EU QUERO MAIS!

“Pedireis o que quiserdes, e vos será feito. Nisto é glorificado meu Pai, em que deis muito fruto; e assim vos tornareis meus discípulos.” Jo 15:7:8

Imagine que o dedo de Deus desliza pela lista telefônica do céu. Ele começa pelo A, linha após linha, coluna após coluna, Ele está procurando um nome que se destaca entre todos os seus queridos e remidos. E onde o dedo divino hesita e pára?

Olhe atentamente. Parou onde está seu nome.

Por que creio nisso? Porque você avaliou sua vida um dia, talvez nem tanto tempo atrás, e disse: “Eu quero mais, SENHOR. Eu quero mais de Ti porque quero fazer mais para Ti”.

A segunda parte da oração de Jabez é o clamor de alguém que sabe que Deus nos fez com potencial para fazer mais, conquistar mais e sonhar mais. Ele examina suas atuais circunstâncias e toma uma decisão: “Eu nasci para mais do que isso”. E ora: “Por favor, ó Deus, alarga meu território!”. Em termos relacionados com a vida, “território” significa os limites de sua influência, domínio ou responsabilidade.

Acho que podemos concluir com segurança que Jabez não estava apenas pensando em crescer por amor ao crescimento, ou em mais espaço à custa de outra pessoa, ou na promessa de dinheiro fácil. Por quê? Porque a Bíblia o chama de “mais ilustre”. Para merecer um elogio desses, o pedido e as motivações de Jabez deveriam estar em harmonia com os propósitos de Deus.

Você consegue imaginar o dono de armazém se aborrecendo se um funcionário dissesse: “Senhor, eu gostaria de fazer mais para transformar este lugar em algo realmente agradável ao senhor”? Você poderia imaginar uma mãe ficando irritada com o filho que pergunta: “O que posso fazer para ajudá-la, mamãe?” Da mesma forma, quando você pede a Deus oportunidades maiores, Ele responde com deleite e favor.

Pergunte-se: Estou pedindo a Deus mais para poder fazer mais para Ele?

Deus está aguardando que cada um de nós tenha uma visão maior da vida — a visão que se harmonize com a Dele — e que lhe rogue para que ela se realize. Para sermos mais frutíferos para Deus, precisamos de mais oportunidades. Precisamos ver as oportunidades que já nos rodeiam e que constantemente não percebemos.

Não importa com que freqüência peçamos a Deus por esse tipo de “mais”, podemos ter certeza de que Ele ouve nossos pedidos com aprovação e planos de favor generoso.

Bruce Wilkinson, em “A ORAÇÃO DE JABEZ – DEVOCIONAL”

Anúncios

APARENTE AUSÊNCIA E TOTAL SILÊNCIO

a0117-000172pia

Certo dia você acorda e percebe que todas as suas sensações de comunhão espiritual se foram. Você ora, mas nada acontece. Você repreende o diabo, mas isso não muda nada. Você lê exaustivamente a Palavra, seus amigos oram por você, você confessa cada pecado que consegue imaginar, e então sai por aí pedindo perdão a todos que conhece, você jejua…e nada anda. Você começa a se perguntar quanto tempo essa depressão espiritual irá durar. Dias? Semanas? Meses? Será que vai acabar? Você tem a impressão que suas orações simplesmente batem no teto e voltam. Em absoluto desespero, você gria: “Qual o meu problema?”

A verdade é que não há nada de errado com você! Trata-se de uma parte normal do amadurecimento de sua amizade com Deus. TODO criatão passa por isso ao menos uma vez, normalmente várias vezes. É doloroso e perturbador, mas completamente vital para o desenvolvimento da sua fé. Ter conhecimento disso deu esperança a Jó quando não podia sentir a presença de Deus em meio ao caos em que se transformou sua vida. Ele falou: “Se vou para o oriente, lá Ele não está. Se vou para o ocidente, não O encontro. Quando Ele está em ação no norte, não O enxergo; quando vai para o sul, nem sombra Dele eu vejo! Mas Ele conhece o caminho por onde ando.” Jó 23:8-10

Quando Deus parece distante, você pode pensar que Ele está te punindo por algum pecado. Na verdade o pecado nos desliga de uma amizade íntima com Deus. Mas freqüentemente esse sentimento de abandono não tem relação com o pecado, é um teste de fé que todos devemos enfrentar. Será que você continuará a amar, confiar, obedecer e adorar a Deus, mesmo quando não sente a Sua presença, nem há evidência visível da ação divina em sua vida?

A onipresença de Deus e a manifestação de Sua presença são coisas diferentes. Uma é um fato; a outra é freqüentemente uma sensação. Deus está SEMPRE presente, mesmo quando você não percebe, e Sua presença é muito profunda para ser medida por uma mera emoção.

Sim, Ele quer que você sinta a Sua presença, porém Ele está mais interessado que você confie, e não tanto que você O sinta. FÉ e não sentimento agrada a Deus.
As situações que mais põem à prova a Sua fé são aquelas em que a vida desanda e Deus não pode ser achado. Como louvá-Lo quando você não consegue compreender o que está acontecendo e Ele está silencioso? Como permanecer em comunhão com Ele em meio a uma crise e sem nenhum contato?

Você faz o que fez Jô: Então prostrou-se, rosto em terra, em adoração, e disse: “Saí nu do ventre da minha mãe, e nu partirei. O Senhor o deu, o Senhor o levou; louvado seja o nome do Senhor.” Jô 1:20-21.

Em tempos de seca espiritual, você deve confiar pacientemente nas promessas de Deus, e não nas emoções. Deve perceber que Ele o está levando a um nível mais profundo de maturidade.

Rick Warren, em “UMA VIDA COM PROPÓSITOS”

 

DEUS É BOM TODO O TEMPO

Está na natureza de Deus o partilhar.Seus poderosos atos de criação e redenção foram feitos para o Seu prazer, mas o Seu prazer se estende a todas as coisas criadas. Basta olhar para uma criança sorrindo brincando ou ouvir o canto de um pássao no fim da tarde, olhe para o próprio céu neste fim de tarde, então, saberemos que Deus quis que Seu universo fosse cheio de alegria e beleza.

Os que amam Deus por Ele mesmo, irão descobrir milhares de fontes brotando do Trono cercado de arco-iris, e ofertando tesouros incontáveis que devem ser recebidos com gratidão reverente como sendo o transbordar do amor de Deus por Seus filhos. Cada dom é um presente da graça que, por não ter sido buscado egoisticamente, pode ser gozado sem prejuízo para a alma. Neles se incluem as bênçãos simples da vida, tais como a saúde, o lar, o cônjuge, a família, os amigos, alimento, abrigo, as alegrias puras da natureza ou os prazeres da música e da arte.

O esforço de encontrar esses tesouros, buscando-os diretamente em separado de Deus, tem sido a principal atividade humana no correr da história; e este tem sido o fardo e o mal do homem. O esforço de obtê-los como o motivo oculto por trás da aceitação de Cristo é um mal que só pode acabar em condenação.

Deus quer (e merece!) que nós O amemos por Ele mesmo sem qualquer razões para isso, confiando Nele para que seja tudo o que nossas naturezas requerem. Nosso Senhor disse isto muito bem: “Buscai, pois, em primeiro lugar, o Seu Reino e a Sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas” Mt 6:33.

A. W. Tozer, em “O HOMEM : A HABITAÇÃO DE DEUS”

EM CONSTRUÇÃO

É isso que acontece quando você se encontra num período de espera. Nada acontece! Só expectativas.

Por outro lado, só parece que não acontece nada. Na realidade, há muita coisa acontecendo. Os fatos ocorrem sepadamente do nosso envolvimento. Além disso, nós estamos sendo fortalecidos. Estabelecidos. Aperfeiçoados. Refinados.

Todos aqueles que DEUS usa grandemente são primeiro ocultos no segredo da SUA presença, longe do orgulho do homem. É Ali que a nossa visão se torna nítida. É ali que o sedimento é eliminado da corrente da nossa vida e nossa fé começa a agarrar o SEU braço. Abraão aguardou pelo nascimento de Isaque. Moisés não liderou o Êxodo senão com 80 anos. Elias esperou ao lado do riacho. Noé aguardou 120 anos pela chuva. Paulo ficou escondido 3 anos na Arábia. A lista não termina. DEUS está trabalhando enquanto SEU povo espera, ESPERA.

É isso que está acontecendo. Para o presente, nada. Para o futuro, tudo!

Charles Swindoll, em “JOSÉ”, livro da série Heróis da Fé

PASSEIOS NO JARDIM

“Ouvindo o homem e sua mulher os passos do Senhor Deus que andava pelo jardim quando soprava a brisa do dia, esconderam-se da presença do Senhor Deus entre as árvores do jardim. Mas o Senhor Deus chamou o homem, perguntando: “Onde está você?”. Gênesis 3.8-9

Certos lugares se parecem com o primeiro jardim, provocando em nós o anseio de experimentar o que Adão e Eva desfrutavam: caminhar com Deus. O mundo continua sendo um ótimo cenário para conhecer ao Senhor, mas algo mudou. as duas primeiras pessoas desistiram da companhia divina. elas ouviram os passos Dele a procurá-las. Mas ambas haviam pecado, e a culpa as oprimiu. Perderam o relacionamento íntimo que tinham, e desde então lutamos para retomar essa proximidade.

Deus não se escondeu do ser humano; foi o inverso. Envergonhados, temerosos e rebelados, Adão e Eva se esconderam. Deus, porém, foi procurá-los. embora tivesse conhecimento da desobediência, manteve seu compromisso.

De que amizade maravilhosa foram privados! Que paz perderam! Mas, antes de criticá-los, lembremos com que frequência repetimos o mesmo erro. Passamos momentos com Deus que gostaríamos de guardar, no entanto, horas mais tarde, lhe voltamos as costas.

O poder na vida de oração flui da presença de Deus em nós. Esse poder não é nosso, mas Dele. não o experimentaremos se insistirmos em nossa programação. Temos de planejar com seriedade o momento em que nos encontramos com Deus. se não construirmos a vida em torno desses “passeios no jardim” com o Senhor, bem rápido o mundo preencherá nossas horas com outros compromissos.

Como fez com adão e eva, Deus virá procurar-nos. eu não quero que Ele tenha de me perguntar: “onde você está?”. E você?

Stormie Omartian, em “O PODER DE ORAR A VONTADE DE DEUS”

MICROGERENCIAMENTO

Deus gerencia Sua criação por “microgerenciamento”, interessado e envolvido nos mínimos detalhes.

O sustento providencial de Deus de todas as coisas é pela Sua muito sábia providência. A palavra pela nessa frase indica os meios pelos quais  Deus supre o que Ele sustenta. Aqui os meios estão firmados na Sua sabedoria e santidade. A obra de Deus de sustentar a Sua criação está fundada na Sua sabedoria. Como mortais, estamos propensos a errar ao nos prender a coisas por um tempo muito curto ou muito longo. Qual o especulador da bolsa de valores que nunca fez uma venda antecipada ou uma compra atrasada? Deus não comete erros em Suas ações. Ele supre todas as coisas que sustenta a um ponto exato de perfeição, pois o faz de acordo com Sua perfeita sabedoria.

A obra de sustentação de Deus também é um sustento santo. Neste aspecto, o termosanto refere-se tanto à Sua majestade transcendente como à Sua perfeita justiça. Não há falta de inteligência, sabedoria ou justiça na Sua obra de sustentação. O que Deus sustenta, Ele o faz com justiça. Ás vezes, cogitamos sobre o tempo de duração de dor e aflição e perguntamos: “Por quanto tempo, ó Deus?” Conjeturamos sobre o motivo pelo qual Deus não impede o mal. Contudo, a duração de todas as coisas está em Suas mãos, e esse tempo está sob o controle da providência de Deus segundo Sua sabedoria e Seu santo propósito.

Também observamos que Deus sustenta as coisas segundo Sua presciência que é infalível. Deus não usa de suposições em Seu prognóstico. Ele não consulta um placar para computar as possibilidades. Sua presciência é, ao mesmo tempo, infalível e absoluta. Não há coisa alguma no futuro que Ele já não saiba. Ele conhece o fim desde o começo. Se tivéssemos que perguntar a Dus sobre alguma possibilidade futura, Ele nunca nos daria a resposta: “Depende”.

Sua onisciência não muda. Sua onipotência nunca enfraquece. Sua sabedoria nunca vacila. Sua memória nunca falha. É por causa disso tudo que Ele pode “transformar o mal em bem”; é devido a todos Seus atributos que só Ele pode fazer com que “tudo colabore para o bem daqueles que O amam”. É por todas essas coisas que para Ele “nada é impossível”.

Vale ou não vale a pena confiar sua vida nas mãos desse DEUS?

R. C. Sproul, em “A INVISÍVEL MÃO DE DEUS”

PAI E FILHOS S/A

Ezequiel e o vale de ossos secos (Ez 37) é outro exemplo de declaração profética. “Fale com esses ossos!”, disse Deus ao profeta.

Você pode imaginar o que Ezequiel pensou? Falar com quem? Deus, se Tu queres falar algo a esses esqueletos; por que Tu mesmo não falas? Mas Ezequiel, sábio profeta, obedeceu e disse: “Oh, ossos secor, ouçam a Palavra do Senhor”. E eles ouviram!! Ossos juntaram a outros ossos e cresceu carne sobre eles.

Contudo, não havia vida neles, e a tarefa seguinte de Ezequiel me impressiona mais que a profecia aos ossos. O Senhor disse: “Profetize ao Espírito”. Mais adiante, nessa passagem, está escrito que ele estava profetizando ao Espírito Santo. Deus não disse: “Profetize pelo Espírito Santo”, nem falou: “Profetize em nome do Espírito Santo”. O Senhor ordenou: “Eu quero que você profetize ao Espírito Santo”. Ezequeil profetizou e o Espírito de Deus fez o que o homem lhe disse para fazer. Incrível!

O profeta realmente ordenou ao Espírito Santo? NÃO!. Ele não estava ordenando a Deus, Ele estava, de fato, obedecendo a Deus, ele ordenou em nome de Deus. Como tem sido o plano e o coração do Senhor desde a Criação, Ele estava fazendo o homem ser sócio Dele. Pai e Filhos S/A administrando o planeta! Deus agindo através  da declaração profética de um ser humano. Quem pode entender uma coisas dessas?

Ore, aguarde a resposta de Deus, então declare a solução sobre seu problema, sua situação difícil, seu impossível. Seja ousado para declarar a Palavra do Senhor em qualquer situação. Regue a semente de Sua Palavra na terra e espere pela colheita.

Dutch Sheets, em “ORAÇÃO INTERCESSÓRIA”     

O ANTÍDOTO PARA A PREOCUPAÇÃO

É impossível ser amigo de Deus deixando de lado o conhecimento do que Ele diz. Você só pode conhecê-Lo apropriadamente conhecendo Sua Palavra. Embora você não possa passar o dia inteiro lendo a Bíblia, pode pensar a seu respeito ao longo do dia, recordar e meditar a respeito dos versículos que leu recentemente.

A meditação é frequentemente mal interpretada como algum ritual misterioso e complicado, praticado por exotéricos e místicos. Mas meditar é simplesmente concentrar o pensamento em algo – uma habilidade que pode ser adquirida por qualquer pessoa e posta em prática em qualquer situação.

Quando você se mantém pensando repetidamente sobre um problema, isso se chama preocupação. Quando você se mantém pensando repetidamente na Palavra de Deus, isso se chama meditação. Se você sabe se preocupar, já sabe meditar!!!! Basta que você desvie a atenção dos seus problemas para os versículos bíblicos. Quanto mais você meditar na Palavra de Deus, menores serão suas preocupações, e maior será seu conhecimento do amor, da vontade e dos propósitos Dele para a sua vida.

Amigos dividem segredos, e Deus irá partilhar com você os Seus segredos, se você desenvolver o hábito de pensar em Sua Palavra continuamente. Quanto mais tempo você repassar o que Deus disse, mais compreenderá os “segredos” desta vida que muitas pessoas deixam escapar. A meditação na Palavra é um meio essencial para ouvir a resposta de Deus aos nossos questionamentos e orações.

Rick Warren, em “UMA VIDA COM PROPÓSITOS”

PRECISAMOS VIVER ISSO!!!

“Confia no SENHOR de todo o teu coração, e não te estribes no teu próprio entendimento. Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas.” Pv 3:5-6

Definindo as palavras de Salomão sobre preocupação:

Confiança – Nosso Senhor nos ordena que nos lancemos completa e absolutamente aos seus pés. Lembre-se: devemos fazer isso com todo nosso coração.

Coração – Recebemos o mandamento de lançar sobre Deus nossa total confiança, sem esconder nenhuma área de nossa mente, sentimento ou vontade. Sem reservas, quaisquer que sejam elas.

Entendimento – A ideia é a seguinte: “Não dê preferência ao seu próprio e limitado ponto de vista; não tente fazer as coisas do seu próprio jeito”.

Apoiar – Não repouse sobre sua própria ingenuidade. Pare de explorar todas as possibilidades em que você pode pensar. Fique fora do caminho, guarde-se do medo, pânico, tramas, manipulação, preocupação e pressa.

Reconhecer – Em meio a todas as situações, reconhecer, trazer à memória, a presença e o controle de Deus.

Endireitar – Quando se confia totalmente em Deus para lidar com determinada situação, Ele fará um serviço completo.

Charles Swindoll, em “COMO SUPERAR O STRESS”

IMPRESSÕES

“Ó Senhor, ensina-me os teus caminhos! Faze com que eu os conheça bem. Ensina-me a viver de acordo com a tua verdade, pois tu és o meu Deus, o meu Salvador. Eu sempre confio em ti.” Salmo 25:4-5

Deus nos dá impressões no coração, mas isto não quer dizer que devamos agir mediante impressões. Se a impressão for divina, Ele mesmo dará evidências suficientes para confirmá-la, para que não haja sombra de dúvida.

Como é bonita a história de Jeremias quanto à impressão que lhe veio para comprar o campo de Anatote. Mas Jeremias não seguiu a impressão, senão no dia seguinte, quando o filho de seu tio veio a ele e lhe trouxe a evidência externa, com uma proposta de venda. Então Jeremias disse: “Entendi que era a palavra do Senhor.”

Esperou até que Deus confirmasse a impressão com uma providência, e então agiu na plena visão dos fatos concretos, que podiam trazer convicção tanto a ele como aos outros. Deus quer que ajamos de acordo com a Sua mente. Não devemos ignorar a voz pessoal do Pastor.

Aonde o dedo de Deus aponta, nessa direção a Sua mão abre o caminho. Não diga no seu coração o que você quer ou não quer, mas espere em Deus até que Ele lhe revele Seu caminho. Enquanto esse caminho estiver oculto, está claro que não há necessidade de agir, e Ele Se responsabilizará por todas as conseqüências de conservá-lo onde você está.

Lettie Cowman, em “MANANCIAIS NO DESERTO”

A INTERVENÇÃO

O único DEUS, aquele feito homem em JESUS, é um DEUS vivo. ELE conhece o nosso coração e sabe os intentos da nossa alma. ELE vem ao nosso encontro quando  O clamamos com humildade e espírito de obediência. ELE interfere em nossas vidas.

DEUS tem intervindo de muitas maneiras. Quando ninguém espera, ELE intervém. Quando as coisas se aproximam do insuportável, ELE intervém. Quando não há mais esperança, ELE intervém. Quando nos voltamos para ELE, para ELE somente, ELE intervém.

ELE intervém em forma de juízo quando os homens agem com orgulho e O confrontam, vemos isso no SEU agir durante a construção da Torre de Babel e na destruição de Sodoma e Gomorra. ELE age a favor dos SEUS filhos quando os homens reconhecem SUA soberania, este é o caso do oficial romano diante DELE ao dizer – “ Senhor, não sou digno de que entres debaixo do meu telhado, mas dize somente uma palavra, e o meu criado há de sarar.” Mt 8:8.

Porém, a grande intervenção de DEUS na história humana deu-se quando ELE enviou a JESUS. Esta intervenção traz juízo para os que o rejeitam e vivem em desacordo com SEUS ensinamentos , mas traz salvação para aqueles qie O aceitam como SENHOR e SALVADOR, portanto, O seguem inteiramente.

Inúmeras vezes DEUS age na vida dos SEUS filhos-amigos de forma misteriosa, aparentemente parece destruir nossos sonhos e projetos; contudo, ELE está agindo com amor e divina sabedoria. Se esperamos em oração a intervenção do PAI com obediência, submissão, adoração e fidelidade, ELE virá e intervirá no centro daquilo que nos abate e nos angustia. ELE tem poder, amor e misericóridia mais que suficiente para mudar tudo. Clame, creia e espere pela intervenção DELE, ELE trará soluções.

DEVOCIONAL ORANDO EM FAMÍLIA

PRÉ-REQUISITO

Paciência é uma qualidade poderosíssima porque nos liberta de tudo que é ruim para nosso amadurecimento espiritual, e de tudo que impede a concretização dos planos de Deus em nossas vidas. No entanto, só adquirimos esse precioso tesouro, que é um fruto do Espírito Santo, enfrentando situações desafiadoras. Durante os períodos tumultuados é que se desenvolve em nós capacidade de permanecer forte, inabalável e estável – isso é paciência.

A paciência é pré-requisito para ver o cumprimento das promessas de Deus em nossas vidas. Aqui não há atalhos, o  cumprimento da vontade de Deus é algo valioso demais, e bom demais, para obtermos por meio da pressa e da ansiedade. Por isso é importante exercitar a espera, que é a mola propulsora da paciência. O controle sobre nossos pensamentos e sentimentos e é o passo inicial no desenvolvimento da paciência.

Esse autocontrole só ocorrerá de uma forma –  mantendo a mente e o coração focados em Cristo, desviando, assim, a atenção dos nossos problemas. Quando a fé está firmada em Cristo, mesmo as situações mais difíceis e desanimadoras podem ser transformadas em bênçãos.

Com certeza não é fácil, mas com a ajuda do Espírito Santo, conseguimos. Prossiga pacientemente esperando em Cristo e Ele vai liberar o Seu poder. Então, você verá a criativa, ousada e maravilhosa vontade do Senhor tomar forma diante dos teus olhos.

Neuma Fernandes

GUERREIRO DEFENSOR

Não tenha medo dos terrores da noite, nem da flecha que voa durante o dia. Salmo 91:5

Em meio às intempéries da vida, muitos são os momentos de angústias que assolam nossa fé. No entanto, confiar em Deus é uma dádiva para a vida humana. Esta confiança é expressa pelo salmista em todo o capítulo, ao comparar por exemplo, a ação de Deus como de um guerreiro defensor pronto a lutar ao lado do povo em qualquer circunstância, perigos, mortes e destruição.  Desta confiança vem a força e esperança para sua vitória no Senhor.

Oração: Querido Deus, em ti me refugio já não temerei mal algum, pois tu estás comigo! Em nome de Jesus, amém!

DEVOCIONAL IPIB

DEDICAÇÃO E FÉ

Leia I Reis 18

Neste grande capítulo da vida de Elias, encontro vários princípios da verdade que são sempre relevantes.

Primeiro: quando temos certeza de estarmos dentro da vontade de Deus, somos invencíveis.

Nada nos deixa mais temerosos e inseguros do que não ter certeza de estar dentro da vontade de Deus. Por outro lado, não há nada mais encorajador do que saber que estamos dentro dela. Assim, não importa quais sejam as circunstâncias, poderemos resistir.

Segundo: obediência dividida é tão errada quanto a idolatria declarada.

A coisa mais fácil a fazer quando somos oprimidos ou superados em número é permanecer naquele estado medíocre de não comprometimento. Era nesse lugar que vivia o povo de Israel. Elias, porém, nunca habitou ali… Elias pediu que o povo saísse de cima do muro da indecisão. Com você é a mesma coisa: ou você é a favor de Deus ou é contra ele. Talvez você conheça Deus há muitos anos, mas nunca se tenha se comprometido realmente com ele. Agora chegou a hora de mudar isso. Pare de esconder o seu amor e seu compromisso com Cristo.

Terceiro: nossa ferramenta mais eficiente é a oração de fé.

Quando a coisa chegou no ponto ‘preto no branco’, ou seja, quando Baal falhou e Deus estava prestes a fazer sua obra, o único instrumento que Elias usou foi a oração. Não é impressionante como as pessoas usam todas as outras coisas, menos essa? Mas Elias não usou a oração como último recurso. A oração foi o seu primeiro e único recurso. Uma simples oração de fé foi seu maior contato com o Deus vivo. Foi ela que fez tudo o mais acontecer.

Quarto: nunca subestime o poder de uma vida totalmente dedicada.

Todo aquele episódio gira em torno de uma vida dedicada: A vida de Elias. Ele era apenas um homem, cercado e suplantado em número por um rei ímpio, a ímpia e poderosa esposa do rei, 850 profetas e sacerdotes pagãos e um incontável número de israelitas descrentes. E todos eles foram silenciados e intimidados por aquele único homem dedicado a Deus.

A Bíblia e a História da Igreja estão repletas de histórias sobre a diferença que fez a dedicação de uma pessoa a Deus.

Elias, um homem de heroísmo e humildade – Dr. Charles R. Swindoll

UM COMPANHEIRO PODEROSO

PACIÊNCIA.  Esta é para mim, talvez, uma das mais importantes características que todo adulto deve ter. Saber que todo sofrimento tem um fim, e, só a paciência nos permite passar por estes vales. E saber que esses momentos podem, sem dúvida, ser úteis para o nosso crescimento pessoal e amadurecimento, pois muitas das coisas que dizemos, só podemos falar se já vivenciamos. Assim, a paciência e a esperança de dias melhores servem como uma “couraça” a nos dizer que há uma luz ao final. O exemplo bíblico de Jó fala por si mesmo acerca disto.

Concluindo, lembremos que, mesmo nos dias maus, nunca esqueçamos que temos um PODEROSO amigo e que não estamos só. Obrigado, Deus, por esta certeza. Amém.

DEVOCIONAL GOSPELPRIME

REVERTENDO A MORTE

Leia João 11:18-26

Quando o mensageiro levou a Jesus as notícias de que seu amigo Lázaro estava morrendo, Cristo deliberadamente adiou sua partida. Ele iniciou sua viagem para Betânia depois de dois dias, sabendo que Lázaro já havia morrido.

Ao chegar, encontrou Marta esperando por ele ainda fora da cidade. “Senhor, se estivesses aqui, meu irmão não teria morrido”, disse ela.

Marta e sua irmã, Maria, haviam pedido insistentemente a cura a Jesus, em quem elas confiavam completamente. Mesmo tendo o irmão frio na sepultura, Marta ainda descansava na doce certeza de que aquilo que Jesus escolhera fazer era o certo. A verdade é que Jesus optou por atender ao pedido delas do jeito dele e no tempo dele. “O seu irmão vai ressuscitar”, disse ele.

Marta lembrou-se de seu ensinamento anterior e respondeu: “Eu sei que ele vai ressuscitar na ressurreição, no último dia”.

Jesus lhe explicou o que estava ensinando. “Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda que morra, viverá, e quem vive e crê em mim, não morrerá eternamente”. Então fez uma pergunta ainda mais importante – uma que aborda um assunto de importância muito maior do que o alívio temporário das dores da doença: “Você crê nisso? ”

Marta entendeu o pleno significado da questão e declarou sua fé em termos não ambíguos. Com isso, Jesus deu-lhe de presente um pouco de sua promessa derradeira ao realizar a cura derradeira, revertendo a morte e a deterioração de Lázaro.

DEVOCIONAL RAZÃO DE VIVER

PACIÊNCIA E ENTENDIMENTO

A paciência é um fruto do Espírito. Ela produz o fruto de amor, alegria, paz, paciência! Você já pediu a Deus para lhe dar fruto? Bem, eu já uma vez, mas… Mas, o quê? Será que você… ficou impaciente? Ele não ficará impaciente com você rogando, e você receberá paciência em suas orações.

Enquanto você estiver orando, peça entendimento. “O homem paciente dá prova de grande entendimento.” (Provérbios 14:29). Será que sua impaciência vem de uma falta de entendimento? A paciência sempre pega carona com o entendimento. “O que tem entendimento refreia a língua.” (Provérbios 11:12). Antes que você estoure, escute. Antes que você ataque, preste atenção. Antes de qualquer outra coisa… o amor é paciente!

Deus está sendo paciente com você (2 Pedro 3:9) E se Deus está sendo paciente com você, será que você não pode repassar a paciência para os outros? Claro que você pode! Porque antes que o amor é qualquer outra coisa, ele é paciente!

DEVOCIONAL DA ASSEMBLEIA DE DEUS

PERSEVERE E ORE

Hebreus 11:1 – ”Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem. ”

Escrevendo sobre a perseverança na vida cristã, o Autor de Hebreus enfatiza o papel estratégico da fé. “A fé é a certeza que vamos receber as coisas que esperamos e a prova de que existem coisas que não podemos ver.” (Hebreus 11:1).

As religiões humanas se baseiam em símbolos, objetos ou pessoas. São coisas concretas, que as pessoas podem vê, pegar, carregar. A religião revelada por Cristo não depende de evidências físicas, de comprovações materiais. O Senhor afirmou, de forma muito profunda: “Deus é espírito e importa adorá-lo em espírito e verdade”. No lugar dos olhos, o Senhor coloca a fé como o recurso bíblico para a comunhão com Deus “em espírito e em verdade”.

Fé é uma atitude. Fé é aquela postura total da pessoa que afirma: “se o Senhor prometeu, tenho certeza que Ele cumprirá Suas promessas”. A pergunta, então, é esta – o que estamos esperando do Senhor? Será que temos o direito de esperar coisas e bênçãos que não pertencem ao amor e à justiça de Jeová? Ter fé, então, exige que conheçamos a natureza do Deus que é amor. O Senhor quer o nosso bem e vai cumprir Seu amor em nossa vida. Se tivermos fé viveremos, com certeza, “as coisas que esperamos”.

AMOR EM CRISTO

CHEGANDO ONDE DEVEMOS CHEGAR

“Porque nos tornamos participantes de Cristo, se retivermos firmemente o princípio da nossa confiança até ao fim”.Hebreus 3:14

Quando buscamos a Deus e depositamos a nossa confiança nEle podemos caminhar com certeza garantida de sucesso. O caminho não será mais fácil porém com Deus você vai chegar aonde você deve chegar. Deus deseja que entreguemos nossas vidas a Ele e com isso Ele nos garante uma vida com propósitos e objetivos. Não tem coisa pior do que ser uma pessoa que não sabe porque veio à Terra ou que não sabe o que deve fazer ou agir, que depende das circunstâncias para tomar decisões. Sendo que em Deus temos todas as respostas para nossa existência e propósito. Deus nos dá a liberdade de escolher o que plantamos mas seremos obrigados a colher o que semeamos. Ouse deixar seus passos serem guiados por Ele. Ouse crer e parar de viver uma vida dirigida por si próprio.

“E terás confiança, porque haverá esperança; olharás em volta e repousarás seguro”Jó 11:18

DEVOCIONAL MANANCIAL

NEM IMAGINAMOS!

“Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam.” 1 Coríntios 2:9

Pra mim esta é a palavra mais perfeita e mais maravilhosa !!! É incrivel pensar que já vimos tanto da bondade de Deus, como a criação do mundo, a natureza com tantas coisas lindas, o amor de Deus revelado por nós através de Cristo Jesus, os milagres, e tantas outras coisas. Mas mesmo assim, esta palavra nos diz, que nem sequer tudo isso que já testemunhamos, se compara com o que Deus ainda têm para mostrar aos que o amam. Que coisa tremenda é imaginar que vamos poder provar de tudo isso que Deus tem preparado pra nós.

DEVOCIONAL DIÁRIO

NA MINHA ANGÚSTIA INVOQUEI

“Na minha angústia invoquei o Senhor, sim, clamei ao meu Deus; do seu templo ouviu ele a minha voz; o clamor que eu lhe fiz chegou aos seus ouvidos.” Salmos 18:6

Muitas vezes nos sentimos angustiados e sozinhos, achando que o Senhor está em silêncio conosco. Mas Ele nunca nos abandona, Ele sempre tem o controle de tudo e permite que alguma coisa nos aconteça para nos ensinar algo. Quando você invoca ao Senhor e confia, Ele te ouve. O seu clamor sempre chega aos ouvidos Dele. Portanto, confie no Senhor e descanse.

Oração: O Senhor conhece meu coração, minhas angústias e minhas necessidades, peço que tome a direção da minha vida e que seja feita sempre a Tua vontade. Que chegue aos meus ouvidos apenas as coisas que eu devo ouvir e da minha boca sai apenas as coisas que o Senhor gostaria que eu dissesse. Perdoe os meus pecados e me ajude a ser uma pessoa que agrade sempre a Ti. Obrigada Senhor por ter chegado até aqui. Em nome de Jesus Amém.

DEVOCIONAL DIÁRIO

NO MOMENTO DA ORAÇÃO

Um cristão comum ajoelha-se para fazer suas orações. Com isso, ele tenta entrar em contato com Deus. Mas, se ele é um cristão, terá consciência de que o que o leva à oração é Deus: o Deus que está, por assim dizer, dentro dele. Porém, ele também sabe que todo o seu conhecimento real de Deus vem por meio de Cristo (o homem que era Deus) e que Cristo está do seu lado ajudando-o a orar e orando por ele.

Você percebe o que está acontecendo? Deus é o objeto para o qual ele está orando; o alvo que ele está tentando atingir. Deus é, ao mesmo tempo, o que está dentro do cristão e o que o está impelindo para frente; ele é o poder motivador de sua ação. Deus também é a estrada ou a ponte por sobre a qual ele está sendo impulsionado rumo ao alvo, de modo que a tríplice vida do Ser tripessoal está atuando naquele quartinho simples em que uma pessoa comum está fazendo as suas orações. Essa pessoa está sendo levada para as formas mais altas de vida — para o que eu chamei de Zoe, ou vida espiritual. Ela está sendo puxada para Deus, por Deus, ao mesmo tempo em que continua sendo ela mesma.

Retirado de Um Ano com C. S. Lewis

TRANQUILIDADE SOBERANA

“Alegrai-vos sempre no Senhor; outra vez digo, alegrai-vos.” Filipenses 4.4

O Senhor Jesus disse: “Vós sois a luz do mundo”. A luz se vê. Ela não fala, mas alumia. É assim que a alegria verdadeira e genuína contagia. Uma outra passagem diz: “…para que, segundo a riqueza da sua glória, vos conceda que sejais fortalecidos com poder, mediante o seu Espírito no homem interior.” O poder divino em nossas vidas é percebido pelo mundo que nos cerca. Pessoas que vivem em grande fraqueza espiritual são dominadas por um grande desejo de possuir esse poder. O poder de Deus brilha através da sua fraqueza ou você tem de compensar a falta de poder usando muitas palavras? O Senhor Jesus diz que quer nos dar descanso: “…aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas.” E para que isso aconteça temos de ir até Jesus! Como é maravilhoso quando irradiamos essa tranqüilidade soberana no meio do corre-corre do dia-a-dia. Pois isso toca o coração das pessoas agitadas, e elas passam a desejar essa paz interior que só possui quem segue a Deus. Elas anseiam por Jesus e começam a implorar: “Na inquietação, Jesus, seja Tu a minha profunda paz”.

DEVOCIONAL A CHAMADA

ALIMENTADOS

Salmos 37:3 – Confia no SENHOR e faze o bem; habitarás na terra, e verdadeiramente serás alimentado.

Há duas coisas que, naturalmente, não fazemos: confiar em Deus e viver uma existência benfazeja. E por causa de nossa fé em Cristo que Seu Espírito nos habilita a crer e testemunhar, cumprindo a ordem bíblica: “Confia no Senhor e faze o bem: habitarás na terra e verdadeiramente será alimentado” (Salmos 37:3).

Viver pela fé não é coisa fácil – por isso, a Bíblia nos manda fazê-lo, como um ato de obediência. Nosso orgulho pessoal resiste à ordem de abandonar o poderio próprio e, em seu lugar, realmente colocar nosso destino nas mãos do Senhor. Não por acaso, também, o mesmo texto apresenta o mandamento de “fazer o bem”. O comportamento característico da fé, segundo Tiago, são as obras: “Assim, também, a fé: se não for acompanhada de obras, está morta” (Tiago 3:17).

Em outras palavras, como discípulos de Jesus, nossa fé tem que demonstrar obras e nossas obras devem ser o resultado de nossa fé. É a cara e coroa da mesma moeda. Fomos chamados para vivenciar fé e testemunhar pelas obras. É com esta postura que, vivendo em um mundo adverso, conseguimos ser “verdadeiramente alimentados” pelo Senhor.

DEVOCIONAL AMOR EM CRISTO

PACIÊNCIA SEMPRE

Respondeu Abrão a Sarai: “Sua serva está em suas mãos. Faça com ela o que achar melhor”. Então Sarai tanto maltratou Hagar que esta acabou fugindo. (Gênesis 16.6)

Na discussão entre Hagar e Sara, Abraão ficou do lado de sua esposa estéril, mais idosa, em vez de ficar com a serva grávida. Abraão não queria entristecer sua piedosa esposa. Assim, ele permitiu que Sara cuidasse do conflito com sua serva como desejava, apesar do fato de Hagar estar grávida, esperando um filho de Abraão. Esse pequeno incidente descreve os perigos, lutas e conflitos que fazem parte do casamento. Sara estava sendo provada, porém Deus a consolou por meio de Abraão. O fato de que Deus sempre zela pelos casamentos e famílias nos mostra que ele se agrada dessas instituições.

A vida familiar frequentemente tem rixas e conflitos entre maridos e esposas. Além do mais, discórdias e contendas frequentes ocorrem no governo. Grupos dissidentes se formam na igreja. Qualquer um que assistisse a todos esses conflitos suporia que nada de bom resultaria de tudo isso.

Essa passagem nos adverte a estarmos preparados para enfrentar os problemas pacientemente. Não pense que você escapará de conflitos no casamento ou de debates políticos. Somente pessoas insensatas, que são ingênuas a respeito da vida, pensam deste modo. Na administração da igreja os problemas são comuns também. Grupos dissidentes e outros criadores de problemas na igreja levam a todo tipo de ruptura. Aqui na terra nós vivemos entre pessoas incompreensivas e obstinadas, que nunca deixarão de espalhar confusão e amargura. Por isso, devemos nos lembrar da história desta passagem bíblica e crer e confiar em Deus, assim como o fiel Abraão fez. Devemos tentar prosseguir em paz e preservar a harmonia da melhor forma possível.

Retirado de Somente a Fé – Um Ano com Lutero. Editora Ultimato.

O MELHOR DE SI

Note como Deus descreveu o construtor Bezalel, “O enchi do Espírito de Deus, dando-lhe destreza, habilidade e plena capacidade artística para […] executar todo tipo de obra artesanal.” (Êxodo 31:3-5 NVI). Você consegue ouvir o prazer na voz de Deus?

Quando você faz o máximo daquilo que você faz melhor, você faz disparar os botões de orgulho no colete de Deus. No filme Carruagens de Fogo, Eric Liddell defendeu sua devoção à corrida quando contou à sua irmã “Deus me fez rápido, e quando eu corro eu sinto o prazer dele.” Quando é que você sente o prazer de Deus? Quando é que você olha para os céus e diz “Eu fui feito para isto!”?

Quando o assunto é ser você, você foi feito para este papel. Então diga suas palavras com confiança!

Max Lucado

VENCENDO GIGANTES

“Cedo, na manhã seguinte, Jesus voltava para a cidade. Ele sentiu fome e, ao avistar uma figueira à beira da estrada, aproximou-se dela, para encontrar figos, mas nada encontrou além de folhas. Então, disse: “Nunca mais haja figos nesta árvore!”. A figueira secou no mesmo instante, completamente. Os discípulos, que presenciavam a cena, esfregavam os olhos e diziam, perplexos: “Será que vimos isso mesmo? Uma árvore cheia de folhas ficou completamente seca num minuto?”. Jesus foi direto: “Sim! E, se vocês abraçarem a vida do Reino e não duvidarem de Deus, conseguirão fazer não apenas coisas pequenas, como fiz à figueira, mas também vencerão grandes obstáculos. Aquela montanha, por exemplo. Basta ordenar: ‘Pule no mar’, e ela obedecerá. Absolutamente tudo, do pedido menor ao maior, que vocês incluírem na oração, será atendido, se vocês de fato confiarem em Deus”.(Mateus 21.18-22)

Jesus ensina-nos a buscar as coisas essenciais de Deus, a conduzir nossos anseios e aspirações para o centro. A oração a Deus deve tornar-se tão comum em nossa vida quanto uma conversa com nossos amigos.

A oração é central em sua vida?

Deus e Pai, encontro teu amor em mim e à minha volta; percebo tua salvação operando profundamente por meio de minha existência. Centrado em ti e cercado por ti, faze com que cada palavra que eu disser seja uma oração, em nome de Jesus Cristo. Amém.

 

Retirado de Um Ano com Jesus [Eugene H. Peterson]. 

COMO AS FORMIGAS

Provérbios 6:6 – ¶ Vai ter com a formiga, ó preguiçoso; olha para os seus caminhos, e sê sábio.

Você deve possuir diversas expectativas, tanto a respeito de sua vida secular como também espiritual. É nobre termos ideais, alvos a serem atingidos, principalmente quando submetemos nossas santas ambições à suficiente vontade de Deus. Entretanto, podemos frustrar esses projetos, se buscarmos alcançá-los dependendo do que as outras pessoas poderão fazer por nós.

A formiga é um inseto trabalhador. Ela trabalha incansavelmente pela sobrevivência do formigueiro. Ela não está preocupada com o que as outras formiguinhas estão fazendo, ela tem sua missão e a cumpre cabalmente; que lição preciosa para nós.

O Pai lhe chama a trabalhar enquanto os outros sentem prazer. A orar quando todos estão dormindo. A acreditar quando todos desistiram. Pare de confiar nos outros! Renuncie essa preguiça espiritual! Trabalhe você mesmo com o Senhor e faça a diferença

DEVOCIONAL AMOR EM CRISTO .

DEUS NO COMANDO

De todos os lados somos pressionados, mas não desanimados; ficamos perplexos, mas não desesperados; somos perseguidos, mas não abandonados; abatidos, mas não destruídos. (2 Coríntios 4.8-9)

Se o mundo não pode nos cativar com seus prazeres e nos atrair para os seus pecados, então ele tenta nos desviar com sofrimento e tormentos. Todo o tempo em que estamos na terra, o mundo tenta nos enganar, mostrando-nos exemplos de pecado ou nos torturando cruelmente. É como um monstro mítico com a cabeça de uma linda donzela, o corpo de leão e a cauda de serpente venenosa. O destino final do mundo, com seus prazeres e crueldade, é veneno e morte eterna.

Portanto, Deus ordenou as questões de tal maneira que os pecados do mundo acabam nos trazendo bênçãos. Assim, as perseguições do mundo não são inúteis, pois Deus pretende que elas aumentem as nossas bênçãos. Quando o mundo tenta nos prejudicar, acaba servindo-nos e nos tornando pessoas melhores.

Assim, vemos que toda a Bíblia e todos os antigos pais da igreja concordam que aqueles que tentam nos causar danos acabam nos sendo muito úteis se resistirmos pacientemente ao sofrimento. Essa é a razão pela qual Pedro diz: “Quem há de maltratá-los, se vocês forem zelosos na prática do bem?” (1Pe 3.13). E lemos nos Salmos: “Nenhum inimigo o sujeitará a tributos; nenhum injusto o oprimirá” (Sl 89.22). Mas, como nossos inimigos podem não nos ofender, quando tentam, com tanto afinco, nos matar e, às vezes, até têm sucesso? É exatamente quando eles nos prejudicam que nos fazem o maior bem. Se formos sábios, entenderemos que vivemos no meio de bênçãos e do mal ao mesmo tempo. É espantoso como Deus, em sua bondade, dirige tudo isso!

Retirado de Somente a Fé – Um Ano com Lutero

DUAS FACES DA MESMA MOEDA

Salmos 37:3 – Confia no SENHOR e faze o bem; habitarás na terra, e verdadeiramente serás alimentado.

Há duas coisas que, naturalmente, não fazemos: confiar em Deus e viver uma existência benfazeja. E por causa de nossa fé em Cristo que Seu Espírito nos habilita a crer e testemunhar, cumprindo a ordem bíblica: “Confia no Senhor e faze o bem: habitarás na terra e verdadeiramente será alimentado” (Salmos 37:3).

Viver pela fé não é coisa fácil – por isso, a Bíblia nos manda fazê-lo, como um ato de obediência. Nosso orgulho pessoal resiste à ordem de abandonar o poderio próprio e, em seu lugar, realmente colocar nosso destino nas mãos do Senhor. Não por acaso, também, o mesmo texto apresenta o mandamento de “fazer o bem”. O comportamento característico da fé, segundo Tiago, são as obras: “Assim, também, a fé: se não for acompanhada de obras, está morta” (Tiago 3:17).

Em outras palavras, como discípulos de Jesus, nossa fé tem que demonstrar obras e nossas obras devem ser o resultado de nossa fé. É a cara e coroa da mesma moeda. Fomos chamados para vivenciar fé e testemunhar pelas obras. É com esta postura que, vivendo em um mundo adverso, conseguimos ser “verdadeiramente alimentados” pelo Senhor.

DEVOCIONAL AMOR EM CRISTO