* O ENCONTRO

Tempos depois, houve outra festa, e Jesus estava de volta a Jerusalém. Perto da Porta das Ovelhas, havia um tanque chamado Betesda em aramaico, com cinco pavilhões. Centenas de doentes – cegos, aleijados, paralíticos – ocupavam esses pavilhões. Um homem inválido estava ali havia trinta e oito anos. Quando o viu estendido ao lado do tanque, sabendo por quanto tempo ele estava ali, Jesus lhe disse: “Você quer ficar bom?”. O homem respondeu: “Senhor, quando a água é agitada, não tenho quem me ponha no tanque. Tento chegar, mas sempre alguém chega antes”. Jesus disse: “Levante-se, pegue sua maca e comece a andar!”. O homem ficou curado imediatamente, pegou a maca e saiu dali. Mas era sábado. (João 5.1-9)

O socorro estava bem perto do doente desamparado durante toda a sua enfermidade. Ele sabia que precisava de ajuda; sabia que a ajuda estava ao seu alcance, mas não podia ajudar a si mesmo. Jesus ajuda aqueles nessa mesma condição.

O que você não pode fazer por si mesmo?

“Busquei ao Senhor e, depois, percebi que ele levou minha alma a buscá-lo, buscando-me; não fui eu que te encontrei, ó Salvador verdadeiro; não, fui encontrado por ti.” Amém.

Retirado de Um Ano com Jesus [Eugene H. Peterson].

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s