* VOCÊ CONHECE DEUS?

Por que duvidamos do Deus Todo-Poderoso, que criou todas as coisas, que mantém o controle sobre tudo, que nos ama com amor infinito e que fez em Sua Palavra promessas tremendas a nosso respeito?

O motivo real, acredito eu, é que realmente não conhecemos a Deus.          Podemos conhecer bastante a respeito de Deus, mas isso não é o mesmo que conhecê-Lo. Você pode conhcer bastante sobre uma pessoa que vive na casa ao lado, seu nome, nome de sua esposa, quantos filhos tem, que tipo de animal de estimação cria, que carro dirige, que profissão exerce, onde trabalha. Você pode conhecer muitos dos seus gostos que vão do tipo de pizza que recebe em casa ao tipo do cortador de grama que escolheu para comprar. Mas tudo isso não é o mesmo que conhecer seu vizinho. Não é o mesmo grau de informação e entendimento que você receberia se gastasse tempo com ele durante semanas, meses e anos em que vivem próximos um do outro, conversando, rindo e partilhando dos momentos importantes da vida, inclusive aqueles que são alegres e aqueles tristes. De longe você não poderá conhecer seu vizinho e nem ainda conhecer algumas coisas a respeito de seu vizinho. E assim se dá com o nosso relacionamento com Deus.

Paulo disse em Filipenses 4:19 – “O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades em glória, por Cristo Jesus” . “MEU DEUS”. Ele mantinha um bom relacionamento com Deus. Sabia que Deus conhecia tudo sobre ele, Paulo, e sobre toda a sua situação. Por conhecer a Deus intimamente, Paulo sabia que Ele não o abandonaria nem o desprezaria. Deus supriria o que lhe faltava.

Novamente vamos remontar ao nosso relacionamento com nosso vizinho. Você pode saber que seu vizinho é capaz de ajudá-lo de muitas maneiras – em questões práticas e financeiras. Você pode saber que ele tem uma determinada ferramenta ou equipamento que poderia lhe emprestar. Você pode até supor que , porque seu vizinho ajudou a outros, ele também o ajudará. Saber, porém, que seu vizinho é potencialmente capaz de ajudá-lo e poderia estar inclinado a isso, não é o mesmo que saber que seu vizinho, de fato, vai ajudá-lo.

A certeza absoluta, inabalável, que seu vizinho irá ajudá-lo só vem se você o conhecer intimamente. Novamente isso é verdade em respeito ao nosso relacionamento com Deus. Saber que Deus pode ajudar não é a mesma coisa que saber com certeza, no seu coração, que Deus irá ajudá-lo.

“Louvai ao Senhor, porque ele é bom, porque a sua misericórdia dura para sempre. Salmos 106:1

“Bom é o Senhor para os que esperam por ele, para a alma que o busca.”Lm 3:25

“Pois tu, Senhor, és bom, e pronto a perdoar, e abundante em benignidade para todos os que te invoca.” Sl 86:5

Que a certeza de Paulo invada o seu coração; que a convicção destes versículos acalmem tua alma na certeza que Deus irá suprir as tuas necessidades da maneira mais surpreendente e ideal possível. Não duvide!

Charles Stanley, em “DEUS TEM UMA RESPOSTA PARA NOSSAS NECESSIDADES NÃO ATENDIDAS

About these ads

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s