* TÁ DIFÍCIL?

157334380

“…os meus pensamentos não são os pensamentos de vocês, nem os seus caminhos são os meus caminhos”, declara o Senhor. Assim como os céus são mais altos do que a terra, também os meus caminhos são mais altos do que os seus caminhos e os meus pensamentos mais altos do que os seus pensamentos.” Is 55:8-9

Quando os desafios parecem crescer de forma assustadora, crescem também as oportunidades para um positivo progresso. Quando tudo parece dar errado, é aqui que você pode se tornar ainda mais motivado para fazer e ver as coisas se acertarem.

Quando o mundo parece conspirar contra você, não se desespere. Em vez disso, tome aquela energia do momento e transforme-a e refocalize-a para uma positiva direção. Quando a situação é a pior possível, ela – ao mesmo tempo – pode ser uma excelente oportunidade para você ser o seu melhor. É ali que você pode fazer a melhor e mais significativa diferença.

As oportunidades de seguir em frente estão sempre lá, especialmente onde elas parecem que não estão. Quando os tempos são difíceis, é que uma atitude focada e positiva realmente pode fazer toda a diferença do mundo.

“Quando as coisas parecem ir de mal a pior, existe uma boa chance de que, na realidade, as coisas estão prestes a melhorar. A noite mais densa é aquela pouco antes do amanhecer que ilumina o céu”. Ruth Ross

Portal Encorajamento

* O FIM PODE SER O COMEÇO

945707_499941736738144_1344591472_n

“Como morrendo, mas eis que vivemos.” (2 Co 6:9)

No verão passado tínhamos um canteiro de margaridas, na chácara, que atravessava todo jardim. Foram plantadas com atraso, mas como floresceram! Quando as do meio já estavam com sementes, as dos lados já tinham florzinhas recém-abertas.

Chegaram as primeiras geadas, e um dia encontrei aquela radiosa beleza completamente queimada. Exclamei: “Ah, o frio foi demasiado para elas. Pobrezinhas, pereceram”; e dei-lhes adeus. Eu não gostava de olhar para aquele canteiro, pois ele me parecia um cemitério de flores.

Mas semanas depois, por toda a extensão daquele canteiro, havia margaridas brotando em grande abundância. Olhei, e vi que, para cada planta que eu julgara destruída pelo inverno, havia cinqüenta plantas novas, plantadas pelo mesmo inverno.

O que haviam feito aquelas geadas e ventos impertinentes? Tomaram minhas flores, deram-lhes um golpe mortal, derrubaram-nas ao solo, pisaram-nas com seus tacões de gelo e, terminado o trabalho, disseram: “Aí está o seu fim.” Mas na primavera havia, para cada raiz, cinqüenta testemunhas levantadas a dizerem: “Pela morte vivemos.”

E como é no domínio das flores, assim é no reino de Deus. Pela morte veio a vida eterna. Pela crucificação e o túmulo vieram o trono e o palácio do Deus. Pela ruína veio a vitória. Não tenha medo do sofrimento. Não tenha medo de ser derrubado. É através do abatimento que somos vitoriosos, e não destruídos; é através de sermos despedaçados, e os pedaços feitos em pó, que nos tornamos homens valorosos, em que um vale por mil. Mas o homem que cede à aparência das coisas segue a correnteza do mundo, tem um florescimento rápido, uma prosperidade momentânea, desconhece a real, verdadeira e significativa vitória.

Henry Ward Beecher, em “EYES AN EARS”

* CRER SEM VER

136754563

“Bem-aventurados os que não viram e creram!” Jo 20:25-29

A fé de Tomé era segundo o seu entendimento, e Jesus não exaltou esse discípulo por isso. Jesus disse: Porque me viste, Tomé, creste (Jo 20.29a). Qualquer pessoa pode ter esse tipo de fé fundamentada no entendimento. Trata-se de crer naquilo que é visível e palpável; essa fé se reduz, portanto, aos nossos sentidos.

Jesus, porém, admirava a fé segundo o coração. Disse: Bemaventurados os que não virão, e creram (Jo 20.29b). Crer com o coração significa crer além do que o seu entendimento falho lhe permite assimilar. O homem natural acredita naquilo que chega até ele por meio dos sentidos, ou seja, através de uma percepção sensorial do mundo. Mas o coração, por outro lado, crê na Palavra de Deus independentemente daquilo que seus sentidos lhe permitem perceber.

Kenneth Hagin, em “ALIMENTOS DA FÉ”

* DEUS É POR NÓS

128152478

Algumas vezes é encorajador apenas folhear as Escrituras e encontrar todas as promessas que nos mostram o que Deus pensa de nós, especialmente em um mundo onde as pessoas nos acusam continuamente e apontam o que veem de errado conosco.

Deus, não apenas é ‘por nós’, como está escrito em Romanos 8, Ele também nos tem dado grandes dons.“Toda boa dádiva e todo dom perfeito vêm do alto, descendo do Pai das luzes, que não muda como sombras inconstantes”. (Tiago 1:17)

Em outras palavras não há alteração ou modificação em Sua personalidade, a despeito da frequência com que possamos dar voltas. Nenhuma sombra de dúvida de nossa parte pode fazer com que Ele fique mal humorado e não nos dê seus presentes. Falemos sobre graça!

Deus é por nós! Quero que você se lembre disso.

Deus é por nós! Diga, repita estas quatro palavras para si mesmo: Deus é por mim.

Lembre-se amanhã de manhã quando você pensar que Ele não é por nós. Lembre-se quando as coisas que você mais deseja demorarem a acontecer. Lembre-se de quando você falhou e falha. Lembre-se de quando você pecou e as críticas o arrasaram.

 Deus é por você. Tome isto para si: Deus é por mim!

Nunca, nunca diga a si mesmo, ou a outros, que Deus não os ama. Isto é heresia. Não há graça nisto. A graça diz: “Meus filhos, mesmo que falhem, Eu, o Senhor,  continua e continuará amando vocês”.

Deus é por nós!

Charles Swindoll, em “RENOVE SUA ESPERANÇA”

* LIVRANDO-SE DA ANSIEDADE

145103713

“Não estejais inquietos” Fp 4:6

Nenhuma ansiedade deveria achar-se no cristão. Grandes, muitas e várias podem ser as nossas provações, aflições ou dificuldades, contudo não deveria haver ansiedade em nós, em nenhuma dessas circunstâncias, porque temos um Pai que é Todo-Poderoso; que ama a Seus filhos como ama a Seu Filho unigênito; e que tem verdadeiro prazer em socorrê-los e ajudá-los em todas as ocasiões e em qualquer circunstância.

Devemos atentar para a Palavra: “Não estejais inquietos por coisa alguma: antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplicas, com ação de graças.”

“Em tudo”, não meramente quando a casa está pegando fogo, não meramente quando pessoas amadas estão às portas da morte, mas nas menores coisas da vida, traga tudo a Deus. As coisas pequenas, as bem pequenas, as coisas que o mundo chama de insignificantes — tudo — vivendo o dia todo em santa comunhão com nosso Pai, com nosso precioso Senhor Jesus.

E ao acordarmos durante a noite, como por um instinto espiritual, voltemo-nos novamente a Ele, falando-Lhe e levando-Lhe, nas horas insones, os nossos pequenos assuntos — as dificuldades a respeito da família, dos negócios, da profissão. Falemos com o Senhor a respeito de qualquer coisa que nos perturbe de alguma forma.

“Pela oração e pela súplica”, tomando o lugar de pedintes, com fervor e perseverança, prosseguindo e esperando, esperando em Deus. “Com ações de graças.” Em todo o tempo devemos assentar um bom alicerce de ações de graças. Se tudo mais estiver ausente, isto esteja presente: : Ele nos salvou. Ele nos deu a Sua Palavra — o Seu Filho, Sua mais preciosa dádiva — e o Espírito Santo. Portanto, temos abundantes razões para ações de graças. Tenhamos isto em mente!

“E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e as vossas mentes em Cristo Jesus.” E isto é uma bênção tão grande, tão real, tão maravilhosa, que precisa ser conhecida experimentalmente, e só assim, pois excede o entendimento.

George Müller, em “O SEGREDO DA VIDA”

* GRANDE SIMPLICIDADE

136593628

Há uma grande simplicidade na maneira como Deus executa Seus planos, contudo, dentro dessa simplicidade estão Seus recursos, que são mais do que suficientes, para suprir qualquer necessidade; está a sua fidelidade inabalável para com o filho confiante; está o Seu propósito firme, do qual jamais Se esquece. Através de um companheiro de prisão e depois de um sonho, Ele tira José da prisão e o leva ao posto de primeiro ministro. E o tempo passado na prisão livra o futuro ministro de se vangloriar (Gn 40). É seguro confiar no método de Deus e seguir pelo Seu relógio.

Quando o caso é mesmo desesperador, a providência de Deus tem mil chaves para abrir mil portas para o livramento dos Seus. Sejamos fiéis e cuidemos da nossa parte, que é confiar Nele; ponhamos sobre Cristo a Sua parte e a deixemos lá.

A dificuldade é a própria atmosfera do milagreé o milagre em seu primeiro estágio. Para que se opere grande milagre a condição não é que o problema seja apenas difícil, mas que seja impossível. Essa é uma máxima que os verdadeiros cristãos não se cansam de repetir para si mesmos e para outros. Tenha-a SEMPRE em mente, SEMPRE!

S. D. Gordon, em “CONVERSAS SOBRE ORAÇÃO”

* ALEGRE PACIÊNCIA

113826100

“Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração” Rm 12:12

“Alegrai-vos…” Qual a razão da alegria? A razão é o DEUS ao qual servimos e adoramos. O DEUS único, mega-super-hiper-todo-PODEROSO. O DEUS que não é apenas Criador, mas é AMOR acima de tudo. DEUS que é a expressão máxima da VERDADE. Por nos amar pessoalmente e individualmente, não nos abandona; por outro lado, nos abençoa fartamente segundo nossas reais necessidade, não de acordo com nossas vaidades, ilusões ou merecimentos (pois nada merecemos). Devemos nos alegrar por ELE, que é o verdadeiro alimento de nossas almas e é maior que qualquer problema, dificuldade e impossibilidade humana.

“Sede pacientes…” Lá vem aquela palavrinha chata – paciência. Mas, temos que nos conscientizar de uma vez por todas que DEUS quer que tenhamos paciência em detrimento da ansiedade. ELE deseja que sejamos pacientes em vez de agitados e apressados. A Palavra de DEUS adverte: “O coração ansioso deprime o homem” Pv 12:15. Ser paciente na tribulação não é nada fácil (DEUS sabe disso!!!), mas se nos lembrarmos quem é DEUS e de Seu AMOR por cada um de nós, conseguiremos deixar em Seu Altar nossas mais dolorosas aflições, abraçando a esperança, negando o desespero.

“Perseverai na oração” – Essa parte do versículo deixa implícito que orar em meio a problemas, dores e escuridão, não é coisa fácil, é exaustivo. Mas, DEUS espera de nós fé, que é demonstrada na nossa “teimosia” em permanecer diante DELE, confiando NELE, esperando NELE. Oração não é só pedir, é também ouvir. Como ouvimos DEUS? Na Sua Palavra, especialmente. Orar também é louvar a DEUS, com cânticos, palavras e atitudes, dentre elas, a paciência exercida com alegria. AMÉM!!!!!

Ao DEUS TRINO, TODA A HONRA E GLÓRIA!

Neuma Fernandes