FRACOS, PORÉM FORTES

Então, ele me disse: A minha graça te basta, porque o poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, mais me gloriarei nas fraquezas, para que sobre mim repouse o poder de Cristo. 2 Coríntios 12:9

Existe uma tendência universal no ser humano para esconder suas fraquezas. Estamos tristes, mas mostramos rosto alegre. Queremos chorar, mas guardamos nossas lágrimas. Sentimo-nos oprimidos, mas aparentamos estar no controle. Lutamos com a depressão, entretanto procuramos convencer os outros de que tudo vai bem.

Tudo isto revela a importância que damos à imagem que outros têm de nós. Desejamos que nos vejam como vencedores, com passos firmes rumo a objetivos claramente definidos na vida. Por isso, resistimos a todo custo revelar as coisas que mostram nossa verdadeira condição de seres frágeis e débeis.

Paulo afirma, com alegria, que se gloriará em suas fraquezas. Você, alguma vez, parou para pensar na loucura de tal declaração? Ele diz que não fará qualquer esforço para escondê-las; pelo contrário, se vangloriará por elas existirem. Longe de lhe provocar vergonha, ele as apresentará como as verdadeiras marcas da sua total dependência de Cristo. Na verdade, para nós, a atitude do apóstolo é algo incompreensível. Entretanto, não podemos deixar de sentir, no íntimo do coração, uma profunda admiração pelo seu estilo de liderança.

Por um momento, faça uma peregrinação pela história do povo de Deus. Você consegue pensar em alguma pessoa que tenha sido usada graças à sua força e virtudes? Abraão era um ancião incapaz de gerar filhos. José era um escravo, abandonado num cárcere. Moisés era um pastor de ovelhas, gago. Gideão era o menor de sua casa e, ainda por cima, pobre. Davi era um simples pastor de ovelhas. Neemias não era mais que um copeiro do rei. Jeremias era jovem e inexperiente. João Batista era um desconhecido que morava no deserto. Os discípulos eram simples pescadores, homens iletrados sem nenhum preparo. O intrépido perseguidor da igreja, Paulo, foi deliberadamente enfraquecido pelo Senhor por intermédio de um espinho na carne, que o atormentava.

E estes são apenas os heróis das Escrituras. Que diremos de outros como Agostinho, Lutero, Wesley, Hudson Taylor, Moody, Spurgeon etc. que marcaram profundamente a história do povo de Deus? Todos eles, sem exceção, foram úteis porque permitiram que suas fraquezas fossem um meio pelo qual Deus demonstrou Sua glória.

PÃO DIÁRIO

Anúncios

PODER INESGOTÁVEL

Fortalecei as mãos frouxas, e firmai os joelhos vacilantes. Dizei aos desalentados de coração: Sede fortes, não temais. Eis o vosso Deus.”(Isaías 35.3-4)

Esta é uma promessa bem concreta para aqueles que estão interiormente cansados:“Eis o vosso Deus”! Em geral, o cansaço físico é logo superado, ao passo que o cansaço interior muitas vezes é extremamente traiçoeiro. Lemos na Bíblia, em Jeremias:“Porque satisfiz à alma cansada, e saciei a toda alma desfalecida.” Essa promessa pode se cumprir agora em nosso coração. Por que o afirmamos com tanta convicção? Porque Deus quer cumprir a Sua promessa. Sempre devemos ter em mente o que Deus quer e o que Ele não quer. Ele não somente quer dar descanso às almas cansadas, mas Ele realmente o faz! Não há limites para o poder do nosso Deus. Como nos diz claramente Isaías 40.28: “Não sabes, não ouviste que o eterno Deus, o Senhor, o Criador dos fins da terra, nem se cansa nem se fatiga? Não se pode esquadrinhar o seu entendimento.”Aquele que tem comunhão com o Deus vivo por meio de Jesus Cristo está ligado a uma fonte de poder inesgotável.

DEVOCIONAL A CHAMADA

PROTEGIDOS

Fé é proteção

Paulo faz a pergunta em Romanos 8:31: “Se Deus é por nós, quem será contra nós?” A pergunta não é simplesmente “Quem pode estar contra nós?” Você poderia responder a essa. Quem é contra você? Enfermidade, inflação, corrupção, exaustão. Calamidades nos confrontam e medo nos aprisiona. Se a pergunta de Paulo fosse “Quem pode ser contra nós?” poderíamos fazer uma lista dos nosso inimigos bem mais fácil do que poderíamos combatê-los.

Deus é por nós. Deus é por você! Seus pais podem ter lhe esquecido, seus professores podem ter lhe negligenciado, seus irmãos podem ter vergonha de você, mas ao alcance das suas orações está o criador dos oceanos. Deus! Deus é por você. Não é pode estar, não é tem sido, não é foi… mas Deus é! Ele é por você! Hoje. Nesta hora. Neste minuto. Enquanto você ouve isso, Ele está com você. Deus é por você!

Max Lucado

DEUS CHEIO DE ATENÇÃO

mata-verde-wallpaper

Felizmente, sabemos que Deus nos responde. Ele é o “Altíssimo”, o “Onipotente” (Salmo 91:1). Ele tem posição exaltada e poder ilimitado, mas é acessível a nós. Deus convida: “Ele me invocará, e eu lhe responderei…” (v.15).

Certa lenda conta que um rei contratou tecelões para fazer-lhe tapeçarias e roupas. Ele lhes deu a seda e os padrões, com ordens estritas de buscar a ajuda dele, imediatamente, diante de qualquer dificuldade. Um jovem tecelão era feliz e bem-sucedido, mas os outros viviam tendo problemas. Quando perguntaram ao menino por que ele se saía tão bem, ele lhes disse: “Não notaram quantas vezes eu chamei o rei?” Eles responderam: “Sim, mas ele é muito ocupado e achamos que você estava errado em perturbá-lo com tanta frequência”. O menino respondeu: “Eu só fiz o que ele pediu, e ele sempre ficou feliz em ajudar-me!”

Nosso Deus é como aquele rei — apenas muito maior. Ele é suficientemente amoroso e gentil para cuidar de nossa menor preocupação e nosso mais leve sussurro.

PÃO DIÁRIO

NADA DE ABATIMENTO!

outono-arvores-wallpaper

“Por que estás abatida, ó minha alma? Por que te perturbas dentro de mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei, a ele, meu auxílio e Deus meu.” Salmos 42:5

O livro de Salmos mostra de uma forma bem humana, os problemas de seus autores e do povo de Deus. Às vezes estão animados, outras vezes deprimidos, outras vezes cantando e outras vezes chorando. Na lei e nos profetas Deus está falando conosco, no livro de Salmos nós falamos a Deus. E o salmista não só fala com Deus, mas fala também consigo mesmo, ele argumenta consigo mesmo. Em momentos difíceis precisamos ter controle sobre nós mesmos. Devemos perguntar a nossa alma como pode estar abatida assim ??? Isto não é uma auto cobrança e sim um ato de fé, lembrando-se de Deus, quem Ele é, e o que Ele tem feito e o que tem prometido para nós.

DEVOCIONAL DIÁRIO

SIM, A VONTADE DO SENHOR É BOA

images

“E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.” Romanos 12:2

Afinal, quem não quer experimentar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus? É tudo o que todo aquele que crê em Cristo deseja. E a carta de Romanos nos ensina que para a alcançarmos não podemos nos conformar com este mundo, mas devemos mudar a nossa mente, o nosso entendimento.

Ou seja, muito do que o mundo pensa ser certo, para mim não deve fazer sentido. Só que essa renovação do entendimento não é algo tão simples. Sim, pois somos compostos de razão, carne e com ela, emoções. E a carne milita contra o espírito.

Então, na caminhada vou me deparar com situações em que minha mente diz que não, e o meu corpo diz que sim. Minha mente diz que não, mas minhas emoções dizem sim.

Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca. Mateus 26:41

E de repente começa a luta, e você pensa:

– Ora, a vontade de Deus não deveria ser boa, agradável e perfeita? Toda essa luta está me consumindo, estou fraco, triste, sozinha.

Sim, talvez você chegue a questionar tal verdade bíblica. Mas não desanime. A palavra do Senhor é fiel e verdadeira.

A renovação do entendimento é uma prova teórica e prática. E só depois de passar por elas é que você poderá experimentar qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.

É necessário primeiro que você absorva os desejos do Senhor para a sua vida. É necessário primeiro que você ame a Deus de todo o seu coração, alma e entendimento, com todas as suas forças. Na hora da luta, é hora de por em prática as suas convicções, a sua fé. E depois, certamente vem a bonança.

Depois de ter sido aprovado na luta, você vai olhar para o seu presente, comparar com o seu passado e vai dizer: valeu a pena. Você vai compreender como teria sido ruim se você desistisse de perseverar. E concluirá que sim, a vontade do Senhor é sempre boa, agradável e perfeita.

http://www.euescolhiesperar.com

 

DERRAMA TUA CURA, SENHOR!

cerejeira-japonesa-752997

“Cura-me, Senhor, pois os meus ossos tremem: todo o meu ser estremece.” Sl 6:2,3

Ainda bem que há um Deus atrás do qual eu possa correr em busca de cura, a exemplo do salmista: “Cura-me, Senhor, pois os meus ossos tremem” (Sl 6.2). Em muitos casos, a medicina nada mais pode fazer. E todos sabem e confessam que só resta o poder de Deus.

Não devo procurar Deus apenas quando se trata de cura física. Há muitas outras doenças de cura complicada, de cura demorada, de cura incerta e de cura impossível. No contexto do Salmo 6, tudo indica que o salmista estava precisando de uma cura muito ampla. Ele fala em desfalecimento, tristeza, choro e lágrimas.

O que se sente depois de pecar — remorso, culpa, vergonha, desânimo — é uma perturbação muito dolorida e às vezes demorada. A ausência de domínio próprio em certas circunstâncias e em certas áreas causa um estrago enorme. A falta do pai e da mãe na infância ou a falta de amor e tempo da parte deles abre feridas de difícil cicatrização. A inveja, o ciúme, a ira, a vingança, os atritos entre pessoas amadas geram graves danos emocionais. A dissolução familiar provocada pela infidelidade conjugal, pela separação e pela morte é um dos maiores sofrimentos humanos.

Todas essas situações de sofrimento podem e devem entrar no rol das doenças que exigem diagnóstico, tratamento e cura. É possível que algumas delas sejam mais dolorosas e mais complexas que boa parte das doenças físicas, além de ser uma das causas de muitas enfermidades da área médica.

Frente a essa grande variedade de distúrbios físicos, emocionais, mentais, morais e espirituais, eu posso me aproximar de Deus e dizer-lhe: “Cura-me, Senhor, pois os meus ossos tremem”. 

Retirado de Refeições Diárias com o Sabor dos Salmos.

ALEGRIA SAGRADA

ipe

A Escritura diz “Pois vocês conhecem a graça de nosso Senhor Jesus Cristo que, sendo rico, se fez pobre por amor de vocês, para que por meio de sua pobreza vocês se tornassem ricos.” (2 Coríntios 8:9).

Nenhum homem tinha mais motivos para se sentir miserável do que Jesus, e no entanto, ninguém foi mais alegre. Ele foi ridicularizado. Os que não o ridicularizavam queriam favores. Ele foi acusado de um crime que jamais cometeu. Testemunhas foram pagas para mentir. Crucificaram-no. Ele se foi como chegou, sem um tostão.

Ele poderia ser miserável e amargurado. Mas ele não era. Ele era alegre! Ele possuía uma alegria que o possuía. Eu chamo de alegria sagrada. Sagrada pois não é desta terra, alegria porque é justamente isso… a alegria de Deus. Esta alegria é de Deus! E está ao nosso alcance: na pessoa de Jesus. Ele lhe oferece, meu amigo: uma alegria sagrada!

Max Lucado

OS OLHOS DA ESPERANÇA

aaa

“Oro também para que os olhos do coração de vocês sejam iluminados, a fim de que vocês conheçam a esperança para a qual ele os chamou, as riquezas da gloriosa herança dele nos santos e a incomparável grandeza do seu poder para conosco, os que cremos, conforme a atuação da sua poderosa força.” (Efésios 1.18-19)

O poder de Deus atua em nossa vida e no mundo sempre que o convidamos. É preciso “conhecer o amor de Cristo que excede todo conhecimento, para que vocês sejam cheios de toda a plenitude de Deus” (Ef 3.19).

Uma vez que receba Jesus como Salvador e tenha o Espírito Santo, ele começará a operar em sua vida à medida que orar. Quanto mais orar, ou buscar a presença de Deus, mais o Espírito Santo a guiará e ensinará. Jesus disse que “o Conselheiro, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, lhes ensinará todas as coisas e lhes fará lembrar tudo o que eu lhes disse.” (Jo 14.26).

Deus quer que testemunhemos seu poder em operação no mundo. Ele quer que conheçamos esse poder que “ele exerceu em Cristo, ressuscitando-o dos mortos e fazendo-o assentar-se à sua direita, nas regiões celestiais, muito acima de todo governo e autoridade, poder e domínio, e de todo nome que se possa mencionar” (1.20-21). Deseja que compreendamos que Jesus não é fraco em relação a nós, mas poderoso entre nós (2 Co 13.3).

Convide Deus a abrir os olhos de seu coração e entendimento, para que possa ver a Ele e ao seu poder agindo em você, em sua vida e no mundo que a rodeia.

Stormie Omartian

SEM DECEPÇÃO

“Então Jesus lhe disse: ‘Porque me viu, você creu? Felizes os que não viram e creram’” (João 20:29).

Muitas pessoas dizem que não conseguem ter fé por serem muito práticas. Elas alegam que precisam ter certeza de que algo é verdadeiro para que possam, então, acreditar. O que essas pessoas não sabem é que todos nós vivemos a fé diariamente. Quando vamos a uma lanchonete, pedimos algo, e comemos o que eles trazem, estamos tendo fé. Não sabemos se aquela lanchonete seguiu todas as normas sanitárias na preparação do alimento. Não sabemos se o garçom fez alguma coisa errada com o seu lanche antes de te servir. Não sabemos. Então, usamos a fé.

Quando você vai com a sua receita até uma farmácia, você aceita todas as pílulas que o farmacêutico te vendeu, sem saber se realmente são os medicamentos que o médico te receitou, ou se são outros remédios que poderiam te fazer mal e até te matar. Então, você usa a fé. Quando uma pessoa vai fazer uma cirurgia e recebe anestesia, ela precisa colocar a sua fé no anestesista, nos médicos e nos enfermeiros. E quando embarca em um daqueles aviões enormes? A maioria das pessoas entende alguma coisa de avião? Não. Então, elas precisam ter fé de que os pilotos daquela aeronave saibam exatamente o que fazer. Devem ter fé que eles os levarão ao seu destino com segurança. A questão é que usamos a fé para muitas coisas na nossa rotina.

Ter fé significa crer e agir, e é isso que acontece quando nos achegamos a Cristo. Agimos por causa de algo que aceitamos como verdade. A Bíblia diz: “Pois vocês são salvos pela graça, por meio da fé, e isto não vem de vocês, é dom de Deus” (Efésios 2:8). Pare e pense: Se uma pessoa se recusa a depositar a sua fé em Deus, como é que ela consegue colocar a sua fé em um garçom, em um farmacêutico, em um médico e em um piloto? Agradeça a Deus porque Ele colocou a verdadeira fé em seu coração, pois Ele nunca a frustrará.

OVELHAS E SEU PASTOR

b407c1e654

Isaías 53:6 diz “Todos nós, tal qual ovelhas, nos desviamos, cada um de nós se voltou para o seu próprio caminho…” Você não pensaria que ovelhas seriam obstinadas. De todos os animais de Deus, a ovelha é que menos tem condições de se cuidar. Ovelhas não são inteligentes. Você já conheceu um treinador de ovelhas? Já viu ovelhas fazendo malabarismos? Conhece alguém que ensinou sua ovelha a rolar no chão? Não. Ovelhas são burras demais.

Quando Davi disse em Salmo 23, “O Senhor é o meu pastor” será que ele não poderia ter empregado uma metáfora melhor do que ovelhas e pastores? Quando Davi que foi guerreiro e embaixador de Deus, procurou uma figura para Deus, ele lembrou de seus dias como pastor. Ele lembrou como derramou atenção nas ovelhas. Como ele vigiou as ovelhas. Davi regozijou-se para dizer “O Senhor é o meu pastor” e enquanto fez isso, ele orgulhosamente proclamou “Eu sou ovelha dEle!”

Max Lucado

VEM SEMPRE O MELHOR

TAlM9J

Mateus 7:7 – “Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á.

É imprescindível se aproximar de Deus, por intermédio da oração, com a certeza de que o Pai existe e que é recompensador daqueles que o buscam (Hb 11.6,7). Se você dobrar seus joelhos para orar com aquele sentimento assim: “será que Deus vai me ouvir?”, por favor, melhor será ir tomar um refrigerante e, depois de perceber que sua confiança está restabelecida, você orar.

Se mesmo assim não conseguir estar convicto do cuidado de Deus, ore até conseguir confiar! Jesus nos garantiu que o que pedimos e buscamos nos será dado, segundo a vontade de Deus para nós. Isso não quer dizer em hipótese alguma que o Senhor estará disposto a atender desejos egoístas e que nos prejudicarão.

Eu agradeço a Deus por diversas vezes que Ele me disse “não”. Eu seria um homem frustrado se Ele atendesse todas as minhas orações. Prefiro ter a certeza de que a cada “não” que escuto, é sinal claro de que no futuro, Ele me proporcionará um caminho de paz infinitamente melhor!

Conte com fé seus problemas para Deus; e espere dEle sempre o melhor!

DEVOCIONAL AMOR EM CRISTO

DISCIPLINA E FÉ

“Esta é a confiança que temos ao nos aproximarmos de Deus: se pedirmos alguma coisa de acordo com a sua vontade, Ele nos ouve. E se sabemos que Ele nos ouve em tudo o que pedimos, sabemos que temos o que dEle pedimos” (1 João 5.14,15).

Talvez olhemos para 2017 e percebamos que algumas coisas que colocamos como alvo diante de Deus não foram alcançadas. Pode ser por dois motivos: ou porque ¹não pedimos de acordo com a vontade do Senhor, e, sim, o que achávamos que seria melhor; ou porque, mesmo de acordo com a Palavra Dele, não exercitamos a nossa fé, não nos organizamos, não planejamos, não agimos.

Antes de pedirmos algo ao Senhor, precisamos conhecer a vontade dEle para nós. E só saberemos isso lendo a Bíblia, tendo relacionamento com Ele, ouvindo Sua voz. Uma vez conhecendo Sua vontade por meio da Sua Palavra, podemos pedir de acordo com ela, crendo que receberemos. Ou seja, precisamos ter fé (Mateus 21.22). Acontece que algumas coisas, para acontecerem, além de fé, requerem organização, planejamento e ação da nossa parte. Então, se você recebeu uma Palavra de Deus acerca do que você deve fazer da sua vida, não espere as coisas caírem do Céu. Tenha fé nessa Palavra, organize-se, faça um planejamento e aja, dentro do que o Senhor te falou! E Ele conduzirá conforme a vontade Dele! Nada acontecerá se você não sair do lugar. Faça o que você pode, e Deus fará o impossível.

DEVOCIONAL LAGOINHA

ORE COM ESPONTANEIDADE

Mateus 6:7 – E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que por muito falarem serão ouvidos

A oração não deve ser repetida e nem aprendida. Sabe quando você encontra um livro que ensina galanteios, e ao usá-los para conquistar a pessoa amada, você percebe o quão superficial é a fala?

A oração aprendida é do mesmo modo. O discípulo não usa orações prontas; jamais compre um livro com orações poderosas e as repita, é uma forma superficial e errada de se comunicar com Deus. Com Ele, vale a espontaneidade!

A oração deve ter sinceridade, boa motivação de coração, pois não estamos falando com um Ser que seja insensível aos nossos sentimentos. Em minhas orações, evito repetir fórmulas: quando estou no carro, peço que Jesus se assente no banco da frente e converso com Ele como se estivesse conversando com um melhor amigo (com o devido temor que é devido a Sua santidade). Faço o mesmo quando oro ao Pai Celestial e ao Espírito Santo.

Desfrute da liberdade que o sangue de Cristo nos proporcionou. Se achegue bem pertinho de Deus através da sua oração, e veja o Seu agir lhe concedendo vitória em todos os dilemas da sua vida!

DEVOCIONAL AMOR EM CRISTO

ROCHA IMUTÁVEL

Você e eu estamos sujeitos. O tempo determina o que vestimos. A gravidade dita nossa velocidade e a saúde determina nossa força. Podemos desafiar essas forças e alterá-las um pouco, mas nunca nos livramos delas. Deus é um Deus imutável, sem causa, e um Deus que não se sujeita. Ele não olha o tempo, Ele o faz. Ele não desafia a gravidade, Ele a criou. Ele não é afetado por sáude, Ele não tem corpo

Jesus disse: “Deus é espírito” (João 4:24). Uma vez que Ele não tem corpo, Ele não tem limitações, igualmente ativo na Camboja quando em Connecticut. “Para onde fugirei do seu Espírito”, Davi pergunta em Salmo 139:7.
Deus, Imutável. Deus, Sem Causa. Deus Soberano. Apenas uma fração das qualidades de Deus, mas não é o bastante para nos dar uma visão do nosso Pai? Salmo 90:2 diz “Antes de nascerem os montes e de criares a terra e o mundo, de eternidade a eternidade tu és Deus!”

Deus, nosso Pastor, não precisa olhar o tempo; ele o cria. Ele não desafia a gravidade, ele a cria. Imutável. Eterno. Soberano. Estas correspondem apenas a uma fração das qualidades de Deus. Mas, será que não são o suficiente para vislumbrarmos nosso Pai? Não precisamos desse tipo de pastor? Não precisamos de um pastor imutável?

Max Lucado

CRER NÃO É SIMPLES

2-1

“Bem-aventurada a que creu, porque serão cumpridas as palavras que lhe foram ditas da parte do Senhor.” (Lucas 1:45)

Crer em promessas não é simples. Vivemos num mundo onde frequentemente somos enganados, traídos e explorados. Temos medo de acreditar, de empenhar nossa vida em mais um projeto cujo risco de fracasso é sempre grande. Quando éramos crianças acreditávamos nas promessas, aguardávamos com expectativa seu cumprimento. Crescemos e nos tornamos cínicos, desconfiados, mais “espertos” ou, como alguns preferem, maduros.

Mas a vida cristã consiste em nos tornarmos novamente crianças, resgatar a capacidade de crer, confiar e esperar. Maria, por exemplo, creu nas palavras do Senhor, confiou em suas promessas, mesmo que estas lhe parecessem absurdas. Sua atitude foi como uma criança que se deixa ser conduzida, abençoada, ensinada. Tornou-se bem-aventurada porque as palavras do Senhor foram cumpridas, ela engravidou-se de Deus e viveu a graça de ser parte do seu propósito para a salvação do homem.

Somos hoje cristãos cínicos ou bem-aventurados porque temos crido nas promessas do Senhor?

DEVOCIONAL ULTIMATO

PRINCÍPIO

parede-para-sala-D_NQ_NP_323221-MLB20737798315_052016-F

Em gênesis,  primeiro livro da Bíblia, Deus é apresentado como aquele que trouxe  existência à toda  criação por meio da Palavra. No Evangelho de João, primeiro livro do Novo Testamento, Deus é apresentado como Aquele que deu vida à salvação por meio da Palavra, que toma forma humana em Jesus, O Cristo.

Jesus fala e o perdão se faz. Jesus fala e a ressurreição ocorre. Jesus fala e a cura se estabelece. Jesus fala e os milagres se sucedem.

Jesus não apenas transmite a palavra de Deus, Ele É a Palavra de Deus. Quando entendemos esta verdade, vemos o quão importante também são nossas palavras. Quando dizemos “EU CREIO” para Jesus, somos salvos.

Nossas palavras se enchem de poder quando dialogamos com Ele em oração, depositando em Suas mãos nossas aflições. Consagrando a Ele tudo que faz parte de nossas vidas.

Muitos de nós começamos, ou recomeçamos, a ler a Bíblia hoje, primeiro dia de janeiro. Que seja inspirador saber que “A Palavra tornou-se homem e viveu aqui na Terra entre nós, cheio de amor e perdão , cheio de verdade. E vimos a sua glória, a glória do Filho único do Pai. Todos nós recebemos da abundância dos seus bens, e a sua graça contínua.” João 1:13 e 15

Que seja inspirador para fazermos deste 2018 um ano de muita cumplicidade com Jesus. Que seja inspirador para prosseguirmos em fé e confiança diante dos desafios que nos esperam, e muita gratidão perante as bênçãos que virão.

AMÉM! Somente a Ele toda a glória.

Neuma Fernandes

* A INTERVENÇÃO

O único DEUS, aquele feito homem em JESUS, é um DEUS vivo. ELE conhece o nosso coração e sabe os intentos da nossa alma. ELE vem ao nosso encontro quando  O clamamos com humildade e espírito de obediência. ELE interfere em nossas vidas.

DEUS tem intervindo de muitas maneiras. Quando ninguém espera, ELE intervém. Quando as coisas se aproximam do insuportável, ELE intervém. Quando não há mais esperança, ELE intervém. Quando nos voltamos para ELE, para ELE somente, ELE intervém.

ELE intervém em forma de juízo quando os homens agem com orgulho e O confrontam, vemos isso no SEU agir durante a construção da Torre de Babel e na destruição de Sodoma e Gomorra. ELE age a favor dos SEUS filhos quando os homens reconhecem SUA soberania, este é o caso do oficial romano diante DELE ao dizer – “ Senhor, não sou digno de que entres debaixo do meu telhado, mas dize somente uma palavra, e o meu criado há de sarar.” Mt 8:8.

Porém, a grande intervenção de DEUS na história humana deu-se quando ELE enviou a JESUS. Esta intervenção traz juízo para os que o rejeitam e vivem em desacordo com SEUS ensinamentos , mas traz salvação para aqueles qie O aceitam como SENHOR e SALVADOR, portanto, O seguem inteiramente.

Inúmeras vezes DEUS age na vida dos SEUS filhos-amigos de forma misteriosa, aparentemente parece destruir nossos sonhos e projetos; contudo, ELE está agindo com amor e divina sabedoria. Se esperamos em oração a intervenção do PAI com obediência, submissão, adoração e fidelidade, ELE virá e intervirá no centro daquilo que nos abate e nos angustia. ELE tem poder, amor e misericóridia mais que suficiente para mudar tudo. Clame, creia e espere pela intervenção DELE, ELE trará soluções.

DEVOCIONAL ORANDO EM FAMÍLIA

* INVADINDO O IMPOSSÍVEL

Jack Hayfort diz no seu livro Orar é invadir o impossível: “Há uma maneira de encarar o impossível. INVADÍ-LO! Não com um fluente discurso de boas expectativas. Não com ira, nem com resignação, não através de autocontrole, mas com violência. E a oração provê o veiculo desse tipo de violência”.

DEUS não nos dá fórmulas detalhadas para realizarmos todas as ações da guerra espiritual. DEUS não está contido em fórmulas em nenhuma área da verdade bíblica. ELE quer nossa entrega incondicional e que vivamos na dependência do SEU SANTO ESPÍRITO.ELE está interessado no relacionamento e nos dá princípios que devem ser aplicados sob a direção do ESPÍRITO SANTO.

Por exemplo, o SENHOR não nos dá uma fórmula particular para um culto de adoração. Não é importante que nós O adoremos da mesma maneira, mas sim que O adoremos.

Da mesma forma, na batalha espiritual a questão não é tanto como nós lutamos, mas sim que lutemos. Quando nós esperamos no SENHOR, ELE vai nos mostrar qual estratégia de guerra usar. O SENHOR é um DEUS de relacionamento,  ELE é um PAI apaixonado e dá mais prioridade ao amor que ao serviço. É nosso relacionamento com CRISTO que nos prepara para as nossas guerras.

Dutch Sheets, em “ORAÇÃO INTERCESSÓRIA”

* CONFIANÇA NO PAI

Na hora de tentar libertar um cão de uma armadilha, extrair um espinho do dedo de uma criança ou salvar de um afogamento alguém que não sabe nadar, o único obstáculo fatal talvez seja a desconfiança deles. Pedimos que confiem em nós desafiando seus sentidos, sua imaginação e sua inteligência. Estamos pedindo que creiam que o que é doloroso aliviará seu sofrimento e o que parece perigoso, é sua única salvação.

Pedimos que aceitem aparentes impossibilidades: que mover a pata de volta para uma armadilha é a única maneira de sair, que machucar mais o dedo acabará com a dor, que a água resistirá e suportará o corpo. Para explicar todas essas incredulidades, podemos contar apenas com a confiança do outro em nós, uma confiança sem fundamentos aparentes, claramente prejudicada pela emoção.

Às vezes, por causa da incredulidade, não conseguimos grande coisa. Mas, se tivermos sucesso, será porque confiaram em nós contra todas as evidências. Ora, nos momentos difíceis da vida precisamos acreditar que, para DEUS, nós somos o que o cão, a criança e o banhista foram para nós, mas em grau muito maior.

C. S. Lewis, em “CRISTIANISMO PURO E SIMPLES”

* A ARTE DE OUVIR

Períodos de silêncio entre orações são um privilégio e uma benção. Não entre em pânico quando houver uma calmaria – apenas ouça! A oração é uma conversa a dois com DEUS.

Hoje o silêncio e a paciência são artes perdidas. De alguma forma achamos que temos que falar com DEUS o tempo todo, e achamos que ELE tem que nos atender rapidamente; mas há coisas maravilhosas que DEUS nos quer dizer. ELE tem respostas às nossas perguntas, segredos que ELE quer partilhar conosco, e contudo O bombardeamos com o nosso “muito orar”. Esquecemo-nos de que DEUS está apenas esperando para nos dizer algo grandioso se tão somente LHE dermos a oportunidade.

Aprendemos a ficar quietos o tempo suficiente para DEUS nos dizer algo? É no silêncio que a nossa comunicação se torna um diálogo.

“Aquietai-vos e sabei que EU sou DEUS.” Sl 46

Evelyn Christenson, em “O QUE ACONTECE QUANDO AS MULHERES ORAM”

* SEMEANDO

Orar é pedir.

Orar é louvar.

Orar é profetizar.

Orar é agradecer.

Orar é esperar em DEUS.

Orar é ter certeza que a espera não é em vão, que a esperança não trará frustração, não nos acarretará desonra, nem vergonha.

Orar é saber que a realidade visível é apenas uma parte de uma realidade maior, muito maior.

Orar é bombardear as muralhas do inferno.

Orar é colocar DEUS na guerra.

Orar é abrir caminho para DEUS agir.

Orar é semear a terra das áridas circunstâncias para o desabrochar dos milagres.

Orar é uma posição – posição de vitória e de conquista, para  a glória do PAI.

* E O VERBO SE FEZ CARNE

Aprendi acerca da encarnação quando mantive um aquário. Gerenciar um aquário não é tarefa fácil. Precisava manejar um laboratório químico portátil para monitorar os níveis do nitrato e o conteúdo de amônia. Bombeava dentro dele vitaminas, antibióticos e sulfa, e enzimas suficientes para fazer crescer uma rocha. Filtrava a água por meio de fibras de vidro e carvão, e o expunha à luz ultravioleta. Era de esperar que, à vista de toda essa energia despendida em benefício dos meus peixes, eles ficassem pelo menos gratos. Mas não. Toda vez que minha sombra aparecia por cima do tanque, eles mergulhavam em busca de abrigo na concha mais próxima. Demonstravam só uma “emoção”: medo. Embora eu abrisse a tampa e jogasse dentro alimento em horários regulares, três vezes ao dia, reagiam a cada visita como sinal certo de meus desígnios de torturá-los. Eu não podia convencê-los de minha verdadeira preocupação.

Para os meus peixes eu era a divindade. Era grande demais para eles; minhas ações, incompreensíveis demais. Meus atos de misericórdia, eles os viam como crueldade; minhas tentativas de curá-los, consideravam-nas destruição. Mudar suas perspectivas, comecei a entender, exigia uma forma de encarnação. Eu teria de me tornar um peixe e “falar” a eles em uma linguagem que pudessem entender.

Um ser humano transformando-se em peixe não é nada se comparado a Deus tornando-se um bebê. E, de acordo com os evangelhos, foi o que aconteceu em Belém. O Deus que criou a matéria tomou forma dentro dela, como um artista que se tornasse uma mancha em uma pintura ou o autor de uma peça que se transformasse em um personagem dentro de sua própria peça. Deus escreveu uma história nas páginas da história real utilizando apenas personagens verdadeiros. A Palavra se tornou carne.

O Deus do universo se tornou carne para que você e eu pudéssemos compreender que Seus atos em nossas vidas são gestos de amor e pura graça.

Philip Yancey, em “O JESUS QUE EU NUNCA CONHECI”

* O SEGREDO

Na “Parábola do Juiz Iníquo”, narrada em Lucas 18.1-8, temos uma ilustração maravilhosa de como Deus está pronto a atender cada um de Seus filhos.

Lendo o texto percebe-se que a chave é ORAR SEMPRE e AGUARDAR A RESPOSTA. A parábola fala a respeito de um juiz iníquo, perverso, injusto e cruel, que não temia a Deus e nem respeitava homem algum, fala também de uma viúva que sempre pedia àquele juiz para que ele resolvesse a sua causa. Cansado de tanto ser importunado, o juiz acabou solucionando o seu problema.

É interessante esse contraste: um juiz que não temia a Deus e nem respeitava ao homem pôde ser levado a fazer justiça a uma viúva que o importunava. O que Jesus deseja ensinar por meio desta mensagem é que o cristão deve ser encorajado a orar confiantemente em Deus. ELE sempre nos atende quando somos sinceros, perseverantes em nossas orações, e quando pedimos de acordo com SUA vontade soberana. Deus traz à existência as coisas que ainda não existem somente para abençoar seus filhos: “[…] perante aquele no qual creu, a saber, Deus que vivifica os mortos, e chama à existência as coisas que não existem, como se já fossem.” (Rm 4.17).

Muitos podem estar como a viúva da parábola, sentindo-se desamparados e destituídos de todos os recursos. Entretanto, aquela viúva não desistiu. Ela orou e perseverou na busca por uma solução. Esta deve ser a atitude de cada filho de Deus: orar e perseverar, buscando em Deus a solução para os problemas e dificuldades pelas quais se esteja passando. É dramático desistir dos sonhos de DEUS, tal ação acarretará  conseqüências nebulosas e nos direcionará para caminhos obscuros que, muitas vezes, nos parecerão corretos e abençoadores. Esta é uma das mais usuais estratégias do inimigo para nos destruir – camufla a maldição em benção.

Não saia dos caminhos de DEUS, não desista quando ELE quer que você persista, e desista quando ELE te orienta a desistir. O fundamental é manter-se em comunhão com o PAI e entender o que ELE quer de nós, para isto é essencial estarmos permanentemente lendo SUA Palavra; estarmos insistentemente obedecendo SEUS preceitos; estarmos invariavelmente em estado de oração.

A viúva obteve o que pediu não porque o juiz decidiu fazer justiça, mas porque DEUS a abençoou através do homem injusto. E porque DEUS a atendeu? Porque o desejo dela estava de acordo com a vontade do SENHOR. Este é um dos grandes segredos desta história.

Ruth Tucker,  em “FÉ E DESCRENÇA”

* A VIRADA

Há ocasiões em que é muito difícil ter um mínimo de esperança; contudo isso não anula o fato de que DEUS está presente, e atuante. Mesmo nos dias mais negros existem razões, maiores do que toda negritude, para a presença da esperança em detrimento do desespero.

Você pode fazer algo mesmo quando não existe força nenhuma em você, ainda assim você pode  manter sua mão sobre a de DEUS. Quando as circunstâncias garantem que você não vai conseguir, mesmo quando tudo parece conspirar contra você, é nesse instante que você deve dar a “virada”. Na realidade, é exatamente em tempos como esses que aqueles que servem a DEUS podem produzir um enorme e significativo impacto – CONFIE EM DEUS! PERMANEÇA ORANDO…SE NÃO HÁ FORÇAS, MANTENHA O CORAÇÃO FIRMADO EM JESUS, ELE irá renovar tuas forças e honrar teu posicionamento.

Não se esqueça, quando a escuridão vem impiedosa, não significa o fim; significa que é hora de sustentar os olhos em DEUS mais firmemente. Não importa quão escuro esteja, não se deixe impressionar pelo breu, afinal, não há nada maior nem mais poderoso que DEUS, não há nada mais denso e profundo que DEUS, não há nada mais forte que DEUS. DEUS não perde o controle sobre situação alguma, DEUS Não perde detalhe algum das nossas vidas, DEUS não tira uma folguinha do SEU trabalho.

Não se deixe vencer pelo desespero, não dê munição às trevas, esse é o teu momento de agir e tomar a decisão que pode acarretar tua derrota ou na tua vitória, você não está vendo, mas, DEUS está fazendo a parte DELE, a tua é CONFIAR NELE. ORE! ORE! ORE! NEM QUE SEJA APENAS COM LÁGRIMAS, NEM QUE SEJA APENAS COM GEMIDOS….O QUE IMPORTA É QUE AS LÁGRIMAS E OS GEMIDOS SEJAM LANÇADOS NO OMBRO DELE, ESPERANDO NELE A SOLUÇÃO.

DEUS É FIEL! ELE espera de nós fidelidade.

NÃO DUVIDE DISSO.

Neuma Fernandes

* CIRCUNSTÂNCIA PERFEITA

Eu gostaria de destacar uma grande verdade que não  pretendo compreender: A melhor estrutura  para O SENHOR DEUS fazer SUA obra mais ideal é aquela organizada quando as coisas são absolutamente impossíveis e nos sentimos totalmente desqualificados para lidar com elas. Esta é SUA circunstância favorita. Estas são SUAS condições especiais de trabalho.

Como disse, eu não sei explicar esse fenômeno. Afirmo, simplesmente, pelas escrituras e pela experiência, que isso é verdade. DEUS faz SUA obra mais magnífica quando a situação parece totalmente impossível do ponto de vista humano, e nos sentimos absolutamente despreparados e incapazes para fazer algo a respeito, mas ainda assim nossa confiança está NELE.

Charles Swindoll,  em “MOISÉS – UM HOMEM DEDICADO E GENEROSO”

* FÉ DE ÁGUA CORRENTE

“Aquele que oferece por sacrifício ações de graças me glorifica; e àquele que bem ordena o seu caminho eu mostrarei a salvação.” Sl 50:23

A ordem bíblica é clara: Em tudo daí graças…..Todas as coisas colaboram para o bem dos que amam a DEUS.

Devemos oferecer a DEUS culto de adoração e louvor com ações de graças. A mágoa revoltosa e ingrata testifica rebeldia e insubmissão. Por ser difícil fazer este ato involuntário de louvor e agradecimento, é que se chama de ato sacrifical louvar e agradecer diante de uma circunstância dolorosa.

Isso, na verdade, é a fé em ação, adquirindo maturidade emocional  e espiritual. São as emoções que afundam a fé espiritual numa areia movediça. A emoção é inimiga da fé, pois, os estados emocionais fixam nossos olhos em nós mesmos e nas circunstâncias, conseqüentemente, desviamos os olhos das promessas de DEUS.

O texto  diz: “Mostrarei a salvação de DEUS…”. Significa que DEUS vai dar o livramento da situação que se estiver passando. Falta-nos acreditar, confiar, esperar e perseverar NELE e nas promessas feitas. Quantas das promessas você já tomou posse pela fé?

Um coração tomado de orgulho e auto-suficiência não se curvará perante DEUS; rendido em louvor e ação de graças, os que semeiam andando e chorando voltarão com seus feixes  cheios de alegria. Lance sobre ELE toda a tua ansiedade, porque ELE tem cuidado de você.

Mantenha a sobriedade na mente e no coração, não reclame, agradeça e louve ao SENHOR. Não nos esqueçamos de que a plena maturidade espiritual é atingida desenvolvendo as 3 medidas da fé: CONFIANÇA, ESPERANÇA E PERSEVERANÇA.

Não desenvolva uma fé de fogo que, ao acabar a lenha, resta apenas cinza e nada mais. Desenvolva a fé de água corrente com início, meio e fim, naquele devagar e sempre, sempre para frente, constante, que garante uma vida feliz.

A fé que DEUS colocou em nossos corações é vida para ser experienciada em confiança-esperança-perseverança, resistindo EM CRISTO é que alcançamos com segurança o objetivo.

Werner David Ludescher, em “MAIS QUE VENCEDORES”

* OBEDIÊNCIA SANTA

DEUS pode falar conosco de diversas maneiras, mas, SEU método preferido é SUA Palavra, nunca despreze um ensinamento da Palavra que lhe vem às mãos em um momento de apreensão, sofrimento, dor ou dúvida.

Mas, se endurecermos a nossa consciência e o nosso coração, e noa recusarmos a obedecer quando ELE falar, perderemos a benção da direção, do conforto, do conselho ou da solução desejada.

ELE fala conosco para nos ajudar, nos conduzir, nos manter longe dos problemas, nos dar respostas e para que saibamos o que é certo e o que é errado.

A maioria de nós tende a ser teimosa e obstinada na nossa maneira de querer as coisas, mesmo que a nossa maneira não esteja funcionando. No entanto, podemos aprender a ser mansos para com DEUS e nos tornarmos sensíveis à SUA voz e à direção do ESPÍRITO SANTO.

Naturalmente existem diretrizes gerais que se aplicam a todos a todo tempo, para estas coisas não precisamos consultar a DEUS, pois já sabemos que enganar, mentir, roubar, oprimir, por exemplo, são atitudes abomináveis para DEUS. Não é sobre o óbvio que estamos falando aqui, mas, sobre aquelas situações que, sinceramente, não sabemos como agir e queremos a direção de DELE.

Se, realmente, queremos ouvir a voz de DEUS, devemos prestar atenção à SUA voz e manter os ouvidos propensos a ouvir os sons da SUA direção. Devemos obedecer se quisermos ouvi-LO com freqüência. A nossa sensibiliade à SUA voz pode ser aumentada pela nossa obediência ou diminuída pela nossa desobediência.

Não aposte que alguma coisa vai funcionar sem a aprovação de DEUS. Mas, creia que funcionará se ELE aprovar. JESUS é o autor e consumador da nossa fé (Hb 12:2), aprendi que ELE não é obrigado a concluir o que ELE não começou.

Joyce Meyer, em “COMO OUVIR A VOZ DE DEUS”

* NA RESERVA

Poucas coisas são mais atormentadoras que conviver com dificuldades prolongadas; nesta experiência passamos por inúmeros estágios, do desespero mais profundo ao amortecimento das emoções.

Quando as promessas de DEUS parecem ilusões e o pesadelo das circunstâncias perverte nossos sonhos, as forças se esvaem, nossa visão espiritual se turva, a dor…somente a dor toma formas nítidas e contornos definidos, somente a dor toca nossos sentidos tumultuando nossa percepção de DEUS.

Nesses momentos, reúna aquela mirrada força que ainda há  de reserva e leia Isaias 50:10 –

“Quando andar em trevas, e não tiver luz nenhuma, confie no nome do SENHOR, e firme-se sobre o seu Deus.”.

Vá ao capítulo seguinte e se alimente desta porção de esperança:

“OUVI-ME, vós os que seguis a justiça, os que buscais a minha ajuda. Olhai para a rocha de onde fostes cortados, e para a caverna de onde fostes cavados. Olhai para Abraão, e para Sara; porque, sendo ele só, o chamei, e o abençoei e o multipliquei. EU, o SENHOR, consolarei a Sião (veja teu nome aqui); consolarei a todos os seus lugares assolados, e farei com que o seu deserto se torne como o jardim; gozo e alegria se achará em ti, ação de graças e voz de melodia.” Is 51:1-3

Estas palavras não foram escritas somente para um determinado povo, num passado remoto. Estas palavras foram escritas por ELE para TODOS AQUELES que SÃO DELE em todas as eras e tempos. Foram escritas para todas as pessoas que, verdadeiramente, conhecem o DEUS que se fez homem em JESUS CRISTO, que se preocupam em agradá-LO e atendê-LO. Palavras escritas para serem lidas naqueles momentos em que o mundo rui sobre e sob nós.

Nutra sua esperança com estas palavras, em seguida louve-O e agradeça-O por tudo que ELE é e faz.

Neuma Fernandes

* AS RAZÕES DA DOR

Ninguém sofre à toa, há uma razão por trás de cada padecimento – uma lição a ser aprendida… um erro a ser confessado e concertado… uma missão a ser desencadeada… aspectos no nosso temperamento, ou caráter, que precisam ser fortalecidos ou extirpados… a fé que precisa ser testada para se firmar…

Mas, tem algo mais a ser descoberto com a dor – a essência de DEUS. A dor é um lugar difícil para vislumbrar O SENHOR com coerência e nitidez, contudo, é o melhor lugar para O procurar. Dependendo da nossa disposição, veremos DEUS com limpidez ou não, tudo depende do nosso coração, eis o desafio que a dor traz. Se pendermos à arrogância de acusar DEUS de injusto, se sucumbirmos à tentação de exigir livramento por causa das nossas “virtudes”,  nos entrevaremos na amargura levados pela rebeldia insana.

Mas, se nos reconhecemos como miseráveis, como indignos, como errantes e débeis, exatamente como o fizeram o centurião de Mt 8:5, o publicano de Lc 18:13, o filho pródigo arrependido de Lc 15:21, a mulher doente de Mt 9:20, então, estamos aptos a tocar nas vestes do SENHOR e encontrar SUA misericórdia, como estes encontraram.

Somente dessa forma nos habilitamos a escutar SUAS PROMESSAS. Nos habilitamos a atravessar o nosso deserto.

O deserto não vai se transformar num jardim, nunca. O jardim está ALÉM do deserto. Deserto é deserto, é frio, é inóspito, mas, não é estéril se aprendemos o que temos que aprender na travessia, se admitirmos nossa dependência absoluta DELE, se rendidos ao pó do solo árido, esperamos SUA voz, a escutaremos, e seremos levados por ELE a um oásis chamado ESPERANÇA, é ali que somos convidados a aprender que esse DEUS pode tudo, que é ilimitado SEU poder, que é incalculável SUA sabedoria, que é insaciável sua FIDELIDADE.

Em todo deserto há esse lugar onde encontramos um conforto sobrenatural, ali está ELE á nossa frente, ELE nos chama pelo nome, ELE sabe da tua dor, ELE está aqui diante de você e de mim no meio dos nossos desertos, ELE pede algo – “CONFIA EM MIM!”.

Esse que nos consola é AQUELE que abre os mares, que faz tremer as montanhas, que tem as estrelas e planetas sob SEU domínio, é AQUELE que dá ordem aos ventos, ELE é quem abre as tumbas.

Diante de tanta MAGNITUDE, de tamanha MAJESTADE, de inacreditável AMOR, só podemos concluir que há um jardim logo ali na frente e, mais do que eu ou você podemos desejar, ELE quer nos conduzir para lá.

Sim, EU SEI, essa certeza não diminui a dor, não estanca as lágrimas, mas, se você chegou a este ponto, chegou a hora de aprender algo mais sobre paciência e espera. EU SEI…EU SEI…são, provavelmente, as mais duras lições no meio de tantas que você teve que aprender nesse deserto, mas, lembre-se, ELE está pedindo – “CONFIE EM MIM!”, não é qualquer um que está pedindo, é ELE, lembra do que ELE fez por nós na cruz? É AQUELE dos espinhos e dos cravos quem pede!

Posso te falar por mim, eu resolvi confiar, confie também, eu confio em tudo que ELE me diz, eu confio que ELE realizará CADA UM DOS MILAGRES que ELE me promete, EU CONFIO NELE, me recuso, em nome do DEUS que amo e sirvo, a ser refém da desesperança. Não seja também.

Neuma Fernandes