* ABATIDO E FIRME

Preparam armadilhas para os meus pés; fiquei muito abatido. (Sl 57.6.)

O abatimento é uma experiência muito desagradável. Sobretudo quando não estamos acostumados com ele, quando é uma novidade para nós. É disso que se queixa o salmista: “Fiquei muito abatido” (Sl 57.6). Ele não estava abatido até que tomou conhecimento de uma investida da parte dos que não o queriam bem. De um degrau mais alto desceu para um degrau mais baixo. De uma situação mais confortável desceu para uma situação menos confortável. De uma condição de ânimo desceu para uma condição de desânimo. A queda afetou a saúde espiritual, a saúde emocional e a saúde física. Trouxe algum transtorno para o homem todo.

Essa não é a primeira nem a última vez que o salmista passa por esse desconforto. Ele já havia confessado: “Estou encurvado e muitíssimo abatido” (Sl 38.6). Já havia se questionado: “Por que você está assim tão triste, ó minha alma?” (Sl 42.5, 11; 43.5).

Naturalmente há muitos graus de abatimento, do brando ao pavoroso. A durabilidade também varia muito, daquele minutinho de desânimo ao desânimo crônico. O abatimento tem sinônimos leves (desalento, desânimo) e sinônimos assustadores (depressão).

No caso em foco, o salmista soube lidar com a má notícia e com o transtorno que ela causou. De tal modo que, no mesmo poema, ele declara não só o seu abatimento (“Fiquei muito abatido”), mas também a sua firmeza (“Meu coração está firme, ó Deus”). Uma afirmação segue a outra.

Retirado de Refeições Diárias com o Sabor dos Salmo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s