* PROFETIZANDO VIDA

“Veio sobre mim a mão do SENHOR, e ele me fez sair no Espírito do SENHOR, e me pôs no meio de um vale que estava cheio de ossos. E me fez passar em volta deles; e eis que eram mui numerosos sobre a face do vale, e eis que estavam sequíssimos. E me disse: Filho do homem, porventura viverão estes ossos? E eu disse: Senhor DEUS, tu o sabes. Então me disse: Profetiza sobre estes ossos, e dize-lhes: Ossos secos, ouvi a palavra do SENHOR.” (Ezequiel 37:1-4)

Nesta passagem o profeta Ezequiel é levado por Deus, em espirito a um vale de ossos secos. Então Deus pergunta se poderiam viver aqueles ossos, e Ezequiel então nos dá um exemplo de fé inquestionável do poder de Deus, e responde ao Senhor que Ele é quem sabe, ou seja, se Deus quiser pode haver vida sim. Em seguida Deus diz a Ezequiel que profetize e podemos continuar lendo a história e ver que surgiu então um exército daquele monte de ossos secos. Deste mesmo modo Deus quer agir na nossa vida nos dias de hoje, Ele diz para profetizar sobre as nossas vidas, e onde estiver morto, haverá vida.

DEVOCIONAL DIÁRIO

* UMA GRANDE VIDA

“Senhor, tu és o nosso refúgio, sempre, de geração em geração. Antes de nascerem os montes e de criares a terra e o mundo, de eternidade a eternidade tu és Deus.” (Salmos 90.1-2)

Podemos viver nossas vidas por nós mesmos. Podemos nos amparar em nossas percepções e experiências. Podemos seguir o mapa da história de nossa família. Podemos procurar conhecimento e sabedoria no que disseram os que nos antecederam ou nos que viveram o que não vivemos. Há muitas coisas que podemos fazer para otimizar nossa vida. Para vivermos com sabedoria e evitarmos os equívocos que poderiam comprometer nossas oportunidades, visto que a vida é breve. Desde muito tempo, sabe-se lá quando, nós seres humanos procuramos responder à pergunta: como viver a vida da melhor forma possível? Afinal, ela é finita e todo dia gastamos minutos e horas preciosas que jamais poderemos recuperar. Queremos fazer de nossa vida uma grande vida, afinal, a “vida é muito curta para ser pequena” (Benjamin Disraeli)

Moisés, o auto do Salmo 90, encontrou em Deus a chance de fazer da vida o que de melhor ela poderia ser. Para a vida de fato valer, muitos podem ajudar, mas Deus é indispensável! Ele o refúgio, o lugar seguro, de todos os seres humanos, de todas as gerações. Ele sabe o que é a vida humana, pois foi quem a criou. E se não fosse por isso, também saberia por testemunhar a vida de todos os seres humanos em seus dramas, conquistas e peculiaridades. Ele é Pessoa Eterna e nós, pessoas passageiras.

Moisés conheceu e experimentou a presença de Deus em sua vida. O Deus Eterno cabe na vida de seres temporais! Moisés experimentou Seu cuidado e propósitos e isso o transformou. Viu-se envolvido nos planos divinos e sua vida ganhou valor eterno. Deus continua o mesmo: Ele Se envolve com pessoas para fazer delas bênçãos e de suas histórias, dádivas. Mesmo breve, a vida pode ser cheia de sentido. Mesmo temporal, pode ser cheia da eternidade. Não importa quanto se tem se na vida temos a Deus, se confiamos em Sua vontade e se vivemos pela fé. Viver pela fé é arriscar-se a seguir a voz de Deus, uma voz que ouvimos pessoalmente e ninguém mais! E então cremos e a seguimos e, ao olhar ao lado, percebemos que não estamos sozinhos! Há muitos outros no caminho conosco, pois ouviram, creram e seguiram a mesma voz! Assim como foi com Moisés.

DEVOCIONAL IBPC

 

* O TEMPO DE DEUS

“Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu.” Ec 3:1

Deus sabe o momento exato para que as coisas aconteçam em nossa vida, as vezes não sabemos esperar e queremos algo antes do tempo, e isso pode fazer com que a benção se torne maldição. É como colher a fruta antes de estar madura, com certeza estará azeda. Por isso a biblia nos ensina que devemos ser prudentes, não ser precipitados e esperar para que tudo aconteça no seu devido tempo.

Graças te dou, ó Pai por esta palavra, sei que há poder nesta mensagem para afastar de mim toda ansiedade, que faz com que eu não tenha paciência para esperar o tempo certo das coisas. Ajuda-me a confiar que o Senhor não permitirá que nada saia do Seu controle, e que tudo acontecerá no seu devido tempo. Eu oro em nome de Jesus. Amém.

DEVOCIONAL DIÁRIO

 

* A VONTADE DE DEUS PREVALECE

Leia Gênesis 11

Estes homens edificavam Babel, eles não queriam espalhar-se contrariando a Vontade de Deus. Estavam cheios de autoconfiança, e queriam a glória do próprio nome. No entanto o Senhor os frustra a todos. Vejamos em alguns pontos as atitudes destes homens:

1 – Confiavam em suas capacidades: Eles dizem: “vinde”, “façamos”, “edifiquemos”. Tais verbos indicam uma confiança no próprio braço. Como é tola a autosuficiência para executar planos que desafiam a vontade Daquele que nos mantêm!

2 – Buscavam sua própria glória: Eles dizem: “tornemos célebre o nosso nome”. Queriam que o nome deles fosse honrado pela obra que intentavam realizar. O ensino geral das Escrituras é que Deus deve ser glorificado em suas obras e não nós. Ele é o Senhor, o Único Deus, portanto a Ele toda a glória (Dt 6:4,5; Ex 20:1-5). No entanto o homem pecador é idolatra, pois adora si mesmo.

Apesar de que os homens procuram exaltar-se em vez de dar glória a Deus, o Senhor Soberano sempre prevalece. No caso de Babel Ele confundiu a linguagem o que fez com que eles tanto interrompessem o projeto pecaminoso, como seguissem o plano de Deus de povoar a terra. Nunca devemos crer que não precisamos de Deus em nossos planos, mas humildemente em tudo reconhecer a completa Soberania de nosso Deus. Nesta questão devemos sempre ouvir a Tiago:
“Atendei, agora, vós que dizeis: Hoje ou amanhã, iremos para a cidade tal, e lá passaremos um ano, e negociaremos, e teremos lucros. Vós não sabeis o que sucederá amanhã. Que é a vossa vida? Sois, apenas, como neblina que aparece por instante e logo se dissipa. Em vez disso, devíeis dizer: Se o Senhor quiser, não só viveremos, como também faremos isto ou aquilo. Agora, entretanto, vos jactais das vossas arrogantes pretensões. Toda jactância semelhante a essa é maligna.” (Tg 4:13-16).

PROCURANDO A VERDADE BIBLICA

* VOCÊ QUER MESMO A VONTADE DE DEUS?

Sua vontade é boa, perfeita e agradável.

Quando paramos para meditar na Palavra de Deus, encontramos vários versículos bíblicos que falam a respeito da vontade Dele para nós.

“E não vos conformeis a este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus” (Romanos 12.2).

“Pois eu bem sei os planos que estou projetando para vós, diz o Senhor; planos de paz, e não de mal, para vos dar um futuro e uma esperança” (Jeremias 29.11).

Diante destas verdades, começamos a pensar que alguma coisa está errada porque muitas vezes tudo ao nosso redor está confuso, e a vontade Dele parece passar longe.
Em diversos momentos oramos da seguinte forma: “Senhor, que seja feita a sua vontade”. E, de repente, aquilo que tanto desejamos não acontece. Tudo começa a desandar.
“Meu Deus, o Senhor não me ama. O Senhor não ouve as minhas orações… O Senhor gosta de me ver sofrendo? É isso? Não estou entendendo, Pai…”

Você começa a abrir portas para a murmuração, reclamações… Começa a contaminar as pessoas que estão ao seu redor. E, simplesmente, esquece a oração que fez: “Pai, faça a sua vontade em minha vida”.

Um dia Deus enviou seu Filho para andar aqui nesta terra, que não diferente de nós, Ele tinha sua própria vontade. Se você não sabe, a vontade de Jesus, muitas vezes, não era a mesma vontade de Deus, tanto que Ele orou dizendo: “Se possível for afasta de mim este cálice, contudo, seja feita a SUA VONTADE”. O próprio Jesus abriu mão da vontade Dele para fazer a vontade do Pai. E vimos que Ele fez uma excelente escolha.

Às vezes, você tem orado assim também, mas a impressão que se tem é que as coisas estão piorando. Mas saiba: se realmente você escolheu fazer a vontade DELE, Ele talvez faça tudo diferente do que você imagina ou deseja… E quando você menos esperar, verá o quanto foi bom para você ter acontecido diferente do que você desejava.

Deus é tão perfeito, sabe exatamente do que precisamos para nos tornar pessoas melhores. E para viver a Sua vontade, às vezes, será necessário abrir mão do nosso conforto, dos nossos mimos, enfim, abrir mão de nossas vontades.

Ele deseja que cresçamos, que amadureçamos, e isso dificilmente acontecerá em um cenário de “festa”.

Para viver a vontade de Deus… Abraão precisou sair da sua cidade e ir para um lugar que não conhecia.
Para viver a vontade de DEUS… Ana chorou, passou por grandes desafios, orou e viu Samuel nascer.
Para viver a vontade de Deus… Daniel precisou dizer não ao rei e experimentar um milagre junto aos leões.
Para viver a vontade de Deus… Ester precisou entrar na presença do rei, sabendo que poderia morrer.
Para viver a vontade de Deus… José foi preso, porque fugiu do pecado.

A bíblia deixa claro que para viver a vontade de Deus teremos que estar dispostos a encarar desafios. E você, o que precisa fazer para viver a vontade de Deus, hoje?

DEVOCIONAL LAGOINHA

* ENCONTRADO POR DEUS

“Pois o Filho do Homem veio buscar e salvar o que estava perdido.” Lucas 19:10

Quando nossos meninos eram pequenos, brincávamos de um jogo chamado “Sardinhas”. Apagávamos todas as luzes dentro de casa e eu me escondia num armário ou nalgum lugar apertado. O restante da família tateava na escuridão, para encontrar meu esconderijo e depois esconder-se comigo, até que todos estivéssemos juntos e espremidos, como na lata de sardinhas. Daí veio o nome.

O membro mais novo da nossa família às vezes ficava com medo do escuro, e então quando se aproximava de nós, eu sussurrava suavemente para ele: “Estou aqui.”

“Encontrei o papai!”, anunciava enquanto se acomodava perto de mim na escuridão, não sabendo que eu me deixara encontrar.

Da mesma forma, fomos criados para buscar a Deus — “tateando”, como Paulo descreveu de forma tão vívida em Atos 17:27. Mas eis as boas-novas: não é difícil encontrá-lo, pois não está longe de cada um de nós. Ele deseja tornar-se conhecido. Juliana de Norwich escreveu séculos atrás: “Existe em Deus uma característica que anseia que permaneçamos nele.”

Antes de conhecermos a Cristo, tateamos em busca de Deus, na escuridão. Mas se o buscarmos ardentemente, Ele se dará a conhecer, pois é “…galardoador dos que o buscam” (Hebreus 11:6). Ele nos dirá suavemente: “Estou aqui.”

E o Pai espera nossa resposta: “Eu o encontrei”

Buscai o Senhor enquanto se pode achar… —Isaías 55:6

* UM EXEMPLO A SEGUIR

“Ao saber que Jesus estava comendo na casa do fariseu, certa mulher daquela cidade, uma ‘pecadora’, trouxe um frasco de alabastro com perfume, e se colocou atrás de Jesus, a seus pés. Chorando, começou a molhar-lhe os pés com as suas lágrimas. Depois os enxugou com seus cabelos, beijou-os e os ungiu com o perfume.”(Lucas 7.37-38)

Qual o segredo de tamanha gratidão revelada por essa mulher sem nome, a quem o fariseu Simão, e bem certamente os demais presentes, tratavam como ‘pecadora’? O Amor. Algo que conhecemos pouco, que temos reduzido a mero sentimento humano e por isso volúvel e tão intenso quanto breve. Temos nos adaptado a acreditar no amor como algo que produzimos involuntariamente, como se fosse uma casualidade emocional. Muito diferente do que somos inspirados a entender a partir do Evangelho de Cristo, que nos anuncia o Deus que é amor, pois revela-se amando. No Evangelho o amor é o princípio que dignifica a vida. É mais que sentir, é uma escolha. Nele o amor não desorienta, orienta e dá nova direção à vida. Amar é a confirmação da fé no Deus que nos amou e no Cristo que, por amor, morreu por nós.

A gratidão é uma forma de amor e um sinal de sua presença. Quando assim é, a gratidão vai além do reconhecimento intelectual de um benefício pelo qual podemos dizer: agradecido! Vai além do reconhecimento emocional que nos leva a procurar retribuir, dispondo-nos a fazer algo para o outro. Quando a gratidão é expressão de amor ela nos compromete, nos sentimos ligados a quem somos gratos e queremos servir, não para pagar, mas para expressar gratidão e reconhecimento. É assim quando amor e gratidão estão juntos e quando estão assim, juntos, não podem ser separados. Aquela mulher estava nesse nível mais profundo. Ela queria honrar Jesus. Tudo que pudesse oferecer tudo que pudesse fazer, ela faria, como fez, pois seria menos do que o que seu coração cheio de amor ansiava como forma de agradecer. Para com Jesus, não há amor se não há gratidão e nenhuma gratidão é adequada se não for aquela que o amor produz.

Não poderia contar quantas vezes orei a Deus pedindo perdão por algo. Tenho consciência também de que deveria tê-lo feito por diversas outras falhas que nem mesmo percebi ter cometido. Sou um pecador. Mas creio no amor de Deus por pecadores e na graça de Cristo que perdoa pecadores e os torna filhos de Deus. E essa fé mudou minha vida. Creio e sinto-me sob o cuidado de Deus. Ele me ajuda e inspira. Com Ele posso ser melhor e posso viver sem medo. Cristo fez isso por mim. Sou como aquela mulher, mas ela foi melhor que eu. Careço daquele amor agradecido que levou-a a Jesus em adoração. Falta-me ver a mim e a Jesus como ela via a si e ao Mestre. Ela viu além do que vejo, nas duas direções. Ainda não cheguei onde ela chegou. Preciso melhorar saber melhor quem sou e amar mais o Cristo que me amou e morreu por mim. E você? Espero que esteja melhor que eu e mais parecido com ela!

DEVOCIONAL IBPC

%d blogueiros gostam disto: