resposta do PAI e escutei uma voz semelhante, mas intuitivamente sabia que aquela não era a voz de DEUS. Precisamos conhecer o CARÁTER DE DEUS para saber o que vem DELE e o que não vem. Como sabemos, ELE é gentil e não se contradiz. ELE é amoroso. ELE não mente. ELE é honesto. ELE é justo, bondoso, pacificador e, não esqueçamos, ELE tem princípios e leis que jamais anulará.

Se eu pensar, por exemplo, que DEUS me diz para abrir mão de alguma coisa apenas porque aquilo é difícil para mim, eu questionaria se aquela mensagem vinha DELE, pois sei que para ELE nada é impossível, e sei que ELE aprova e se agrada da paciência, da perseverança e da nossa confiança NELE – “Mas, se esperamos o que não vemos, com paciência o esperamos.” Rm 8:25
Se eu fosse a uma loja, outro exemplo, e a empacotadora colocasse junto às minhas compras uma bolsa que eu não comprei, não poderia deduzir que DEUS esta me dizendo que aquela bolsa é um presente DELE para mim visto que ficar com a bolsa seria, da minha parte, uma ação desonesta. DEUS ama a honestidade – “Pois zelamos o que é honesto, não só diante do Senhor, mas também diante dos homens.”  2 Co 8:21

Um último exemplo. Se eu fosse solteira, não poderia, em nome da liberdade pessoal e da busca de felicidade, me relacionar intimamente com diversos homens que surgem no meu caminho, e concluir que DEUS os colocou na minha vida para que eu faça a escolha ideal (este exemplo TAMBÉM vale para os homens em relação às mulheres). Nossos corpos são templos do ESPÍRITO SANTO. A promiscuidade agride a DEUS; temos que agir com santidade – “Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de DEUS, e que não sois de vós mesmos.” 1Co 6:19

As pessoas precisam ver DEUS em ação e ELE quer operar através de SEUS filhos. Temos necessidade de ouvi-LO e ELE quer nos falar e nos direcionar. Nós, SEUS filhos e seguidores, precisamos deixá-LO agir através de nós e necessitamos, para nosso bem estar e segurança, saber distinguir quando é DEUS e quando é o inimigo que está falando conosco.

JESUS disse que as pessoas têm ouvidos para ouvir, mas que elas não ouvem; que têm olhos para ver, mas não vêem (Ver Mt 13:9). Para que nossos ouvidos e olhos espirituais estejam sintonizados e focados em DEUS, precisamos estar dispostos a obedecer-LHE, precisamos estar numa freqüente posição de submissão ao PAI, precisamos viver numa atitude de quietude  e expectativa para sermos capazes de ouvi-LO.

Joyce Meyer, em “COMO OUVIR A VOZ DE DEUS”

* ESTAI, POIS, FIRMES

Paulo escrevendo à igreja, disse com clareza: “Quanto ao mais sede fortalecidos no SENHOR e na força do SEU poder” Ef 6:10.

Certa vez alguém me disse; “Estou tentando ser forte”. O texto não diz coisíssima alguma a respeito de sermos fortes. É nisso que as pessoas se enganam. Recaem para a vida na carne e procuram fazer tudo por conta própria. O texto nada diz a respeito do indivíduo ser pessoalmente forte. Não diz: “Sede fortes em vós mesmos”.

Muitas pessoas dizem; “Orem por mim, a fim de que eu fique firme e fiel até o fim”. Elas estão apenas trabalhando e lutando, procurando segurar firme e agüentar. Não sabem se conseguirão.

A Palavra de DEUS prega: “Sede fortalecidos NO SENHOR e na força do SEU PODER”. É só você se segurar nas promessas de DEUS e balançar livremente. Se você procurar agüentar o próprio peso, ficará totalmente esgotado depois de pouco tempo.

Também já me disseram: “Já fiz de tudo, que devo fazer agora?”

Resposta:  “E, havendo feito tudo, ficar firmes (….) Estai, pois, firmes.” Ef  6:13-14. Apenas continue de pé, é isto que você deve fazer!

Tenha certeza de que as promessas de DEUS abrangem as coisas que você pede pela fé. Você tem o direito de ter fé de que receberá qualquer coisa que a Palavra de DEUS te promete.

Kenneth Hagin, em “O QUE FAZER QUANDO A FÉ PARECE FRACA E A VITÓRIA PERDIDA”.

* APERFEIÇOAMENTO

Visto que DEUS tenciona torná-lo semelhante a JESUS, ELE o fará passar pelas mesmas experiências que JESUS passou. Isso inclui solidão, tentação, pressão, críticas, rejeição e muitos outros problemas. A Bíblia diz que JESUS “aprendeu a obedecer por meio dos SEUS sofrimentos e foi aperfeiçoado por meio dos SEUS sofrimentos.” Hb 5:8-9. Por que DEUS nos eximiria de passar por aquilo que permitiu que SEU próprio filho passasse? Paulo disse; “Enfrentamos exatamente o  que CRISTO enfrenta. Se enfrentamos tempos difíceis com ELE, então certamente enfrentaremos tempos agradáveis com ELE.” Rm 8:17

Os problemas não produzem automaticamente a vontade de DEUS. Muitas pessoas se tornam mais amargas, mais impacientes, mais teimosas, mais rebeldes  em vez de melhorar. Você tem que reagir do jeito que JESUS reagiria.

ELE sabe o que é melhor para você e visa apenas o seu bem. DEUS disse a Jeremias: “Os planos que tenho para você são para fazê-lo prosperar e não para lhe causar dano”.

José compreendeu essa verdade quando, falando com seus irmãos que o venderam como escravo disse: “Vocês planejaram o mal contra mim, mas, DEUS o tornou em bem.”

O segredo da resistência é lembrar que o sofrimento é temporário. A Bíblia diz: “Dêem graça em todas as circunstâncias, pois essa é a vontade de DEUS em CRISTO JESUS.” 1Ts 5:18. DEUS não espera que você seja agradecido pelo mal, pelo pecado ou pelo sofrimento, DEUS quer que você seja grato por ele usar os problemas que o afligem para o cumprimento de SEUS propósitos.

Rick Warren, em “UMA VIDA COM PROPÓSITOS”

* DONO DO TEMPO

Tenha em mente que DEUS não trabalha de acordo com um relógio de 24 horas. SEU tempo é eterno. Além do mais, ELE conhece SEU plano para nós, mesmo quando estamos tão confusos a ponto de nem mesmo saber o que perguntar.

Se você quer uma prova disso, considere estes versículos de Romanos 8: “…porque não sabemos orar como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis”.

Você já passou por isso? Há momentos em que a única coisa que consigo fazer em minhas orações é literalmente gemer. Por mais impressionante que isso possa parecer, de alguma forma o Espírito Santo interpreta os gemidos profundos demais para expressarem palavras e os coloca diante da maravilhosa presença de DEUS de modo claro e correto. Conforte-se com isso, em especial se você é um daqueles que gostam de usar palavras para tudo. Realmente não é preciso dizer cada detalhe da sua preocupação. Portanto, pare de ficar tentando!

Há momentos em que me sento diante da mesa, diante de determinada situação da qual não vejo saída e apenas digo: “Ajuda-me, SENHOR, ajuda-me, ajuda-me”. Não consigo falar outra coisa. “Ajuda-me”. E ELE me ajuda, mesmo!

Quando estamos dispostos a esperar e deixar que DEUS assuma o controle do problema, é exatamente isso que ELE faz. O problema aparece quando levanto da mesa e digo: “eu sei como lidar com isso. Vou cuidar dessa situação agora mesmo”. Invariavelmente me arrependo dessas ações guiadas pela carne. Poucas vezes me arrependi dos momentos em que fiquei esperando pela providência de DEUS.

Charles Swindoll, em “O MISTÉRIO DA VONTADE DE DEUS”

* ALÉM DAS APARÊNCIAS

Quando enxergamos a vida como Deus quer, nós vemos a mão DELE curando o corpo adoecido…vemos o carinho DELE semeando esperança no coração desesperado…..vemos a força DELE consumindo a injustiça…vemos o AMOR DELE reconstruindo escombros.

Quando usamos os olhos de DEUS transcendemos o caos e antevemos a harmonia, a paz, a cura, a restauração, a solução, a saída.

Os olhos da carne são enganadores, eles apenas mostram uma ponta da realidade, uma parte minúscula e perversa que nos tritura e nos abate, somos tolos quando nos prendemos a esta visão estreita, limitada e limitadora.

A realidade, de fato, É MUITO MAIOR do que tudo isso que nos rodeia e nos machuca, a maior parte dela está “invisível”, só podemos enxergá-la com uma lente especial chamada FÉ.  Quando permitimos que DEUS desvende nossos olhos, a vida se mostra por completa, então, percebemos que todas as impossibilidades são frágeis demais para sobreviver ao PODER DE DEUS.

Neuma Fernandes

* OUTROS CAMINHOS

Um dia quando JESUS não estava na cidade de Betânia, seu amigo Lázaro ficou gravemente enfermo. Suas irmãs, Marta e Maria, enviaram ao Mestre uma mensagem pedindo ajuda. A resposta de JESUS é fascinante: “JESUS amava muito Marta, Maria e Lázaro. Porém, quando soube que Lázaro estava doente, ficou mais dois dias no lugar onde estava.” Jo 11:5.

Isto é totalmente o contrário do que esperaríamos de JESUS para demonstrar SEU amor. Por que JESUS não correu para cuidar do amigo?Talvez porque, como DEUS encarnado, JESUS é a ilustração de que os caminhos  do amor de DEUS não são os nossos caminhos. Por exemplo, JESUS nunca se apressou.

Quando JESUS chegou, Lázaro já tinha sido sepultado há quatro dias. O Salvador chegou tarde. Lázaro estava morto, as coisas transcorreram de mal a pior.

Às vezes a vida se torna insuportável. Então oramos para melhorar nossa saúde, para que nossas finanças se reorganizem, para nosso casamento não acabar, ou para encontrar um casamento. Oramos pelo sucesso do nosso emprego, para a segurança de nossos queridos. Não há nada de errado em orar por estas coisas, mas elas não dizem nada a respeito de nossa salvação. Não espere que JESUS nos salve fazendo-nos depender mais de outras coisas do que DELE mesmo. ELE abandonará todo o nosso empenho  em busca de salvação de qualquer coisa ou alguém que tome o lugar DELE. Então, ELE se demora e assiste  enquanto corremos para cima e para baixo nos becos sem saída, permitindo que nossa missão diária se espatife e exploda.

JESUS não é nosso único socorro para conseguir o que queremos. Mas nosso único e verdadeiro socorro. Quando procuramos um salvador, não estamos atrás de um auxílio. Estamos atrás de um milagre. Não podemos descobrir o milagre até que Lázaro morra, ou seja, até que nossas orações não sejam atendidas e nos sintamos abandonados por DEUS no momento que mais precisamos DELE.

Quando Maria ouviu que JESUS estava chegando ela disse: “Se ao menos estivesses aqui meu irmão não teria morrido.”, ela estava desapontada com o Mestre. Enquanto ela se prosta aos pés de JESUS, chorando, suas lágrimas caíram como orações. Em breve JESUS começa a chorar também.

Esta é uma das imagens de JESUS que mais inspiram esperança. DEUS pode ser comovido. Mais uma vez descobrimos que DEUS se junta às nossas  lágrimas e pode ser comovido com compaixão e o mundo se torna o lugar mais imprevisível. Quem sabe o que pode acontecer?

Tudo que nos resta é a esperança num DEUS que comove pelo que é. E isto é tudo que precisamos.

Graig Barnes, em “QUANDO DEUS ABANDONA”

* PRINCIPAL INGREDIENTE

“ESPERA” é uma palavra que sempre consideramos aqui porque ESPERAR faz parte da trajetória dos que andam com JESUS; a espera é o ingrediente principal das lutas que travamos para a GLÓRIA DE DEUS.

ESPERAMOS o agir do SENHOR.

ESPERAMOS apesar dos fatos.

ESPERAMOS para além dos fatos.

ESPERAMOS em detrimento das circunstâncias desfavoráveis e humanamente inalteráveis.

ESPERAMOS curvados aos PÉS DO PAI – isso é orAÇÃO.

ESPERAR é louvar a DEUS. Nosso louvor não deve ser apenas uma oração realizada num momento do dia. NOSSA VIDA tem que ser um louvor, isso é LOUVOR-VIVO. Temos que louvá-LO em cada palavra pronunciada, em cada gesto realizado e em cada atitude tomada.

ESPERAR é contar com o auxílio de DEUS; é repousar na confiança do AMOR, da sabedoria, da misericórdia do SENHOR. A filosofia do mundo recomenda a ação e o movimento como atitudes de coragem, valentia e determinação. Pobre mundo! Coragem, valentia e determinação reais se encontram na ESPERA EM DEUS. É preciso muita coragem para abrir mão das “verdades” do tipo: “corra atrás dos seus sonhos”, “você é quem constrói seu destino”, “sua vida está em suas mãos”. Tudo isso é engano absoluto, não temos controle sobre NADA; seu coração pode parar no próximo minuto; tudo que te parece sólido pode desabar amanhã. Valentia verdadeira é brecar a ansiedade, a auto-suficiência e ESPERAR NO AGIR DO PAI.

Dessa forma, a ESPERA pela realização dos sonhos, dos planos e das promessas de DEUS é um LOUVOR magnífico que detona o inferno e traz para a Terra o REINO DOS CÉUS.

Portanto, diz O PAI que honra a nossa orAÇÃO:

“Sede fortes e revigores o vosso coração, vós todos que ESPERAIS no SENHOR.” Sl 31

Neuma Fernandes

* A FAVOR DE DEUS

A última ceia é realizada nos momentos finais que JESUS viveu antes dos acontecimentos que O levariam à cruz. Só depois do SEU sofrimento injusto, é que alcança a alegria que LHE tinha sido proposta. Apropriar-se da Nova Aliança significa que, quando vencemos o sofrimento, a dor e as crises com DEUS, resgatamos este mundo dos efeitos da Grande Rebelião, ampliando as fronteiras do Reino de DEUS. A alegria do fim é sempre maior do que a dor de agora.

Já saímos do Paraíso, já sabemos da Nova Aliança inaugurada no sangue de JESUS, mas ainda não chegamos à eternidade. Enquanto esse tempo não chegar, experimentaremos muitas angústias. Mas toda vez que DEUS nos revela que SUA bondade é bem maior e mais abrangente que qualquer sofrimento, nós vencemos a dor. Quando esperamos com confiança e paciência conspiramos a favor de DEUS, e declaramos à ELE nosso amor.

Marson Guedes, em “O CAMINHO DE JEREMIAS

* DELEITA-TE NO SENHOR

A finalidade dos salmos 23 e 37 nunca foi garantir nossa segurança, pelo contrario, foram escritos para dizer: “Confie no SENHOR e faça o bem […] e ELE atenderá aos desejos do teu coração”, desde que seu coração deseje as coisas certas. Mas, o que nosso coração deve desejar antes de tudo? O próprio JESUS CRISTO. Quando desejamos ardentemente qualquer coisa, nosso coração não está certo. JESUS deve ser nosso maior anseio. Nossos desejos devem estar atrelados à GLÓRIA DE DEUS.

Desejar somente o que CRISTO oferece, e não desejar o próprio CRISTO é deixar-se comprar por bugigangas e jamais possuir o maior tesouro da presença do SENHOR que nos habita. Pedir ao PAI o que precisamos é legítimo, é correto, a Bíblia nos manda fazer isso. Mas, ela também nos lembra que devemos confiar no SENHOR não a fim de obter as vantagens dessa vida, mas para sermos enriquecidos pelo próprio DEUS. Somente ELE é nossa segurança e tesouro permanente.

O desejo por CRISTO é a marca do cristão verdadeiro – “Deleita-te no SENHOR e ELE agirá” Sl 37. Demonstre que SEU PAI celestial é bom. Viva em prosperidade espiritual. CRISTO é um tesouro tão grande que os bilionários são dignos de dó diante DELE. Confie no SENHOR, faça DELE O DESEJO do seu coração, e tudo quanto você desejar estará à sua disposição.

Calvin Miller, em “NAS PROFUNDEZAS DE DEUS