* O QUE TU QUISERES, MEU SENHOR!

tree-832079_960_720

Jesus desceu da montanha com os aplausos da multidão ainda soando nos ouvidos. De repente, apareceu um leproso, que se ajoelhou diante de Jesus e pediu: “Mestre, se o senhor quiser, pode me purificar”. Jesus estendeu a mão, tocou o leproso e disse: “Quero! Fique limpo!”. Todos os sinais da lepra desapareceram na hora. Jesus, então, lhe disse: “Não diga nada a ninguém. Apenas se apresente ao sacerdote, para que ele confirme a cura, e leve a oferta de gratidão a Deus, ordenada por Moisés. Que sua vida purificada e grata, não suas palavras, dê testemunho do que eu fiz”. (Mateus 8.1-4)

O leproso é o necessitado in extremis: alguém à parte, solitário, a quem se evita. Contudo, nenhuma condição de indigência é tão extrema ou tão absoluta a ponto de fazer que nos entreguemos ao desespero. Há esperança em Deus. A aproximação, tímida e hesitante – “se o Senhor quiser” –, encontra, inesperadamente, um desejo ousado e otimista de salvar: “Quero”.

O que havia de tão ruim em ser um leproso?

Quero purificação, querido Cristo, tanto quanto aquele leproso. Mas à tua maneira, o que quiseres. Não quero que minha vida seja moldada por minhas exigências, mas pelo movimento certo, porém misterioso, de tua graça. Amém.

Retirado de Um Ano com Jesus

* A VEREDA DO JUSTO

sunset-114558_960_720

“A vereda do justo é como a luz da alvorada, que brilha cada vez mais até à plena claridade do dia. Mas o caminho dos ímpios é como densas trevas; nem sequer sabem em que tropeçam.” (Provérbios 4.18-19)

Podemos identificar diversas áreas em nossa existência: a física, a emocional, a relacional, a financeira, a espiritual, a social, a familiar… e poderíamos seguir compartimentando. Mas somos uma unidade e não uma colcha de retalhos. Todavia, é possível cuidarmos melhor se nos percebermos, avaliando estas diversas áreas. Somos melhores em uma e piores em outra. Temos facilidade em uma e facilidade em outra. Mas é importante que a disparidade não seja num nível que nos prejudique. Por exemplo, darmos tanta atenção ao trabalho ao ponto de adoecer pelo excesso de trabalho. Ou desejar tanto proporcionar o melhor para a família ao ponto de gerar problemas financeiros. A vida exige equilíbrio.

Para ter equilíbrio é preciso sabedoria e é indispensável a benção de Deus. O texto de hoje está falando da vereda do justo, da pessoa que vive a partir de princípios morais, éticos e espirituais corretos. Nas Escrituras o justo é alguém que age corretamente e alguém que se submete a Deus e recebe de Sua justiça. Não é alguém perfeito, é alguém perdoado e que é justificado pela justiça da Cruz de Cristo. Uma justificação que nos equilibra a partir do centro para a periferia; do interior para o exterior. O justo é quem crê e orienta a vida colocando o Reino de Deus e a sua justiça em primeiro lugar. E então as demais coisas encontram o lugar certo. A vida vai sendo ordenada para nosso bem.

Quando é assim, o conjunto de atitudes, aprendizado, experiências, buscas, investimentos e tudo mais, inclusive dores, perdas, erros e tristezas, coopera para o bem, para que sigamos nos tornando uma pessoa lúcida, saudável, em quem o querer de Deus se realiza. Não tem a ver com o que conquistamos em termos materiais ou posição, mas tem a ver com quem nos tornamos. Com o tipo de visão que temos da existência e com o tipo de coração que revelamos no relacionamento com os outros. Quem você espera se tornar com a vida que tem levado? Viva como um justo e espere o melhor, a despeito do que a vida lhe proporcionar.

DEVOCIONAL IBPC

* ESTRATÉGIAS ESTRANHAS

out

Salmos 16:8 – ¶ Tenho posto o SENHOR continuamente diante de mim; por isso que ele está à minha mão direita, nunca vacilarei.

Davi começa seu salmo implorando pela proteção poderosa e infalível do Senhor: “pois em Ti me refugio”. Após lamentar as derrotas espirituais daqueles que “correm atrás de outros deuses”, o salmista declara radiantemente: “Tenho posto o Senhor continuamente diante de mim. Por isso que Ele está à minha direita, nunca vacilarei” (Salmo 16:8).

O rei chama atenção para um ponto delicado, ao escrever: “não tenho bem nenhum além de Ti”. Nosso grande problema existencial é a enorme coleção de bens de que dispomos e aos quais damos preferência. Quando isto acontece, Deus é apenas um dos itens de nossa lista – a quem apelamos, somente depois de descobrir que as atraentes soluções humanas são furadas. Até chegar à conclusão do salmista, apanhamos um bocado…

O segredo de não vacilar, continuamente, é apelar para as soluções divinas de maneira contínua. É comum entregar a Deus as rédeas de nossa vida, somente depois, às vezes muito depois, de constatarmos os furos das nossas soluções humanas. Como isso não é coisa rara, entre os discípulos, Tiago nos ensina que Deus usa as nossas provações, para o fortalecimento de nossa confiança nas soluções divinas. Esta é a receita para não vacilar: aprender a deixar o Senhor no comando de nossa vida… mesmo quando as estratégias Dele nos pareçam um pouco estranhas.

DEVOCIONAL AMOR EM CRISTO

* ENTUSIASMO

patagonia-1581878_960_720
É interessante observar que a Bíblia não traz nenhuma promessa aos desanimados, aos preguiçosos e aos que não confiam, ainda que a Palavra de Deus se esmere em estimular o ânimo daqueles que, por algum motivo,  enfraqueceram no caminho. Mas a Palavra é muito clara quando nos exorta a pedir, a esperar com confiança, mas, sobretudo, a nos esforçar para tomar posse da conquista.
Deus nos manda ser fortes, sem dar espaço para a fraqueza. E isso significa encontrar forças nEle para vencer! Ele espera que tenhamos bom ânimo, ainda que nossas forças faltem, o entusiasmo nos impulsiona a buscar forças em Deus, acreditando que Deus nos dará graça para superar cada obstáculo. Não é por acaso que palavra entusiasmo significa Deus dentro de nós.
Mesmo diante das dificuldades, dos gigantes que parecem ter a posse da nossa terra, quando temos Deus dentro de nós, somos entusiasmados e não vacilamos. O bom ânimo associado ao esforço nos garante o cumprimento da promessa em Josué 1:3: “Todo lugar que pisar a planta do vosso pé, vo-lo dei”. Mas não podemos nos esquecer que antes do bonus temos que atender ao que manda o Senhor: “Esforça-te e tem bom ânimo, porque tu farás a este povo herdar a terra que jurei a seus pais lhes daria. Tão-somente esforça-te e tem muito bom ânimo. Não se aparte da tua boca o livro desta lei e serás bem sucedido”, Josué 1:6
DEVOCIONAL MANÁ

* NECESSITAMOS ORAR

download

“De madrugada, quando ainda estava escuro, Jesus levantou-se, saiu de casa e foi para um lugar deserto, onde ficou orando.” (Marcos 1.35)

É difícil para nós imaginarmos o nível de exigência desse ministério triplo de Jesus. Marcos nos dá o resumo de um dia comum em Cafarnaum. Já começou com ensino, e Jesus deixou seus ouvintes impressionados com a autoridade com a qual falava. Notícias sobre ele se espalharam rapidamente por toda a região da Galileia, de modo que multidões vieram ao seu encontro para receberem o ensino e para serem curadas. Naquela noite, depois do entardecer, quando o tempo esfriou e ele esperava por uma refeição e algum descanso, “toda a cidade se reuniu à porta da casa” (v. 33), e ele curou os enfermos. Soa fácil, mas, quando mais tarde, ele curou uma mulher que sofria de hemorragia, lemos que poder saiu dele. Ele deve ter se sentido esgotado. E ainda mais desgastante foi o seu confronto com espíritos malignos. O reino de Deus havia chegado; o reino do demônio não bateria em retirada sem luta.

Pergunto-me a que horas Jesus foi se deitar naquela noite. Tudo o que sabemos é que, depois de um dia intenso de ministério, ele precisava de repouso físico e espiritual. Muito cedo pela manhã, Jesus se levantou e foi para um lugar solitário para orar.

Lucas foi o evangelista que demonstrou um interesse maior nesse aspecto do comportamento de Jesus. Ele menciona dez ocasiões em que Jesus orou, muitas das quais não aparecem nos outros Evangelhos.

Jesus certamente conhecia os versículos do Antigo Testamento como Isaías 40.31: “Aqueles que esperam no Senhor renovam as suas forças”. E buscou essa renovação de energia na oração. Nós sabemos também quão íntima era a sua relação com seu Pai, tendo em vista o uso que fez da forma de tratamento diminutiva aramaica “Abba”. O falecido professor Joachim Jeremias escreveu: “Em nenhum lugar na literatura das orações do judaísmo antigo… essa invocação de Deus como Abba é encontrada… Jesus, por outro lado, sempre a usou quando orava”.1 Assim, renovado e descansado por meio da oração, Jesus retornaria às pressões de seu ministério intenso. É esse ritmo, entre a oração e o ministério, entre a renovação e o engajamento, que capacitou Jesus para resistir às pressões de seu ministério. E se ele necessitou disso, quanto mais nós necessitamos!

Para saber mais: Marcos 1.21-39 

Retirado de A Bíblia Toda, o Ano Todo

* SIGAMOS EM FRENTE

lago-sereno-outono-wallpaper
“Prostra-se toda a terra perante ti, canta salmos a ti; salmodia o teu nome.” v.4 

 

“Continue a viagem. Siga adiante…” cantavam os adolescentes de um coral. Tinham apenas cantado as primeiras palavras daquela música, no domingo à noite, quando tudo ficou às escuras. Acabara-se a energia.

Bem, nem toda a energia. A verdadeira força não tinha acabado. Os estudantes continuaram a cantar. Foram trazidas algumas lanternas para iluminar o coral, que seguiu cantando todo o seu repertório, sem acompanhamento.

Na metade da apresentação, a regente pediu à congregação que todos cantassem junto com eles. Foi um momento emocionante, em que o nome de Deus foi exaltado naquela igreja escura. O “Aleluia” nunca pareceu tão celestial.

Antes da apresentação, todos haviam trabalhado duramente para garantir que o equipamento elétrico funcionasse. Mas a melhor coisa que aconteceu foi a queda de energia. Como resultado, o poder de Deus se destacou. A luz de Deus — não a luz elétrica — brilhou na escuridão. Jesus foi louvado.

Algumas vezes, nossos planos não funcionam e nossos esforços não são suficientes. Quando as coisas acontecem, e não conseguimos controlar, precisamos “continuar a viagem” e lembrar-nos de onde vem a verdadeira força para uma vida piedosa e para o verdadeiro louvor. Quando nossos esforços fraquejam, precisamos continuar louvando e exaltando a Jesus. Afinal, tudo acontece por causa dele.

O grande poder de Deus merece o nosso louvor de gratidão.
DEVOCIONAL PÃO DIÁRIO

* ORAÇÕES POR TODA PARTE

spring-leaves

No século 19, um monge Russo anônimo decidiu viver em comunhão incessante com Deus. Num livro intitulado “O Caminho do Peregrino” ele fala de ter uma só oração em sua mente: “Senhor Jesus Cristo, Filho de Deus, tenha misericórdia de mim, um pecador.” Ele internalizou tanto a oração que a orava constantemente.

Talvez eu e você devíamos anotar. Até que a sua vida termine, você terá passado seis meses em sinais de trânsito, um ano e meio procurando coisas perdidas (dobre esse número no meu caso) e um espantoso cinco anos em pé em filas. Por que nós não damos esses momentos para Deus? Frases simples como “Obrigado, Pai.” “Seja soberana nesta hora, Ó Deus.” “O Senhor é o meu descanso, Jesus.” Ore onde você esteja. Deixe a cozinha ou o escritório virar um catedral ou a sala de aula uma capela. Dê a Deus os seus pensamentos sussurrados!

Max Lucado

* REVIVENDO SEU SONHO

autumn-1004868_960_720

“Porque para Deus não haverá impossíveis em todas as suas promessas”. Lucas 1:37

Qual é o seu sonho? Certamente você tem pelo menos um. Os seus sonhos estão vivos. Eles podem estar enterrados, mas estão vivos. Você sabe disso porque, eventualmente, se conecta com eles. Você vê alguma coisa, você ouve alguma coisa, e você sente um aroma que lhe traz à lembrança sentimentos e expectativas de muitos anos atrás. São os seus sonhos que voltam até você. Voltam com vigor, com intensidade. E você até sente no peito um profundo pesar por não ter perseguido aqueles sonhos com um maior compromisso.

Deus lhe chama de volta aos seus sonhos. Ainda há tempo para você realizar os sonhos da sua vida. Para Deus absolutamente nada é impossível. Submeta-se a Ele e volte aos seus sonhos e você ainda poderá experimentar uma vida plena e abundante de significação. O nosso Deus é um Deus que realiza sonhos, basta você crer.

Um dia de recomeço em buscas dos seus sonhos. Que Deus abençoe sua vida hoje e sempre!

DEVOCIONAL SAL E LUZ

* SE VEM DE DEUS, É BOM

sereno-atardecer

Tiago 1:7 – Não pense tal homem que receberá do Senhor alguma coisa.

A afirmação de Tiago é definitiva: o que quer que venha do Senhor tem natureza positiva e construtiva. “Tudo de bom que recebemos e tudo o que é perfeito vem do céu, vem de Deus, o Criador das luzes do céu. Ele não muda, nem varia de posição, o que causaria a escuridão” (Tiago 1:17).

Talvez a primeira conclusão deste texto é a de que coisas ruins e destrutivas não são de natureza divina. Por outro lado, a comunhão com Deus tem a capacidade de transformar tribulações e injustiças em instrumentos para nossa santificação. Nós não temos a capacidade de controlar o mundo. Mas o Deus que nos ama e nos ajuda a amá-lo usa Sua onipotência para o nosso amadurecimento espiritual.

Nosso desafio não é o de lutar contra as forças malignas. Nosso desafio é o de aceitar, com reconhecimento o que quer que venha de Deus. Isto não quer dizer que as coisas sejam sempre fáceis de entender e de aceitar. A mensagem de Tiago é bastante simples e direta: se vem de Deus, é bom. Como o salmista, cabe-nos reconhecer a providência e o amor de Deus, em nossa vida cristã: “Aleluia! Deem graças ao Senhor, para sempre” (Salmo 106:1).

DEVOCIONAL AMOR EM CRISTO

* PARDAIS

images

“Não tenham medo; vocês valem mais do que muitos pardais!”. (Mateus 10.31)

O pardal é um pássaro pequeno. Era tido como insignificante naquela época, de pequeno valor, tanto que, com uma moedinha, era possível comprar dois (Mateus 10.29). Ainda assim, Deus se preocupava com eles (v. 29). A Palavra diz que valemos “mais do que muitos pardais”, ou seja, se o Senhor tem o controle da vida deles, quanto mais da nossa, seres criados à Sua imagem e semelhança! Até os cabelos da nossa cabeça são todos contados (v. 30). Por isso não precisamos ter medo.

Deus sonda o nosso coração e sabe de todas as nossas necessidades. Ele é o nosso Pai, conhece o nosso interior melhor que nós mesmos. Ele se importa com as aves (Lucas 12.24) e com os lírios do campo (Mateus 6.28) mas, também, e ainda mais, com seus filhos. Por isso podemos descansar na certeza de que Ele tem o controle de tudo na nossa vida e nos liberta do medo diante de circunstâncias adversas.

DEVOCIONAL LAGOUNHA

* ESPERA, MINHA ALMA!

 

images (1)

“Orientem sua vida de acordo com a realidade, a iniciativa e a provisão de Deus. Não se preocupem com as perdas, e descobrirão que todas as suas necessidades serão satisfeitas.” (Mateus 6.33)

Nossas prioridades deveriam estar claras neste momento: Fomos criados por Deus, para Deus; portanto o sentido e a realização de nossa vida devem acontecer no campo da graça. O que ele diz e faz, e como respondemos e obedecemos são as realidades centrais de nossa vida.

Que evidências existem em sua vida de que você busca, em primeiro lugar, o reino de Deus?

“Aquieta-te, minha alma: o Senhor está ao teu lado; suporta com paciência a cruz da tristeza ou da dor; deixa para teu Deus a ordem e a providência; em toda mudança, ele permanecerá fiel. Aquieta-te, minha alma; teu melhor e celestial Amigo, por caminhos espinhosos, te conduz a um final feliz.” Amém.

Retirado de Um Ano com Jesus

* CHEQUE EM BRANCO

ASSIM

Fico muito surpreendido quando leio o que Jesus disse: “Se pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei,” (João 14:14). Isto, realmente, desafia a minha fé. “Alguma coisa”… será realmente assim? Quando eu penso sobre “alguma coisa” surgem-me dúvidas. “Bem, talvez não seja alguma coisa”, diz o meu coração incrédulo.Então, dou palpites sobre o que é razoável, ou dentro dos limites das minhas necessidades ou sobre aquilo que percebo ser a vontade de Deus.

Mas a razão limita a fé, e a fé é o que agrada a Deus. Então, talvez o que nós precisamos fazer é apenas crer que “alguma coisa” significa tudo. Eu ouvi uma história sobre um rei que disse a três dos seus servos fiéis, para lhe pedirem qualquer coisa que ele a concederia. O primeiro servo, com grande humildade pediu um dos anéis do rei, pois sabia que era uma grande honra possuir o anel do rei. O segundo servo, sem saber se estava a ser muito ousado ou não, pediu o cavalo do rei. O terceiro servo ousadamente pediu metade do seu reino.

O rei sorriu ao ouvir o pedido deste terceiro servo e disse que estava realmente satisfeito com este pedido. O Rei foi honrado pela grandeza do pedido, pois apenas um grande rei poderia conceder uma dádiva destas. Os dois primeiros servos desonraram-no, pedindo tão pouco, mas o terceiro servo honrou a sua bondade e grandeza. Eu acredito que aquilo que pensamos ser humildade é muitas vezes um disfarce à nossa incredulidade.

Não temos porque não pedir, e mesmo quando pedimos, pedimos de forma errada e por isso não recebemos, (Tiago 4:3). Peça de uma forma que irá honrar a Deus. Peça GRANDE. Nos Salmos temos um exemplo de um grande pedido: (Salmos 2:8), “Pede-me, e eu te darei as nações por herança, e os confins da terra por possessão…!”, Uau, este é grande. Deus quer que tu honres a sua grandeza com o tamanho do teu pedido.

Começa hoje. Agarra numa das grandes promessas das Escrituras e usa-a como um guia de oração. Por exemplo, no livro de Joel, há uma promessa em que Deus diz que derramará o Seu Espírito sobre toda a carne, (Joel 2:28). Pede ao Senhor o derramamento do Seu Espírito na tua nação; que esse avivamento venha sobre a tua igreja, a tua cidade e o teu país. Acreditas que é possível?

Qualquer coisa menos é incredulidade. “Alguma coisa” reflete a bondade de Deus.

Quando a minha mãe ficou grávida do seu quinto filho, eu queria muito que este novo membro da nossa família, fosse um menino. Eu já tinha três irmãs, e não queria pensar em ter mais uma irmã. Eu queria um irmão. Eu não sabia como pedir a Deus, mas eu pedi aos meus pais. Eles não me deram nenhuma garantia, então, eu adicionei ao pedido um plano B. Se fosse uma menina, então eu gostava de ter um macaco. Isto fez os meus pais sorrirem, e quem diria, o bebê foi uma menina.

Os meus pais não me podiam dar um macaco de verdade, mas compraram-me um macaco de peluche. Não era a mesma coisa que um macaco verdadeiro, mas ele ficou comigo durante anos. Jesus disse: “Se vós, pois, que sois maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais o vosso Pai, que está nos céus, dará coisas boas aos que lhe pedirem!”, (Mt. 7:11). Isto é um cheque em branco. Deus assinou o Seu nome e nós podemos preencher com o que desejamos. Não te resignes com a incredulidade.

Pede Grande! O nosso Deus é capaz de fazer qualquer coisa.

DEVOCIONAL  LOGOS

* O ROSTO DE DEUS

SERENO

Senhor, quando escondeste a tua face, fiquei aterrorizado. (Sl 30.7.)

Num salmo, o salmista afirma não ter medo de nada, nem de um exército acampado contra ele; noutro, ele se confessa “aterrorizado” (Sl 27.1-3; 30.7).

Trata-se de uma grande contradição? Ou é o caso de ter coragem numa ocasião e medo em outra? Não é nenhuma das duas coisas.

Em ambos os salmos, o poeta fala de um mesmo assunto. Quando Deus não esconde a sua face, ele não tem medo de nada. Quando Deus esconde a sua face, ele tem medo de tudo. O segredo da coragem é a presença de Deus. O segredo do medo é a grande distância de Deus. Seu estado de espírito, suas reações, tudo está centrado em Deus.

Daí a declaração: “Senhor, com o teu favor, deste-me firmeza e estabilidade; mas quando escondeste a tua face, fiquei aterrorizado” (Sl 30.7).

Essa questão de Deus mostrar o seu rosto e de Deus esconder o seu rosto, o salmista aprendeu com a chamada bênção sacerdotal, que o Senhor mesmo ensinou a Arão e aos seus filhos para que eles abençoassem os israelitas: “O Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti e te conceda graça; o Senhor volte para ti o seu rosto e te dê paz” (Nm 6.25,26).

Certo dessa vantagem, várias vezes ele suplica: “Faze o teu rosto resplandecer sobre o teu servo” (Sl 31.16).

Retirado de Refeições Diárias com o Sabor dos Salmos

* FÉ-NATISMO

landscape-1619283_960_720

Hebreus 11:1 “Ora, a fé é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não vêem.”

Observe que a fé não se baseia naquilo que se pode ver, mas sim na total convicção de que aquilo que se espera em Deus realmente acontecerá. Porém, por que é tão difícil crer? A resposta é simples: porque queremos ter o controle de todas as situações,
desejando saber exatamente o que, quando e como tudo vai acontecer, porém Deus não quer que nos preocupemos excessivamente com tantas coisas. Ele deseja que confiemos n’Ele de todo coração, de forma que possamos descansar na certeza de que Ele nos ama, cuida de nós e trabalha continuamente em nosso favor (Isaías 64:4).

Exemplo de fé!
Abrão vivia na terra de Ur dos Caldeus em meio ao paganismo e Deus o chamou  para habitar em uma terra que Ele ainda lhe mostraria. Abrão recebeu ainda uma promessa de que, a partir dele, existiria uma grande nação e, além disso, nele seriam benditas todas as famílias da terra (Gênesis 12:1).

A vida de Abrão ficou fácil depois disso, não é? Não, não ficou. Sua mulher, Sarai, era estéril. O tempo foi passando e nada de filhos. Até que Sarai, em uma atitude totalmente precipitada, teve a ideia de facilitar as coisas. Se o problema era ter filho, ela arrumou uma solução, sugeriu que Abrão concebesse o filho com sua serva egípcia.

Abrão, ansioso e equivocado, aceitou a sugestão de Sarai, mas o filho gerado não era o filho da promessa de Deus. Deus não queria simplesmente que Abrão tivesse um filho, mas sim que confiasse totalmente n’Ele, mesmo sem saber como e quando a promessa se cumpriria.

Abrão reconheceu seu erro, arrependeu-se (Gênesis 17:3) e, crendo novamente na promessa, ganhou um novo nome, Abraão, que significa “pai de uma multidão” (Gênesis 17:5). Sua mulher também ganhou um novo nome, Sara, que significa “princesa”.

Em Romanos 4:18, está escrito que “Abraão, esperando [com fé] contra a esperança [puramente racional e humana], creu, para vir a ser pai de muitas nações”.
Ele não levou em consideração seu corpo de 100 anos e a esterilidade de Sara, mas esperou o cumprimento da promessa de Deus, que veio com o nascimento de Isaque.

Abraão confiou totalmente em Deus, ele era um FÉ-NÁTICO. Creia você também no impossível do único e verdadeiro Deus!

DEVOCIONAL VIVER EM VERDADE

* O PROTETOR

kitadake-1352353_960_720

”Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou o teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a minha destra fiel.” Isaías 41:10

A história de Deus ao longo da história do seu povo, Israel, é uma de triunfo, proteção e fidelidade. Deus está conosco. Deus se importa conosco. Deus ouve as nossas orações. Deus anseia nos abençoar e nos proteger. Deus anseia nos fortalecer e sustentar. Ponhamos nossa esperança nele.

ILUMINALMA

* TROCANDO ANSIEDADE POR FÉ

gerlitz-glacier-190955_960_720

“Será que alguém consegue ficar um centímetro mais alto preocupado diante do espelho? Todo esse tempo e dinheiro gasto com moda, pensam que faz muita diferença? Em vez de correr atrás da moda, caminhem pelos campos e observem as flores silvestres. Elas não se enfeitam nem compram, mas vocês já viram formas e cores mais belas? Os dez homens e mulheres da lista dos mais bem vestidos iriam parecer maltrapilhos comparados às flores. Se Deus dá tanta atenção à aparência das flores do campo – e muitas delas nem mesmo são vistas –, não acham que ele irá cuidar de vocês, ter prazer em vocês e fazer o melhor por vocês?” (Mateus 6.27-30)

A preocupação que causa ansiedade com as necessidades e os desejos da vida diária distrai-nos de Deus, que já está presente em cada detalhe para ajudar, fortalecer, prover e redimir mediante seu amor.

Compare isto com outras passagens sobre “pequena fé” em Mateus 8.26; 14.31; 16.8.

Querido Cristo, deixo de lado neste momento minha preocupação agitada com o que preciso fazer; concentro meus pensamentos no que estás fazendo em mim e no mundo. Quero trocar minhas ansiedades por teu dom da fé. Amém. 

Retirado de Um Ano com Jesus [Eugene H. Peterson]

* FAZ E DESFAZ

povos

“O Senhor desfaz os planos das nações e frustra os propósitos dos povos.” (Salmos 33.10) 

Nós devemos fazer o que Deus quer e parar de pensar e nos preocupar sobre o que Deus não nos disse para fazer. Nada é mais seguro para nós e mais agradável a Deus do que confiarmos em sua Palavra, não em nossas próprias ideias. Nela nós encontraremos orientação suficiente sobre o que devemos fazer. Deus requer que tenhamos fé e amor e que suportemos sofrimento. Esses três deveriam ser suficientes para nos manter aprazivelmente ocupados. Nós deveríamos lidar com o restante à medida dos acontecimentos e deixar que Deus se preocupe sobre como tudo terminará.

Quando homens e príncipes sábios ignoram sua Palavra, Deus não permite que quaisquer de seus projetos aconteçam, sejam eles bons ou maus. Esse Salmo diz que: “O Senhor desfaz os planos das nações”. Deus sempre frustrará os planos daqueles que trabalham muito usando suas próprias sabedorias. Entretanto, nem mesmo isso nos convence a sujeitar os nossos planos à vontade de Deus. Por causa disso, nossos planos e ideias somente nos afligem e atormentam, apesar de não serem maus em si mesmos. Como Jesus disse: “Basta a cada dia o seu próprio mal” (Mt 6.34). Deus não envia o mal para nos destruir. Pelo contrário, ele o envia para nos persuadir a desistir de nossas ideias e planos tolos. Ele deseja nos mostrar que a nossa sabedoria é inútil, pois não é ela que faz as coisas acontecerem, mas somente a vontade de Deus. Assim, devemos aprender a orar: “Seja feita a tua vontade”.

Retirado de Somente a Fé – Um Ano com Lutero

* DEPENDÊNCIA ABSOLUTA

winter-598632_960_720

“O Senhor é a minha força e o meu escudo.”  Sl 28:7

Os salmos revelam que há uma intimidade muito profunda e continuada entre o salmista e Deus. Para ele, Deus não é um criador impessoal nem uma força sem coração nem uma autoridade de difícil acesso.

A intimidade é tal que o salmista usa um rico vocabulário para se dirigir a Deus e coloca sempre o pronome possessivo: o Senhor é o meu escudo, a minha fortaleza, a minha força, o meu forte refúgio, a minha luz, a minha rocha, o meu rochedo, a minha torre alta. Para o salmista, Deus é o seu ajudador, a sua esperança, a sua glória, o seu libertador, o seu pastor, o seu rei e o seu salvador.

Os salmos mostram a total dependência que o salmista tem de Deus. Ele precisa do Senhor para tudo — para continuar vivo, para sair de uma situação complicada, para não pecar, para obter perdão, para andar de cabeça erguida, para não se desesperar, para parar de chorar, para alegrar-se, para não cometer equívocos, para superar circunstâncias desfavoráveis, para obter vitória sobre seus adversários. O salmista resume essa dependência no breve testemunho: “O Senhor é a minha força e o meu escudo; nele o meu coração confia, e dele recebo ajuda” (Sl 28.7). 

Retirado de Refeições Diárias com o Sabor dos Salmos

* VOCÊ SABE O QUE É GRAÇA?

cerejeira-psicologia-acessc3advel

Você conhece a graça de Deus? Se conhecer, você pode viver ousadamente, viver de forma abundante; a rede de proteção dele lhe segurará. Nada alimenta coragem como uma boa compreensão de graça. E nada nutre o medo como a ignorância da misericórdia.

Posso falar de forma franca? Se você não aceitou ainda o perdão de Deus, você está fadado a viver em medo. Nenhuma pílula, conversa estimulante ou posse pode tranquilizar o coração do pecador. Você pode fazer o medo ficar adormecido, mas não pode removê-lo. Só a graça de Deus consegue isso. A Bíblia diz “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça.” (1 João 1:9 NVI).

Sua oração pode ser tão simples quanto… “Querido Pai, por favor, me perdoe. Entrego a minha alma em suas mãos e confio na sua graça. Por meio de Jesus eu oro. Amém.”

Max   Lucado

* SUBMETER-SE

beneficios-da-lavanda-para-a-saude-e-a-beleza1

Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso. Tomem sobre vocês o meu jugo e aprendam de mim, pois sou manso e humilde de coração, e vocês encontrarão descanso para as suas almas. Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve”.

(Mateus 11.28-30)
Diante desse chamado de Jesus me pergunto se ele está chamando um certo grupo de pessoas ou se está declarando que tipo de pessoa é capaz de ouvir e aceitar seu chamado. Todos, de alguma forma, nos encaixamos no convite, mas nem todos percebemos isso. E quando não percebemos, perdemos, pois somente os que já perceberam o fracasso de sua suficiência e força é que voltam-se pela fé ao Mestre. A disposição com que aceitamos nos comprometer não é adequada, se vamos a Cristo como quem acredita pode seguir sem Ele. É preciso ir como quem sabe e crê que não poderia continuar sem o Salvador.

Quem vai a Jesus assim vai para o que der e vier. Diferente de tantas idas que apenas são tentativas de seguir no antigo caminho, de viver como sempre se viveu – para si mesmo! Um tipo de ida em que Jesus é apenas uma força a mais para realizar as próprias vontades. Quando se vai de verdade, se vai para se submeter. Ir a Jesus não é ir apenas para buscar algo que Ele tenha, mas para entregar a Ele o que se tem e o que se é. É preciso entregar tudo para receber tudo. É admitir que Ele tem razão no que diz e no que nos pede. É estar disposto a aprender com Ele a viver a vida. Submeter-se, algo que não gostamos muito de fazer. Nem em relação a Deus! Mas é assim, na submissão, que o cansado encontra descanso.

Jesus torna-se o soberano da vida do cansado que se submete. E ao submeter-se percebe quão manso e humilde é o Mestre que agora é o Senhor de sua vida. Suas ordens parecem duras e difíceis demais aos insubmissos e interesseiros, o que os faz cada vez mais resistentes. A desobediência só faz aumentar a dificuldade em obedecer! Mas para quem ouviu, entendeu, creu e se submeteu, na medida em que obedecem, surpreendem-se com a leveza e suavidade da liderança de Jesus, e quanta paz Ele proporciona. Quanto mais obedecem, mais podem obedecer e mais descanso desfrutam. A alma respira calma. Mas afinal, quem são os cansados e sobrecarregados? Todos nós os enganados pelas ilusões desta vida. O problema é que muitas vezes ignoramos isso.

* ENXERGANDO LONGE, E BEM!

lampada_velha

“Os olhos são as janelas do corpo. Se vocês abrirem bem os olhos com admiração e fé, seu corpo se encherá de luz. Se viverem com olhos cheios de cobiça e desconfiança, seu corpo será um celeiro cheio de grãos mofados. Se fecharem as cortinas dessas janelas, sua vida será uma escuridão.” Mateus 6.22-23

Nossos olhos são sinais extraordinários e precisos de nossa saúde espiritual interior. Cerram-se parcialmente quando sentimos ódio e inveja e conspiramos. Arregalam-se de admiração quando vivemos em adoração e generosidade. O que o impede de ver a Deus?

Deus, teu mundo está repleto de pessoas para amar e coisas para admirar. Mantém meus olhos bem abertos para receber todas as sensações de cor e forma da tua criação e para amar todas as coisas e pessoas que vejo, em nome de Jesus. Amém. 

Retirado de Um Ano com Jesus [Eugene H. Peterson]

* CONTROLANDO PENSAMENTOS

tumblr_static_tumblr_static__640

“Jacó encheu-se de medo e foi tomado de angústia. Então dividiu em dois grupos todos os que estavam com ele, bem como as ovelhas, as cabras, os bois e os camelos.” Gn 32.7

Jacó foi infestado por dúvidas quando estava indo encontrar-se com seu irmão, Esaú. Ficou sabendo que ele era rico e tinha uma grande família e, então, pensou: “E se Deus tiver mudado de ideia? Talvez Deus tenha me rejeitado em favor do meu irmão”. Estes eram os pensamentos de Jacó, mas continuaram sendo apenas isso – pensamentos. Por causa da natureza humana e da fé fraca, as pessoas não podem deixar de ter pensamentos como esses. De igual modo, não podem evitar outras emoções como impaciência, ira e lascívia. Você não pode impedir que pensamentos e tentações venham à sua cabeça. Apenas não permita que se fixem em sua mente de tal maneira que comecem a afetar o seu julgamento.

Siga o conselho de certo eremita que foi abordado por um jovem que reclamava de ter pensamentos lascivos e outras tentações. O ancião lhe disse: “Você não pode impedir que os pássaros sobrevoem a sua cabeça. Mas deixe-os apenas voar. Não permita que façam ninhos no seu cabelo”. Não tem problema ter esses pensamentos, mas deixe-os continuar sendo apenas isso – pensamentos. Não permita que eles cresçam ao ponto de dirigirem as suas atitudes.

Esse foi o problema que levou Caim, Saul, Judas e outros ao desespero. Eles deixaram que seus pensamentos crescessem até dizerem: “Meu castigo é maior do que posso suportar” (Gn 4.13); ou “Pequei, pois traí sangue inocente” (Mt 27.4). Ao fazerem isso, sua tentação tornou-se julgamento, pois rejeitaram a Palavra de Deus, a fé e a oração. Contudo, apesar de muitos pensamentos e severas tentações experimentados naquela noite, Jacó não jogou a sua fé fora. 

Retirado de Somente a Fé – Um Ano com Lutero

* A CADA PASSO DO CAMINHO

passos-jesus-jamais-faria

“Quando te desviares para a direita e quando te desviares para a esquerda, os teus ouvidos ouvirão atrás de ti uma palavra, dizendo: Este é o caminho, andai por ele.” Isaías 30.21

Estamos todos caminhando, estamos todos na luta. Cada um enfrentando seu caminho, suas dificuldades, suas lutas pessoais. Há alguém que não tenha lutas nessa vida? Há alguém que não esteja indo em alguma direção, caminhando, buscando alcançar seus objetivos, mantendo-se, sobrevivendo? O caminho da vida que estou trilhando pode ser diferente do seu, mas sem dúvida você e eu estamos na estrada da vida.

Esse texto de Isaías nos mostra que em nosso caminhar pela vida, algumas vezes poderemos nos desviar da rota, podermos perder o curso. Acontecimentos vem e vão e muitas vezes nos deixam desnorteados a ponto de perdermos a nossa rota, mas há uma promessa e uma verdade magnífica da Palavra de Deus. Ele promete nos guiar, nos dar uma direção certa. Promete nos ajudar a voltar para a rota certa, para o caminho pelo qual devemos trilhar.

Essa voz nos dando direção só ouviremos se estivermos em sintonia com o Pai. Se orarmos e buscarmos a Deus todos os dias e ansiarmos por sua direção, ouviremos sim sua voz. E a oração é um meio pelo qual ouviremos Deus falar.

Uma outra maneira de ouvirmos a doce voz de Deus é por sua Palavra. A Bíblia fala por si só e a Bíblia é a Palavra de Deus pronta a nos orientar. Agora, imagine juntar a leitura da Bíblia e meditação com a oração? Será muito mais fácil ter a direção de Deus e distinguir sua voz. É incrível como Deus fala quando reservamos um momento para ficarmos a sós com Ele. E a oração implica em falar e escutar. E o escutar requer silêncio.  É nesse momento que claramente poderemos ouvi-lo dizer “esse é o caminho, vá por ele”.

Que maravilhoso termos a certeza de que em nosso caminhar, temos um Deus tão maravilhoso nos guiando. Isso nos consola, nos dá paz. Ainda que “derrapemos”, o senhor como um pai maravilhoso vem e nos indica o caminho correto a seguirmos. Esteja atento. Deus está a lhe direcionar e lhe indicar a direção correta a seguir.

DEVOCIONAL BENÇÃOS DIÁRIAS

* ATITUDES VENCEDORAS

tumblr_static_tumblr_static_eir29skqoi88s0c084cck4ssc_640

Numa época em que se declarar cristão podia ser como “assinar sua sentença de morte” devido a força da idolatria dos povos e do Império Romano, Paulo diz aos Coríntios que se mantenham firmes, pois o Senhor lhes daria um “escape” (1 Coríntios 10:13).

Paulo incentivou os crentes em Roma: “E todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados por seu decreto…, Que diremos pois, a estas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós? Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes entregou por todos nós, como não nos dará com Ele todas as coisas?… Mas em todas estas coisas somos muito mais que vencedores por aquele que nos amou” Romanos 8:28, 30-32 e 37 (Leia depois Romanos 8:24 ao 39).

As provas devem produzir em nós vigor, força, atitudes vencedoras e pensamentos vencedores. Identificamos isso em nós quando agimos com gratidão, com atitude de perdão para com os outros e, conosco mesmos, com disposição de recomeçar, com alegria e paz, atraindo para nós as bênçãos de Deus: isso, certamente, mostrará seus frutos para nós.

A fé é o olho para enxergar o invisível. A comunhão com Deus deve ser no meio em que ele age, a Fé. “Ora, sem fé é impossível agradar-lhe, porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam.” (Hebreus 11:6).

Moisés “permaneceu firme como quem vê aquele que é invisível “(Heb.11:27). Se somente crêssemos naquilo que vemos, no que creria um cego? As ondas de rádio enchem seu quarto, mas quem poderia saber sem um receptor?

Um dos grandes nomes de Deus na Bíblia é “o Senhor está ali”. Ezequiel 48:35. De que maneira percebe-se isso? Pela Fé. Deus é Espírito invisível, e pronto; e a fé é o meio no qual entendemos isso.

COMUNIDADE RESTAURAÇÃO E VIDA

* TRONCO CORTADO

13742_linda-arvore-no-jardim-florido

“Porque há esperança para a árvore que, se for cortada, ainda se renovará, e não cessarão os seus renovos.” Jó 14:7

Há momentos na vida que nos sentimos como uma árvore que é cortada… perdemos as folhas, os galhos, e até o tronco… cortam-se os sonhos, as esperanças, os desejos, as habilidades, os sentimentos…

Jó se sentiu exatamente assim, como um tronco cortado. Em um único dia morreram o seu gado, caíram as casas, morreram seus filhos, seus empregados e sua mulher lhe disse: “Amaldiçoa Deus e morre”. Mas Jó sabia em quem ele cria, por isso em Jó 42.2 o vemos afirmando: ”Bem sei que tudo podes (Deus), e nenhum dos teus planos podem ser frustrados”. Nesse verso de Jó, Deus nos diz que: há esperança para a árvore QUE, SE FOR CORTADA, ainda se renovará!

As situações adversas da vida muitas vezes tendem a fazer com que percamos as esperanças, e até desacreditemos das promessas do Senhor para nós… Mas “Deus tudo pode, e nenhum dos Seus planos podem ser frustrados”!

No agir de Deus as podas/cortes são necessários para que ainda exista alguma chance de renovo para nós, e a Palavra do Senhor nos garante QUE, “se for cortada”, vai brotar de novo a vida, os seus renovos não cessarão.

GERAÇÃO JOSUÉ

 

* CERTEZA INABALÁVEL

tumblr_static_tumblr_static_filename_640

“Ora, a fé é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não vêem.”Hebreus 11:1

Mesmo que a estrada à nossa frente seja coberta de perguntas e preocupações, nós podemos olhar para trás e ver as inúmeras maneiras através das quais Deus agiu a nosso favor, para nos levar aonde precisávamos ir. Mas além do que Ele faz nas nossas vidas, nós vemos Seu trabalho através da história e podemos ter certeza de que Suas promessas são verdadeiras e Sua vitória é certa.

Deus Todo-Poderoso, eu acredito que antes que houvesse mundo, o Senhor existia. Eu tenho confiança de que até mesmo agora, o Senhor sustenta nosso mundo com Sua palavra de graça. Eu tenho confiança de que antes do futuro chegar, o Senhor já está lá preparando-o para nós. Ajude-me naqueles momentos em que eu não sou tão confiante para lembrar de minha fé hoje, e prosseguir confiando que o Senhor está lá esperando com a Sua graça. No nome de Jesus eu oro. Amém.

ILUMINALMA

* ORANDO A VERDADE DO PAI

spring-316535_960_720

“Deus é quem chama à existência coisas que não existem, como se existissem.” Rm 4:17

Eu e minha esposa tivemos a graça de orar a Deus pela existência de nossos filhos antes que eles existissem e fossem gerados. Literalmente os geramos em nossos corações antes de gerá-los no corpo físico e o Senhor nos presenteou com dois lindos meninos, o Lucas e o Pedro.

Quando oramos por quem ainda não se rendeu a Cristo, precisamos trazer à nossa mente e ao nosso coração a sua conversão. Ela ainda não ocorreu e, embora a nossa mente possa dizer que é improvável que isso ocorra, trazemos à existência através da oração, da fé, e o Espírito Santo de Deus que tem a missão de “Convencer” vai trabalhar para que isso de fato venha a existir, pois a fé é a firme certeza de coisas que não se vêem, mas que se espera que aconteça.( Hb 11)

Este é um simples resumo que quer trazer à luz da palavra de Deus estes aspectos para termos uma vida compatível com a vontade de Deus e chamarmos a existência não o mal, mas o bem que está no coração e na vontade do Senhor.

O homem pode escolher se vai usar a mente para criar ou destruir ( II Co 10:5)

DEVOCIONAL COMUNIDADES GILEADE

* PENSE BEM!

landscape-403165_960_720

“Finalmente, irmãos, tudo o que for verdadeiro, tudo o que for nobre, tudo o que for correto, tudo o que for puro, tudo o que for amável, tudo o que for de boa fama, se houver algo de excelente ou digno de louvor, pensem nessas coisas.” Fp 4.8

Paulo encerrou o conjunto de orientações que constam de Filipenses 4, falando sobre a mente. Nossa mente é onde tudo começa. Praticamente tudo que existe, feito por pessoas, existiu primeiro apenas na mente. Sejam objetos ou atos praticados. Poderíamos dizer que somos o que pensamos. Jesus disse: “Os olhos são a candeia do corpo. Quando os seus olhos forem bons, igualmente todo o seu corpo estará cheio de luz. Mas quando forem maus, igualmente o seu corpo estará cheio de trevas.” (Lc 11.34) Jesus está falando sobre o modo como vemos e compreendemos, enfim, sobre nossa mente, nossas intenções e predisposições. Paulo disse que os filipenses deveriam governar suas mentes. E nós devemos fazer o mesmo.

Assim como um pedaço de carne apodrecida no estomago contamina todo o corpo, um pensamento ruim seja de que tipo for também nos contamina. Se imaginamos mentiras, se abrigamos o que é vil, se acomodamos o erro, a impureza, os pensamentos de ódio e divisão, se o que pensamos resultaria em má fama para nós, caso alguém soubesse, então estamos permitindo lixo em nossa mente. E como chegam lá? De várias formas: pelo que lemos, ouvimos, cantamos, assistimos ou pelas conversas que temos! Ao nos orientar sobre o que pensar, Paulo está nos falando de nossas fontes: leia, ouça, cante, assista e tenha conversas que alimentem o melhor em sua mente. Veja como há dimensões imensamente práticas em nossa jornada espiritual como cristãos! Devemos ter critérios! Somos livres, mas nem tudo convém a quem conhece a Cristo e escolhe manifestar o Reino de Deus.

DEVOCIONAL IBPC

* A MENSAGEM É CLARA

dallas-555778_960_720

“Não te mandei eu? Esforça-te, e tem bom ânimo; não temas, nem te espantes; porque o Senhor teu Deus é contigo, por onde quer que andares.” Js 1:9

Quatro vezes Josué é incentivado a ser forte e corajoso, 3 vezes este incentivo vem do próprio Deus. A tarefa que ele tinha pela frente era enorme, acima de suas capacidades.

Deus não dá uma missão sem dar os recursos para que a realizemos. No caso de Josué os recursos eram: a presença de Deus; a promessa de que nunca o abandonaria e a Lei que Deus havia dado através de Moisés, isto é a Palavra de Deus.

O papel de Josué era ser forte e corajoso, crer e obedecer. Desânimo e medo seriam vencidos pela confiança nas promessas de Deus.

Temos também uma tarefa para fazer. Muito além de nossas forças e habilidades. Se olharmos apenas para nossos recursos ficaremos desanimados e com medo. Mas temos a promessa de Deus de que a missão será bem sucedida, pois será Ele quem a realizará. Ele estará conosco sempre (Mt 28.18-20).

MEDITAÇÕES DE UM PEREGRINO

* HABILIDADE PARA VIVER

norway-island-2075449_960_720
“…lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós.” 1 Pe 5:7
O salmista escreveu: “Aquietai-vos e sabei que eu sou Deus…” (46:10). Paulo exortou os filipenses: “Não andeis ansiosos de coisa alguma…” (Filipenses 4:6). E Pedro instruiu seus leitores a lançarem todas suas ansiedades sobre Deus (1 Pedro 5:7).

Como alguém pode parar de se preocupar e “aquietar-se”? Somente por meio da oração e confiança no Deus de amor (Filipenses 4:6-7). Aqueles que lançam sua ansiedade sobre Ele podem colocar de lado o barulho e a confusão, ambições e esforços, e experimentar a paz de Deus (v.7).

Isso não significa que aqueles que se “aquietam” diante do Senhor vão escapar dos perigos e dilemas da vida — mas significa que terão a habilidade de viver com tranquilidade em meio a tudo isso. Embora os problemas permaneçam, a confusão, a apreensão e o desespero desaparecerão lentamente. Tais pessoas mostram equilíbrio quando sob pressão; ficam inabalados com as dificuldades da vida; irradiam paz onde quer que vão.

Se você nunca se conscientizou da profundeza do amor de Deus e do Seu chamado para viver nesse amor, sua vida será repleta de ansiedade e cuidados. Muitas vezes você ficará nervoso e impaciente — sempre buscando aquele “algo mais”.

Quando você aprende a confiar em Deus e lançar suas ansiedades sobre Ele, pode ficar calmo em meio às exigências da vida.

Podemos deixar nossos cuidados com Deus, porque Ele cuida de nós.
PÃO DIÁRIO
%d blogueiros gostam disto: