* BELA AURORA

“Sara … deu a Abraão um filho na sua velhice, ao tempo determinado, que Deus lhe tinha dito” Gn 21:2

“O conselho do Senhor dura para sempre, os desígnios do seu coração por todas as gerações” Sl 33:11

Mas nós precisamos estar preparados para esperar o tempo de Deus. Deus tem Seus tempos determinados. Não cabe a nós conhecê-los; na verdade, não podemos conhecê-los; precisamos esperar por eles. Se Deus tivesse dito a Abraão que ele precisaria esperar trinta anos até poder abraçar a criança prometida, seu ânimo teria desfalecido. Assim, com o desvelo do amor, Deus ocultou-lhe a longura dos anos exaustivos, e só quando já estavam prestes a acabar-se e havia apenas alguns meses a esperar, é que Deus lhe falou”: “Ao tempo determinado tornarei a ti por este tempo da vida, e Sara terá um filho” (Gn 18.14).

Finalmente chegou o tempo determinado; e então o riso que encheu o lar do patriarca fez o idoso casal esquecer-se da longa vigília. Aquele que espera no Senhor, anime-se, pois espera por Alguém que não o pode desapontar; e que não Se atrasará cinco minutos do momento determinado; mais um pouco, e a sua tristeza será transformada em regozijo. Como seremos felizes quando Deus nos fizer sorrir! Então a tristeza e o pranto fugirão para sempre, como as trevas  diante da aurora.

Não compete a nós, passageiros, nos preocuparmos com o mapa e a bússola. Deixemos o hábil Piloto cuidar do Seu próprio trabalho. Há coisas que não podem ser feitas num dia. Deus não faz a glória de um pôr-do-sol num momento, mas pode levar vários dias ajuntando as névoas com que formará os belos palácios do ocaso.

Lettie B. Cowman, em “MANANCIAIS NO DESERTO”

“Sara … deu a Abraão um filho na sua velhice, ao tempo determinado, que Deus lhe tinha dito” Gn 21:2

“O conselho do Senhor dura para sempre, os desígnios do seu coração por todas as gerações” Sl 33:11

Mas nós precisamos estar preparados para esperar o tempo de Deus. Deus tem Seus tempos determinados. Não cabe a nós conhecê-los; na verdade, não podemos conhecê-los; precisamos esperar por eles. Se Deus tivesse dito a Abraão que ele precisaria esperar trinta anos até poder abraçar a criança prometida, seu ânimo teria desfalecido. Assim, com o desvelo do amor, Deus ocultou-lhe a longura dos anos exaustivos, e só quando já estavam prestes a acabar-se e havia apenas alguns meses a esperar, é que Deus lhe falou”: “Ao tempo determinado tornarei a ti por este tempo da vida, e Sara terá um filho” (Gn 18.14).

Finalmente chegou o tempo determinado; e então o riso que encheu o lar do patriarca fez o idoso casal esquecer-se da longa vigília. Aquele que espera no Senhor, anime-se, pois espera por Alguém que não o pode desapontar; e que não Se atrasará cinco minutos do momento determinado; mais um pouco, e a sua tristeza será transformada em regozijo. Como seremos felizes quando Deus nos fizer sorrir! Então a tristeza e o pranto fugirão para sempre, como as trevas  diante da aurora.

Não compete a nós, passageiros, nos preocuparmos com o mapa e a bússola. Deixemos o hábil Piloto cuidar do Seu próprio trabalho. Há coisas que não podem ser feitas num dia. Deus não faz a glória de um pôr-do-sol num momento, mas pode levar vários dias ajuntando as névoas com que formará os belos palácios do ocaso.

Lettie B. Cowman, em “MANANCIAIS NO DESERTO”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s