* SONHE ALTO!

467231457

“Porque somos criação de Deus realizada em Cristo Jesus para fazermos boas obras, as quais Deus preparou antes para nós as praticarmos.” Ef 2:10
Se vocè tem um sonho, ou se deseja descobrir o dom que DEUS te deu, lembre-se disto: Deus ama sonhadores. Ele dá visões e é atraído por pessoas que têm prazer em sonhar grande. Não esqueça que você é singular, especial e insubstituível. Você não foi criado para ser parecido com outro alguém. Quando você decide ser como os
outros, seu destino não é genuíno. Deus quer que você desperte o dom que Ele
lhe deu e que o desenvolva por inteiro.
Se, por acaso, você acredita que está velho demais para usar seu dom, está acreditando numa mentira. Lemos na Bíblia que Deus dirigiu-se a pessoas que já tinham passado da idade de aposentar-se e Ele as renovou. Elas se tornaram notáveis na história porque começaram de novo quando outros (inclusive elas mesmas) achavam que sua vida estava quase acabando (veja as histórias de Abraão e Sara em Gênesis
18:11-15; 21:1-8 e Isabel e Zacarias em Lucas 1). Seu dom vai devolver-lhe a
juventude. Você será mais saudável. Você vai parar de falar em morrer e
começar a falar em viver.
Você é a soma total das escolhas e decisões que faz todos os dias. Você
pode escolher permanecer onde está hoje ou avançar na vida e ir ao encontro do
seu sonho. Gostaria de desafiá-lo a parar de encontrar desculpas para não realizar
aquilo que é a razão do seu viver. Tire a sua vida do ponto morto. Deus lhe deu o
poder e a responsabilidade de alcançar a visão da sua vida.
Prime sempre pela excelência. Não dê ouvidos às pessoas que dizem:
“Você não deveria ter expectativas tão elevadas.” Sempre espere mais do que
tem, mais do que está realizando no momento. Sonhe alto. Em algum lugar
dentro de você sempre há uma capacidade para sonhar. Não importa quão
desafiador possa parecer, nunca desista, porque a sua visão é a chave para
realizar o propósito da sua vida.
Tenho uma atitude positiva contínua a respeito da vida porque sei que
Deus me criou com um propósito e que cuidara para que esse propósito se
cumpra. Acredito firmemente que não sou um acidente e estou consciente de que
minha vida é importante. Deus me criou para fazer algo, e ninguém mais pode
fazer isto por mim. Você crê que isto também se refere a você? Você sabe que 

sua vida tem um propósito? Espero que esteja cada vez mais confiante acerca
desta verdade e lembre-se disso constantemente.
Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito.” Rm 8:28
“Ele fez tudo apropriado ao seu tempo.” Ec 3:11
Myles Munroe, em “OS PRINCÍPIOS E O PODER DA VISÃO”

* ESCOLHAS

476845513

Muitas vezes as pessoas supõem que a moralidade cristã está relacionada a alguma barganha em que Deus diz: “Se você mantiver um monte de regrinhas, eu o recompenso; se não, nem queira imaginar”.

Não acho que essa seja a melhor abordagem. Devo dizer que toda vez que fazemos uma escolha, transformamos nossa vida em algo um pouco diferente do que era antes.

Se você tomar a vida como um todo, com todas as suas inúmeras escolhas, estamos nos transformando lentamente numa entidade celeste ou numa criatura diabólica; em outras palavras, em uma criatura que está em harmonia com Deus, com as outras criaturas, e consigo mesma, ou então em uma criatura que está em estado de guerra e ódio contra Deus, contra os demais e contra si mesma. Ser o primeiro tipo de criatura é um Céu; isto significa alegria, paz, conhecimento e poder. Ser o segundo, significa loucura, horror, idiotice, raiva, impotência e solidão eterna.

Todos nós estamos caminhando a cada momento para um estado ou para o outro. Não é Deus que nos pune, somos nós mesmos através de nossas escolhas. A Primeira grande escolha é decidir pedir sempre a Ele que nos oriente em cada escolha, pequena ou grande, que fazemos.

C. S. Lewis, em “A ABOLIÇÃO DO HOMEM”

* DEUS ESTÁ AQUI!

475800597

O objetivo de uma pessoa de fé não é viver de forma mais confortável possível, mas viver da maneira mais profunda e íntegra possível. Em outras palavras, é lidar com a realidade da vida, descobrir a verdade, criar o que é belo e agir em amor.

A única oportunidade de desfrutar do viver pela fé é nas circunstâncias em que se encontram no presente: na casa em que vivemos, na família em que estamos, nas atividades que nos foram concedidas, nas condições climáticas que prevalecem nesse instante.

Viver onde não desejamos, enfrentar o que não queríamos, conviver com quem não gostamos, nos força a tomar uma decisão: Concentrarei minha atenção no que está errado no mundo ao meu redor e sentirei pena da minha pobre situação, ou concentrarei minhas energias no propósito de viver da melhor maneira possível na situação em que me encontro? Sempre é mais fácil entregar-se a uma atitude de queixas e autocomiseração do que reagir de forma positiva.

Diariamente temos de fazer escolhas sobre como reagiremos às condições adversas. Podemos dizer: “Eu não gosto desse lugar, quero sair daqui, estou infeliz demais nesta situação…” Ou podemos dizer: “Eu farei o melhor que posso com o que tenho em mãos. Muito mais importante do que tudo que me rodeia, é o fato de DEUS está aqui”.

Eugene Peterson, em “ÂNIMO!”

* AS TATUAGENS DE DEUS

113809259

“Para onde poderia eu escapar do Teu Espírito? Para onde poderia fugir da Tua presença? Se eu subir aos céus, lá estás; se eu fizer a minha cama na sepultura também lá estás. Se eu subir com as asas da alvorada e morar na extremidade do mar, mesmo ali a Tua mão direita me guiará e me susterá.” (Salmos 139: 7-10)

Às vezes tentamos arduamente entrar na presença de Deus, mas a verdade é que é impossível se esconder Dele. Ele está constantemente nos buscando. Talvez você sinta que o Senhor não está perto de você, mas é por isso que é tão importante conhecer a Palavra. O profeta Isaías fez uma reclamação perante o Senhor, contando-lhe o que o Seu povo dizia: “Mas Sião diz: O Senhor me desamparou, o Senhor se esqueceu de mim”. E o Senhor responde ao povo: “Acaso, pode uma mulher esquecer-se do filho que ainda mama, de sorte que não se compadeça do filho do seu ventre? Mas ainda que esta viesse a se esquecer dele, eu, todavia, não me esquecerei de ti. Eis que nas palmas das minhas mãos te gravei; os teus muros estão continuamente perante mim” (Isaías 49: 14-16).

Os pais não foram os primeiros a terem a ideia de carregar sempre fotos de seus filhos – Deus carrega uma foto de Seus filhos por toda a parte. Da próxima vez que questionar seu valor como pessoa, lembre-se que Deus tem uma foto sua tatuada nas palmas de Suas mãos.

Joyce Meyer, em “PAZ”

* ENXERGUE-SE COMO REALMENTE É

cruz-caminhar

O enigma sombrio da vida é iluminado em Jesus; o significado, o propósito e o alvo de tudo o que nos sucede, e como fazer que tudo valha a pena só podem ser aprendidos com o Caminho, a Verdade e a Vida. Nada que exista pode existir fora dos limites de sua presença; nela nada é irrelevante, tudo adquire importância.

A tristeza de Deus reside em nosso medo Dele, da vida e de nós mesmos. Como o pai que acolhe os filhos nos braços ao fim de um dia longo e cansativo, assim Deus anseia envolver-nos em seu abraço. Qualquer que tenha sido seu passado ou presente, venha; recline-se no abrigo do amor que Ele oferece e escute o pulsar do coração do Mestre. Permita que Ele lhe ensine sobre a vida, e sobre a eternidade como filho querido de Aba. Sem titubear, enxergue-se como realmente é. Então observe quem você está destinado a ser à medida que transita pela terra como filho de Deus nesta jornada chamada “vida”.

“Não tente segurar a mão de Deus; deixe que Ele segure a sua. Deixe que Ele cuide do `segurar’ enquanto você se concentra no `confiar’.”

 H. William Webb-Peploe

Brennan Manning, em “O OBSTINADO AMOR DE DEUS”

* OTIMISMO, FÉ E BOM ÂNIMO

150096319

Quando a tragédia faz sua aparição não-desejada, e ficamos surdos para tudo, a não ser para o grunhido de nossa própria agonia, quando a coragem sai pela janela e o mundo parece hostil e ameaçador, é hora de nosso próprio Getsêmani. Nenhuma palavra, por mais sincera que seja, oferece conforto nem consolação. A noite é má. Nossa mente está entorpecida, npsso coração vazio, nossos nervos esfacelados. Como sobreviveremos à noite? O Deus de nossa viagem solitária não dá uma palavra.

Ainda assim, nessas que são as mais desesperadoras provações de nossa existência humana, pode acontecer de sentirmos, ultrapassando toda explicação lógica, uma mão com marcas de pregos segurando a nossa. Conseguimos salvaguardar aquele pequeno fragmento de Deus dentro de nós e não dar lugar ao desespero. Isso é fé, essa é a confiança que nosso  Senhor espera de nós.

Sobrevivemos à noite, e a escuridão abre caminho para a luz da manhã. A tragédia altera radicalmente a direção de nossa vida, mas, em nossa vulnerabilidade e incapacidade de nos defender, experimentamos o poder de Jesus.

A esperança sabe que, se forem evitadas as grandes provações, grandes feitos permanecem por fazer e aborta-se a possibilidade de a alma ser grande. O pessimismo e a derrota não são frutos do Espírito Santo em nós. O otimismo, a fé e o bom ânimo, sim.

Brennan Manning, em “O OBSTINADO AMOR DE DEUS”

* FÉ INFANTIL E FÉ PUERIL

1860147411

O salmo 131, um dos mais curtos, mostra a diferença entre a confiança pueril e a confiança infantil em Deus:

Senhor, o meu coração não é orgulhoso e os meus olhos não são arrogantes. Não me envolvo com coisas grandiosas nem maravilhosas demais para mim.

De fato, acalmei e tranqüilizei a minha alma. Sou como uma criança recém-amamentada por sua mãe; a minha alma é como essa criança.

Ponha a sua esperança no Senhor, ó Israel, desde agora e para sempre!

O cristão deve ser não como uma criança  que chora desesperada para mamar, mas como uma criança recém-amamentada que dorme ao lado da mãe, feliz por estar com ela. E, exatamente como a criança aos poucos perde o hábito de considerar a mãe a única fonte de satisfação de seus desejos e aprende a amá-la por si mesma, o cristão, depois de lutar, chega ao estado de espírito  no qual anseia por Deus em Si mesmo, e não como meio de satisfação de seus desejos. O centro gravitacional da sua vida mudou.

Dependência doentia versus confiança pueril. Com frequência sinto que estou andando em uma corda bamba entre fé infantil e a fé pueril. A diferença, contudo, é crucial: um tipo de fé me mantém em infância perpétua, enquanto a outra conduz a um relacionamento adulto com Deus.

Philip Yancey, em “O DEUS (IN)VISÍVEL”